4 de janeiro de 2009

200 anos de nascimento de Louis Braille é lembrado em selo postal

Na abertura da programação filatélica de 2009, os Correios colocam em circulação a partir de segunda-feira (5), um selo comemorativo em homenagem ao bicentenário de nascimento de uma personalidade fundamental na emancipação e desenvolvimento dos deficientes visuais: Louis Braille, criador do sistema de leitura e escrita pelo tato.

O selo apresenta, em destaque, uma reprodução do busto de bronze de Louis Braille, instalado em um memorial em frente à prefeitura de sua cidade-natal, Coupvray, na França. No lado esquerdo do selo, dois dedos indicadores aparecem sobre uma página escrita no Sistema Braille, com a inscrição "Louis Braille". No lado direito, estáum mapa-múndi, em referência à longa trajetória da implantação do Sistema Braille em todo o planeta. Sobre o mapa está um conjunto de objetos que compõem uma reglete, o mais antigo - e o mais utilizado até hoje - aparelho de escrita em Braille. O design do selo ficou a cargo do artista Ricardo Cristofaro, que utilizou as técnicas defotografia e computação gráfica na elaboração da imagem.

Louis Braille

Louis Braille (1809-1852) perdeu a visão aos três anos de idade em razão de um acidente na selaria de seu pai. O garoto teve a atenção despertada quando, em 1821, o capitão Charles Barbier de la Serre apresentou aos alunos de sua escola um sistema de escrita e leitura que havia desenvolvido para a comunicação noturna entre ossoldados do exército francês e que poderia também ser utilizado pelas pessoas cegas.

O sistema de Barbier, formado por pontos salientes, apresentava a desvantagem de ser apenas fonético, mas Louis Braille o utilizou como base para o desenvolvimento de um sistema de escrita e leitura, cuja primeira versão foi por ele apresentada em 1825.

O Sistema Braille, baseado na combinação de seis pontos em relevo, permitia a representação do alfabeto e dos números, da simbologia aritmética, fonética e musicográfica e adaptava-se plenamente às peculiaridades da leitura tátil, pois cada caractere podia ser percebido pela parte mais sensível dos dedos, por meio de apenas um contato. Em 1837, Louis Braille apresentou a versão final do sistema, que, embora tenha levado algumas décadas para ser aceito na França, já havia se difundido pela Europa e por outras partes do mundo antes do final do século XIX.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ECT.
Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 5 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog