12 de dezembro de 2009

Conheça o cereal do século XXI

Para os incas, uma planta sagrada. Para o homem moderno, uma alternativa alimentar altamente nutricional, e ecologicamente viável. Esta é a quinua, um vegetal cultivado nas regiões andinas há pelos menos 5 mil anos, e que continua a ser produzido principalmente no Peru e na Bolívia. O nome “quinua” é de origem quéchua, o idioma falado pelos antigos incas.


Conhecida também como o “trigo dos incas”, a quinua é um tipo de cereal que produz uma semente pequena, comestível, rica em proteínas, vitaminas e minerais. Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), a quinua é um dos poucos vegetais completos, por apresentar um balanço de aminoácidos adeQuinuaquado à nutrição humana. De fato, as sementes constituíram, no passado, a base da alimentação da família boliviana, e até hoje representam um elemento fundamental à dieta dos camponeses andinos.

A quinua real é só uma das muitas espécies do vegetal, que conta com mais de 2 mil variedades, classificadas em categorias distintas. Dotada de grande resistência, a planta se adapta a diversas condições de latitude e altitude, e pode crescer em zonas áridas e semi-áridas.

Mas apesar das incríveis propriedades da quinua real, o alimento se manteve, durante muito tempo, exclusivamente destinado ao consumo próprio, principalmente por causa da sua baixa produtividade. O cereal produz uma única colheita anual, o que eleva o preço da unidade. Por isso mesmo, a planta, cujo cultivo segue técnicas basicamente artesanais, é perfeitamente aplicável à agricultura orgânica e às hortas familiares.

O valor protéico da quinua real é superior ao dos demais cereais. A composição de aminoácidos essenciais confere à planta um elevado valor biológico, comparável somente ao leite e ao ovo. Uma pesquisa, também revelou, que a quinua real age na prevenção de enfermidades crônicas, como a osteoporose, o câncer de mama, as doenças do coração e outras alterações femininas decorrentes da carência de estrógenos na menopausa.

Para saber mais acesse http://www.planetaorganico.com.br/quinua1.htm e http://www.planetaorganico.com.br/quinua2.htm

Fonte: www.planetaorganico.com.br

Leia Mais ►

10 de dezembro de 2009

A maratona de alegria

Ainda sob os efeitos de uma das mais movimentadas Oktoberfest de sua história, Blumenau já se prepara para uma prolongada jornada de cultura, lazer gastronomia, com direito a muitas compras e noites de Oktoberfest no Parque Vila Germânica. A maratona de alegria - batizada de Sommerfest (Festa de verão) tem início com o Réveillon e segue até o Carnaval. Nesse período, a rede hoteleira e o comércio de Blumenau oferecem descontos especiais, o que torna a vinda à cidade ainda mais interessante.

Confira as atrações da temporada

Réveillon de Blumenau

O grande palco para a chegada de 2010 será a Avenida Beira-Rio. A Prefeitura, através da Secretaria de Turismo e em parceria com o Blumenau Convention & Visitors Bureau, prepara um grande evento. O local escolhido para a queima de fogos – com duração de 15 minutos iluminando o céu, não poderia ser melhor, já que é um dos principais atrativos da cidade: a histórica ponte Aldo Pereira de Andrade, conhecida como Ponte de Ferro, cosntruída em 1929.image

A festa inicia às 17h30min com a apresentação de duas bandas – Freunde Musikanten e a Banda Champagne. A festa pretende, como no ano anterior, contar com a participação de aproximadamente 30 mil pessoas – entre blumenauenses, moradores de cidades da região e turistas.

Noites de Oktoberfest

O Parque Vila Germânica vira uma passarela cultural, com o desfile e a animação dos grupos folclóricos e das bandas típicas que fazem todo mundo entrar na dança. Realizada sempre às quintas-feiras, essas noites reproduzem com fidelidade o que acontece na festa de outubro. Em janeiro e fevereiro também é possível saborear um prato típico e as cervejas artesanais. A realeza da Oktoberfest 2010 tem presença confirmada nestas noites. As Noites de Oktoberfest ocorrem todas as quintas-feiras do mês de janeiro até o Carnaval (07, 14, 21 e 28/01 e 04 e 11/02), a partir das 19h, no setor 1 do Parque Vila Germânica.

Roteiros Turísticos

Não só de festa vive Blumenau, mas também de economia forte e altos índices de qualidade de vida. O visitante pode desfrutar de roteiros turísticos bastante agradáveis, como o Roteiro do Centro Histórico. Concentra um conjunto arquitetônico de valor histórico que compõe a trajetória dos primeiros imigrantes da região. Já o Roteiro de Natureza exibe o habitat de diversas espécies da fauna e flora catarinenses, além de trilhas, cachoeiras, parques, vôos panorâmicos e pista de arvorismo. O charmoso Roteiro Arquitetônico da Vila Itoupava, situada a 25 km do centro da cidade, é cercada de verde e lembra a Blumenau do início do século XIX. Ou ainda o Roteiro das Cervejarias Artesanais e o Roteiro Industrial, onde é possível conhecer ao vivo a fabricação de cristais, malhas, fornos industriais, entre outros.

Fonte: Secretaria de Turismo de Blumenau

Leia Mais ►

8 de dezembro de 2009

Dor no ombro, fraqueza e perda de mobilidade? Pode ser hora de procurar um especialista

Dor no ombro, fraqueza e perda da mobilidade são sintomas que podem levar ao diagnóstico de ruptura do manguito rotador. O alerta é do médico ortopedista Joaquim Reichmann, diretor da Clínica Reichmann de Chapecó, especializada em ortopedia, cirurgia do joelho, ombro, quadril e traumatologia. O manguito rotador auxilia na elevação e na rotação do braço, além de funcionar como estabilizador da articulação do ombro. É formado por quatro músculos (subescapular, supra-espinhoso, infra-espinhoso e redondo menor) que cobrem a cabeça do úmero e têm grande importância na estabilização, na força e na mobilidade do ombro.

Conhecida como uma das causas mais comuns de dor e limitação funcional em ombros na idade adulta, a ruptura do manguito rotador ocorre com maior frequência no supra-espinhoso, mas outros tendões podem estar envolvidas. É mais comum em pessoas acima dos 40 anos de idade, no entanto, pode ocorrer em pessoas mais jovens devido a trauma agudo, trabalho repetitivo com os braços acima da cabeça ou atividade esportiva. Também pode surgir junto a outras lesões como fraturas e luxações.

Reichmann explica que os sintomas de uma ruptura do manguito rotador podem ser agudos ou ter um início gradual. Dor aguda usualmente segue-se a um trauma como levantamento de peso ou queda sobre o braço, mas normalmente o início é gradual e pode ser causado por esforço repetitivo acima da cabeça ou por desgaste e degeneração do tendão.

Outro sintoma é a dor na frente do ombro que corre para baixo na parte lateral do braço, para o pescoço e escápula. Inicialmente, a dor pode ser leve e somente em atividades com os braços acima da cabeça. Com o tempo, a dor aparece até mesmo durante repouso. Pode haver dor ao deitar-se de lado e também à noite.

Podem surgir, ainda, rigidez e perda de movimentos do ombro afetado, dificuldade de realizar atividades diárias como pentear o cabelo e vestir-se. Quando a ruptura ocorre com uma lesão aguda, pode haver dor súbita, sensação de estalido e fraqueza imediata do braço.

O diagnóstico de uma ruptura do manguito rotador é baseado nos sintomas, exame físico, raios-X, e estudos de imagem como o ultra-som e a ressonância magnética. Alguns dos sinais de uma ruptura do manguito rotador incluem: atrofia dos músculos do ombro, dor na elevação do braço, dor ao abaixar o braço após uma elevação completa, fraqueza ao elevar ou girar o braço, estalidos ou sensação de atrito quando mover o ombro em algumas posições.

Raios-X do ombro com uma ruptura do manguito rotador podem mostrar um pequeno esporão. Por este motivo, pode ser necessário outro exame como uma ultra-sonografia ou ressonância magnética. “Estes exames podem visualizar melhor as estruturas musculares e tendinosas como o tendão do manguito rotador”, destaca Reichmann.

TRATAMENTO - Em muitas situações, o tratamento conservador (não-cirúrgico) pode resultar em alívio da dor e recuperação da função do ombro. As opções de tratamento podem incluir repouso e limitação das atividades acima da cabeça, uso de tipóia, medicações antiinflamatórias, exercícios de fortalecimento e fisioterapia.

A recuperação da força e da mobilidade pode demorar semanas ou meses. Caso o tratamento conservador não apresente resultados significativos, pode ser necessária a realização de cirurgia. Muitas cirurgias podem ser realizadas em ambulatório, sem ser necessária a internação do paciente. De modo geral, podem ser utilizadas três abordagens para o reparo cirúrgico:

Reparo Artroscópico - Um artroscópio de fibra óptica e pequenos instrumentos são inseridos no ombro através de pequenos orifícios puntiformes ao invés de uma incisão aberta. ‘O artroscópio é conectado a um monitor de televisão e o cirurgião pode realizar o reparo através da imagem do vídeo.

Reparo através de uma mini-incisão - Novas técnicas e instrumentos permitem os cirurgiões a realizar um reparo de uma ruptura completa do manguito rotador através de pequenas incisões, de 4 a 6 cm.

Reparo Aberto - Uma cirurgia através de uma incisão tradicional é geralmente necessária quando se tem uma lesão grande ou complexa, ou se uma reconstrução adicional, como uma transferência de um tendão, precisa ser feita.

Após a cirurgia, o braço é imobilizado para permitir a cicatrização da ruptura. O tempo de imobilização depende da gravidade da lesão. Passado este período, um programa de exercícios deve ser iniciado para a recuperação da mobilidade e da força do ombro.

Salienta-se que mais de 90% de todas as patologias cirúrgicas do ombro podem ser tratadas com reparo artroscópico e apresenta muitas vantagens em relação aos outros métodos cirúrgicos, como menor agressão, evitar desinserções musculares, menor tempo de recuperação, fisioterapia pós-operatória imediata, alta precoce e outras.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Av. Getúlio Vargas, 870-N, Ed. Central Park, sala 21, 2° andar, CHAPECÓ (SC)

Telefax (49) 3323-4244, celular (49) 9967-4244

mb@mbcomunicacao.com.br

marcos.bedin@mbcomunicacao.com.br


Leia Mais ►

7 de dezembro de 2009

Ganhe um exemplar do livro da vida

David Attenborough e sua equipe de cinegrafistas da vida selvagem. trazem mais uma vez para a televisão, as maravilhas da natureza. Eles captaram incríveis imagens, com uma grande variedade de criaturas do planeta, para a série Life da BBC de Londres. Desde minúsculos insetos até as baleias Jubarte. A série tem dez episódios, centrados na luta pela sobrevivência de cada espécie. As cenas da vida real desses animais, deixam qualquer reality show, no chinelo.

Um dos astros da série, o jacaré americano, é um réptil muito antigo e bem sucedido na luta pela TheSunsobrevivência. Nativos do sudeste americano, eles são capazes de matar grandes presas, como os cervos. possuem a mordida mais forte do planeta. Os jacarés são de cor escura, com um focinho largo e arredondado e geralmente são encontrados em água doce, enquanto os crocodilos são verde-cinza e preferem costeiras, salobra e água salgada.

Faz parte também da série um livro com o mesmo nome. O jornal inglês The Sun está sorteando vionte desses livros. Para participar do sorteio e ver mais fotos clique aqui.

Fonte: The Sun

Leia Mais ►

6 de dezembro de 2009

Jogos de Cartas: Relógio

Os jogos de cartas do tipo paciência sempre permitem ao jogador aumentar o seu conhecimento sobre o baralho e sua intimidade com as cartas. Além disso, constituem excelente exercício, pois exigem muita persistência para conseguir um resultado favorável ao jogador. O Relógio é uma paciência que confirma a regra, pois a vitória do jogador é muito difícil e depende muito da sorte.

Utilizando um baralho comum de , sem os curingas, o jogador deverá distribuir as cartas, uma a uma e fechadas, formando 13 montes com 4 cartas cada. Doze destes montes devem ser dispostos em forma de círculo, de modo que cada um represente um número do mostrador do relógio e o 13º monte devecartbar200 - Cópia ser colocado no centro do círculo.

Cada carta do baralho, independente da posição que lhe couber pela distribuição, representa determinada hora do relógio: o Ás corresponde a uma hora, o 2 a duas horas, e assim por diante; o Valete a 11 horas e Dama a 12 horas, sendo que Rei é destinado ao centro do relógio. O objetivo do jogo é colocar todas as cartas em seus lugares corretos.

O jogador inicia o jogo pelo monte central, virando a primeira carta de cima e colocando-a no seu lugar correspondente no relógio. Se for um sete, por exemplo, deverá colocar esta carta, aberta, debaixo do monte das 7 horas, ficando parcialmente coberta. Em seguida deve virar a primeira carta de cima do monte em que colocou a carta aberta, e procede como na vez anterior. Assim prossegue o jogo até que todas as cartas estejam colocadas.

Se o jogador virar uma carta e ela pertencer ao mesmo monte, ela deverá ser colocada, aberta, embaixo do monte, e o jogador abrirá outra carta do mesmo monte. Quando a quarta carta de um monte for aberta, o jogador reinicia virando uma carta do monte central. No Relógio, o jogador só pode vencer se virar todas as cartas de todos os montes antes que os quatro Reis apareçam, o que é extremamente difícil. Para melhorar as chances do jogador, a regra prevê que um Rei, apenas uma vez durante o jogo, pode ser trocado por outra carta ainda fechada. E aí vai encarar?

Fonte de pesquisa: Todos os Jogos, Editora Abril, 1978.

Leia também:

Jogos de Cartas: Duvido

Jogos de Cartas: El Gato

Jogos de Cartas: Copas Básico

Jogos de Cartas: Mate

Jogos de Cartas: Gin Rummy

Jogos de Cartas: Go bum é um jogo fácil e divertido

Jogos de Cartas: Brisca

Jogos de Cartas: A Sueca

Jogos de Cartas: Conheça o Whist

Jogos de Cartas: Cálculo - Conheça as regras da mais difícil das paciências

Jogos de Cartas: Conheça o Tute

Jogos de Cartas: O baralho espanhol

Jogos de Cartas: Saiba como nasceu a paciência

Leia Mais ►

Você seria capaz de fazer o mesmo?

Solidariedade... uma palavra que está desaparecendo nos dias atuais. Mas ainda bem que existem alguns poucos bons exemplos. Se usarmos nosso tempo, dedicação, atenção para proclamar sorrisos, felicidade e amor, tudo fica melhor, tudo se transforma e assim cumprimos o que Deus nos confiou. A forma de algumas pessoas levarem a vida, com mais leveza, com um sorriso no rosto e felicidade estampada em atitudes, não quer dizer que ela seja irresponsável com aquilo
que lhe foi confiado.

 

Veja esta sequência de fotos:

 

image001

image002

image003

image004

image005

image006

image007

image008

image009   image010

image011

image012

image013

Talvez a razão dos cães rerem tantos amigos, é que eles movem suas caudas mais que suas linguas.

As pessoas precisam amar mais e julgar menos... Todo mundo é igual, e estamos todos destinados
a um mesmo futuro, a morte.

Mas apesar desse destino certo, cabe a cada um a liberdade de escolha, enquanto respira...

Como você decide viver a vida é o que faz diferença nos momentos em que passar por provações.

Vamos amar mais e julgar menos!!

Recebido por email

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 4 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog