30 de dezembro de 2012

Feliz 2013!

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Feliz20131

Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, 
mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!

(Fernando Pessoa)

Feliz20132 Feliz20133

Feliz 2013!

Leia Mais ►

28 de dezembro de 2012

Como prevenir a pedrada?

Conhecida como “pedrada”, a lesão da panturrilha é um dos problemas musculares mais frequentes enfrentados pelos tenistas. Esta síndrome é caracterizada pelo estiramento muscular das fibras do músculo Gastronêmio, causada geralmente quando o atleta inicia um movimento de corrida, especialmente aquele de subida a rede quando inesperadamente a bola bate na fita e, rapidamente, o jogador se desloca para tentar alcançá-la. “Nesta hora é que se sente a fisgada na região de trás da perna, próxima ao joelho. Essa ocorrência costuma ser muito dolorosa”, ressalta o médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann.

As estatísticas empíricas das clínicas e consultórios mostram que a lesão da panturrilha, conhecida entre os tenistas como a famosa "pedrada" é uma das mais frequentes. Quando a lesão ocorre, o jogador tem a sensação de que uma forte pedrada atingiu a região da panturrilha, conhecida como a batata da perna.

A orientação de Reichmann é que o tenista, ao sentir a “pedrada”, deve imediatamente parar de jogar e colocar gelo no local onde a dor é mais forte. Deve deixar o gelo por cerca de 20 a 25 minutos, mantendo a perna elevada e, se possível, comprimindo as compressas de gelo. Este é o tratamento inicial recomendado.pedrada

Logo após, o tenista deve procurar um médico especialista de sua confiança, pois as lesões musculares têm uma grande chance de recidiva, ou seja, de voltarem a acontecer caso o tratamento inicial não seja adequado.

A prevenção, segundo o médico, deve ser feita com alongamento. O jogador deve fazer um bom alongamento antes de jogar. Deve gastar de 10 a 15 minutos, pelo menos, fazendo exercícios de alongamento de todas as estruturas musculares, tanto do membro inferior como do membro superior. Um alongamento adequado da musculatura do organismo previne ao máximo as lesões esportivas, evita lesões musculares e lesões de outra natureza.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

26 de dezembro de 2012

A Era do Lixo

Com o descarte de 30 bilhões de toneladas de resíduo por ano, o lixo assumiu o contorno de uma calamidade civilizatória. O Brasil aparece no rol de um dos grandes geradores mundiais de lixo, aponta o consultor ambiental Maurício Waldman.

Em entrevista ao Instituto Humanitas, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Waldman lembrou o geógrafo francês Jean Gottman, que definiu o atual período de Era do Lixo. "Essa é a primeira vez na história que os resíduos passaram a ocupar um nexo central nas preocupações humana", diz Waldman.

Os três segmentos que mais produzem descartes, responsáveis por cerca de 91% da geração do lixo do planeta, são a pecuária, a mineração e a agricultura. Os rejeitos residenciais respondem a apenas 2,5% do total, mas, segundo o consultor ambiental, é processualmente o mais importante de todos.

"Isso porque tudo ou quase tudo que se produz no mundo acaba descartado no saquinho que colocamos na calçada ou na lixeira do prédio", explica. A professora Annie Leonard, da Universidade de Carnell, nos EUA, destaca que para cada saquinho de lixo colocado na calçada existem outros 60 sacos de lixo descartados no processo de produção.

O problema deixa de ser apenas econômico, mas é um assunto "pavimentado por injunções sociais, políticas e culturais", assinala Waldman.

De 1991 a 2000, a população brasileira cresceu 15,6%, mas, no período, o descarte de lixo aumentou 49%. Em 2009, o Brasil teve um crescimento populacional de 1% e a produção de lixo, no mesmo tempo, aumentou 6%.lixo

A metrópole de São Paulo é o terceiro pólo gerador de lixo entre as capitais mundiais, perdendo apenas para Nova Iorque e Tóquio. No entanto, a paulicéia é a 11a. ou 12a. economia metropolitana do planeta, o que significa que paulistas geram muito mais lixo do que seria admissível.

Em termos de Brasil, o país abriga 3,06% da população mundial e gera 3,5% do Produto Interno Bruto global, mas gera, segundo estimativas, 5,5% do total mundial dos resíduos sólidos urbanos.

Como é impossível existir uma sociedade sem resíduos, o problema do lixo pode, contudo, "ser mitigado com o concurso de procedimentos inteligentes e práticas ambientalmente corretas", aponta o consulto ambiental e professor universitário. Ele defende a adoção, urgente, dos quatro "Rs" e nesta ordem: repensar, reduzir, reutilizar e reciclar.

"Em tempo", alerta Waldman, "precisamos acima de tudo repensar o conjunto da sociedade contemporânea". 
SÃO LEOPOLDO - Com o descarte de 30 bilhões de toneladas de resíduo por ano, o lixo assumiu o contorno de uma calamidade civilizatória. O Brasil aparece no rol de um dos grandes geradores mundiais de lixo, aponta o consultor ambiental Maurício Waldman.

Em entrevista ao Instituto Humanitas, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Waldman lembrou o geógrafo francês Jean Gottman, que definiu o atual período de Era do Lixo. "Essa é a primeira vez na história que os resíduos passaram a ocupar um nexo central nas preocupações humana", diz Waldman.

Os três segmentos que mais produzem descartes, responsáveis por cerca de 91% da geração do lixo do planeta, são a pecuária, a mineração e a agricultura. Os rejeitos residenciais respondem a apenas 2,5% do total, mas, segundo o consultor ambiental, é processualmente o mais importante de todos.

"Isso porque tudo ou quase tudo que se produz no mundo acaba descartado no saquinho que colocamos na calçada ou na lixeira do prédio", explica. A professora Annie Leonard, da Universidade de Carnell, nos EUA, destaca que para cada saquinho de lixo colocado na calçada existem outros 60 sacos de lixo descartados no processo de produção.

O problema deixa de ser apenas econômico, mas é um assunto "pavimentado por injunções sociais, políticas e culturais", assinala Waldman.

De 1991 a 2000, a população brasileira cresceu 15,6%, mas, no período, o descarte de lixo aumentou 49%. Em 2009, o Brasil teve um crescimento populacional de 1% e a produção de lixo, no mesmo tempo, aumentou 6%.

A metrópole de São Paulo é o terceiro pólo gerador de lixo entre as capitais mundiais, perdendo apenas para Nova Iorque e Tóquio. No entanto, a paulicéia é a 11a. ou 12a. economia metropolitana do planeta, o que significa que paulistas geram muito mais lixo do que seria admissível.

Em termos de Brasil, o país abriga 3,06% da população mundial e gera 3,5% do Produto Interno Bruto global, mas gera, segundo estimativas, 5,5% do total mundial dos resíduos sólidos urbanos.

Como é impossível existir uma sociedade sem resíduos, o problema do lixo pode, contudo, "ser mitigado com o concurso de procedimentos inteligentes e práticas ambientalmente corretas", aponta o consulto ambiental e professor universitário. Ele defende a adoção, urgente, dos quatro "Rs" e nesta ordem: repensar, reduzir, reutilizar e reciclar.

"Em tempo", alerta Waldman, "precisamos acima de tudo repensar o conjunto da sociedade contemporânea".

Fonte: ALC

Leia Mais ►

24 de dezembro de 2012

Feliz Natal 2012!

Natal:
sentimento que,
enchendo o abismo do universo,
cabe com seu esplendor,
No olhar de uma criança,
no cálice de uma flor,
Esse Jesus imortal, único, bom e clemente,
de quem sou o mais humilde crente.
Mártir que fez com seu olhar sublime,
o luar do perdão para a noite do crime,
abriu com a luz da bem-aventurança,
Jesus...
Deus menino homem que está,
Como um farol da glória,
No cume da montanha escavada da história,
contemplando o infinito,
iluminando a terra.
Essa luz que a flor da alma humana encerra,
É de quem sofre,
é de quem geme,
é de quem chora,
É de todos que vão pela existência afora,
Tristes (santo, herói, escravo ou proscrito),
os pés calcando o lodo...
os olhos voltados para o infinito.
O Natal está nos olhos das crianças,
em suas mãozinhas delicadas,
que revelam sempre novas surpresas.

FeliNatal
O Natal está em suas faces alegres e
em tudo o que dizem.
"Senhor, que neste Natal, milhares e milhares
de pessoas possam encontrar-se com Jesus,
a razão do Natal, a vida verdadeira,
assumindo com ele um compromisso de vida.
Que as festas e os presentes não nublem
as mentes, mas que todos possam
se deixar levar por essa "Canção de Amor":
Jesus!
"Porque o nosso Deus é misericordioso
e bondoso. Ele fará brilhar sobre nós
a sua luz e do céu iluminará todos os que
vivem na escuridão da sombra da morte,
feliznatal
para guiar os nossos passos no caminho da paz".

Feliz Natal!

Leia Mais ►

21 de dezembro de 2012

Repúdio a gastança aprovada pelos deputados

Mais uma vez, de forma irresponsável, nossos deputados estaduais, ignoraram o quadro de dificuldades que vive Santa Catarina, com graves e acentuadas deficiências logísticas em todas as áreas, principalmente na rede básica de saúde com uma greve interminável, no sistema escolar e nos serviços de segurança pública. O que eles fizeram? Para resolver esta questão nada. Mas para os próprios bolsos, tudo! Escolhi para publicar uma nota de repúdio da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) que espelha muito bem a indignação de todos cidadãos catarinenses. “A decisão do Poder Legislativo fere a consciência da cidadania e ignora o quadro de dificuldades que vive Santa Catarina”, assinala a Nota de Repúdio, cuja íntegra é a seguinte:

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) manifesta sua contrariedade e repúdio à recente deliberação da Assembleia Legislativa de Santa Catarina em aprovar um aumento de 79% no próprio auxílio-moradia, retroativo ao mês de setembro de 2011, valor também atribuído aos juízes, desembargadores, procuradores e promotores do Estado. O valor do benefício sobe de R$ 2.400 para R$ 4.300 mensais.

A decisão do Poder Legislativo fere a consciência da cidadania e ignora o quadro de dificuldades que vive Santa Catarina, onde, em face da limitação dos recursos públicos, convive com graves e acentuadas deficiências logísticas em todas as regiões, com insuficiências na rede básica de saúde, com carências no sistema escolar e prementes necessidades nos serviços de segurança pública.

A decisão dos senhores legisladores ignora que Santa Catarina vive um processo de desindustrialização, com dificuldades para manter o dinamismo de sua economia e a competitividade de suas empresas.Alesc

Mais uma vez, de forma irresponsável, ignorando que o Estado dispõe de menos de 5% para investimentos, abrem-se as portas do erário público para irrigar com dinheiro do contribuinte o rendimentos de alguns setores do funcionalismo público estadual, a quem, aqui, não cabe discutir sobre o mérito do privilégio ora concedido, mas a inconveniência de sua concessão.

Percebe-se que a sociedade divide-se, hodiernamente, em dois segmentos. Um é formado pelo Estado e seus servidores, cuja manutenção absorve a totalidade dos recursos público e, entre os quais, situam-se alguns estamentos que detêm elevados privilégios salariais, muito acima do que seria justo e razoável prover, pois, acima da realidade do mercado de trabalho.

O outro segmento é constituído pelo sociedade que trabalha duro e entrega quase a metade do que produz para o Estado. Empresários de todos os setores da economia, produtores rurais, trabalhadores do campo e da cidade entregam parte de seus ganhos para um Estado cada vez mais ineficiente e perdulário.

Além de pagar pesados tributos e ser despojado dos serviços que caberia ao Estado garantir, o contribuinte é compelido a pagar do próprio bolso por serviços privados de ensino, segurança e assistência a saúde.

Nessa contextura, a decisão da Assembleia Legislativa foi extremamente infeliz e totalmente dissociada da vontade da população barriga-verde. Nessa matéria, os senhores deputados não representaram o povo nem levaram em conta os superiores interesses da coletividade. Chapecó, 20 de dezembro de 2012. ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CHAPECÓ (ACIC). Diretoria Executiva. Conselho Consultivo

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

18 de dezembro de 2012

Salve Saúde

Para reduzir a incidência de doenças crônicas não transmissíveis, a AMB (Associação Médica Brasileira) lançou no dia 4 de dezembro o projeto Salve Saúde. O site do programa (www.salvesaude.com.br), apresentado no dia do lançamento, pretende tornar-se referência e fonte de informação confiável a respeito de hábitos que podem contribuir ainda mais para a longevidade e bem-estar. Nele é possível encontrar mais informações sobre o projeto, dicas médicas e baixar a cartilha com dados relevantes sobre a saúde no Brasil e tópicos sobre saúde da mulher, do homem e da criança, câncer, cuidados com o coração e alimentação, dentre outros assuntos.Salvesaude

Segundo Florentino Cardoso, presidente da AMB, “o Brasil espera, a partir de 2030, a diminuição da população com pico de envelhecimento em 2050. Graças aos avanços da medicina, desejamos que os brasileiros envelheçam mais saudáveis, e que os pacientes com doenças crônicas não-transmissíveis consigam controlá-las melhor e viver com mais qualidade. Tenho convicção que chegaremos bem ao futuro”. No evento, foi ressaltado que o site está aberto à contribuição das Sociedades de Especialidade. “Os médicos podem enviar novas informações a qualquer momento. Além disso, é possível colocar vídeos e relatos de experiências inspiradoras de pessoas que se beneficiam com a adoção de hábitos mais saudáveis”, completa Cardoso.

O projeto conta com o apoio das especialidades médicas que compõem o Conselho Científico da AMB – dentre as quais está a SBD –, da Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas (ABCD) e o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP). O patrocínio é do Bradesco Seguros, MSD e Qualicorp.

Fonte: Assessoria de Comunicação da SBD, com informações da AMB

Leia Mais ►

15 de dezembro de 2012

Mapa interativo mostra localização de feiras orgânicas no país

Para estimular as famílias brasileiras a adotarem uma alimentação mais saudável, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) lançou um mapa com a localização das feiras orgânicas no país. Por meio da ferramenta é possível saber os dias e horários de funcionamento e os produtos que são comercializados.

De acordo com o pesquisador do Idec, João Paulo Amaral, estão cadastradas 140 feiras em diversos estados e o número tende a aumentar com a maior divulgação do serviço, já que os consumidores também podem enviar informações sobre os locais de venda desses produtos. Após checados os dados, eles são acrescentados ao mapa.

“Com a ferramenta, as pessoas encontrarão facilmente as feiras orgânicas que existem próximo a elas. Ao mesmo tempo, fará com que mais feiras sejam descobertas pelos próprios visitantes do site. É um serviço interativo que estimula uma prática saudável e sustentável”, disse.

Amaral destacou que o mapa também vai ajudar a fortalecer as economias locais, “na medida em que as vendas são feitas pelos produtores, em uma comercialização direta”.

Um levantamento feito este ano pelo Idec com cerca de 500 internautas apontou que 23% deles optariam por orgânicos se houvesse mais feiras especializadas perto de suas casas. Além disso, 70% consumiriam mais alimentos orgânicos se fossem mais baratos.

O pesquisador do Idec enfatizou que, com a divulgação das feiras, há ganhos em relação a essas duas questões, porque os preços dos orgânicos nas feiras costumam ser menores do que nos supermercados. “Fizemos uma pesquisa que indicou que a diferença nos preços dos orgânicos pode chegar a 400% entre os dois tipos de comércio”, acrescentou.

A funcionária pública Gabriela Gonçalves, 27 anos, compra produtos orgânicos semanalmente em uma feira em Brasília. Embora seus gastos tenham aumentado desde que resolveu consumir apenas verduras, legumes e frutas certificados, ela diz que não se arrepende.

“É uma prática muito saudável. Não sei exatamente quanto eu gasto a mais por isso, mas vale a pena porque os produtos são sempre fresquinhos e mais saborosos. Tenho certeza que estou comendo com qualidade, alimentos que não têm agrotóxico”, disse ela, para quem a ida à feira já virou um compromisso.

“Vou toda quinta-feira, sem falta, e ainda tenho a oportunidade de conhecer, conversar e trocar informações com os produtores rurais, já que na feira são eles mesmos que vendem seus produtos. É uma delícia de programa”, acrescentou.

De acordo com o diretor secretário da Associação Brasileira da Agricultura Familiar Orgânica, Agroecológica e Agroextrativista (Abrabio), Marcos Macedo, a prática é saudável não apenas para os consumidores, mas também para quem produz.

“Além de ficarem a salvo de veneno, já que não utilizam agrotóxicos, os produtores orgânicos têm um forte incentivo para se fixarem no campo, que é o preço. Por meio dos programas de compra do governo, por exemplo, recebemos 30% a mais por nossos produtos do que os produtores de itens convencionais. É uma vantagem que faz diferença para o homem do campo”, enfatizou Macedo, que produz, anualmente, 20 mil litros de cachaça orgânica no município de Arealva (SP).

Para fortalecer o setor, o governo federal instalou, em novembro, a Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, que vai elaborar o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica. Integram o grupo 14 representantes de órgãos e entidades do Executivo, entre os quais o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Mais 14 representantes serão indicados por entidades da sociedade civil.

Fonte: Agência Brasil

Leia Mais ►

9 de dezembro de 2012

Professora lança livro sobre ensino para surdos

Ensinar língua portuguesa requer preparo, imagina então, como é ensinar para pessoas que não escutam. É sobre esse desafio que Veridiane Pinto Ribeiro, professora dos cursos de Licenciatura da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), trata no livro “Ensino de língua portuguesa para surdos: percepções de professores sobre adaptação curricular em escolas inclusivas”.  A obra será lançada no dia 15 de dezembro, na Associação de Surdos de Balneário Camboriú (Asbac).

A pesquisa, feita no Mestrado em Educação da Univali, apresenta um levantamento do ensino de português para turmas do 6º ao 9º, nas escolas inclusivas, estaduais e municipais, de Itajaí.

“A educação para surdos em Itajaí está passando por uma adaptação. São muitas as tentativas, mas ainda há muitas incertezas”, relata a autora. Para Veridiane, os professores que ensinam para turmas mistas, com ouvintes e não ouvintes, ainda carecem de auxílio e olivrosurdosrientações nas suas práticas diárias.

O livro é dividido em duas partes. Na primeira investiga a educação bilíngue, traça um perfil do professor e detalha o papel das escolas inclusivas. Na segunda, faz a relação das estratégias e práticas usadas pelos professores em sala de aula com as diretrizes dos documentos oficiais, com o objetivo é caracterizar a percepção dos professores sobre adaptação curricular.

“Ensino de língua portuguesa para surdos” é lançado pelas Editoras Prismas e Appris, e poderá ser adquirido no dia do lançamento, ou então, no site das editoras, no valor de R$ 42,00 .

Além de egressa do Mestrado em Educação, Veridiane Pinto Ribeiro é docente das disciplinas de Libras e Educação Inclusiva nos cursos de Licenciatura da Univali, e é professora do curso de intérprete do Núcleo de Estudos de Línguas e Literaturas Estrangeiras (Nelle) da universidade.

O lançamento da obra ocorrerá durante a noite cultural surda da Associação de Surdos de Balneário Camboriú (Asbac). Na ocasião, os integrantes da entidade farão exposição de artes plásticas, apresentação de teatro e interpretação de músicas em Libra. O evento terá início às 18h, dia 15, na Asbac, situada na rua Itália, em Balneário Camboriú.

Mais informações: (47)3341-7516, Mestrado em Educação.

Fonte: Univali

Leia Mais ►

8 de dezembro de 2012

Site alerta sobre os riscos do consumo excessivo de álcool

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) lançou o primeiro site do País destinado a pessoas que fazem consumo exagerado de bebidas alcoólicas, o Informálcool. A página da internet permite acesso a dados sobre o alcoolismo e à ferramenta Bebermenos, um programa de interação com o internauta que mostra a importância de descobrir cedo o abuso no consumo de álcool e ainda permite a criação de metas para diminuir ou parar com a bebida.

A saúde eletrônica é o uso da tecnologia digital para oferecer serviços como arquivos eletrônicos de pacientes, telemedicina, dados de consumo de medicamentos, equipes de saúde virtuais e dispositivos móveis para coletar e acessar dados do paciente.

A ideia do programa é chamar a atenção dos mais jovens, que usam o computador e as redes sociais com frequência, e que não procuram ajuda profissional por não querer ficar estigmatizados. "Atualmente, temos campanhas de prevenção e projetos de tratamento, mas nada que busque as pessoas nessa faixa intermediária que é a de quem está começando a beber”, disse a chefe do departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo, Maria Lucia Formigoni.informalcol

O site foi lançado pela com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), em parceria com pesquisadores de outros 3 países (México, Bielorrússia e Índia), e com duas universidades federais brasileiras (Universidade Federal de Juiz de Fora e Universidade Federal do Paraná).

Sem precisar se identificar, o usuário de álcool responde a um questionário que vai determinar qual o estágio em que está. Dependendo do resultado, é encaminhado ao programa de auto-ajuda, que tem duração de seis semanas. O programa exige que o próprio usuário responda sobre vantagens e desvantagens de continuar a beber, seus gostos e frequência com que bebe, e apresenta gráficos com esses dados e metas, para que ele diminua ou pare com a bebida.

“A proposta é que a pessoa entre sempre no site para interagir e ver como está. Também é possível interagir com outros atendidos e trocar experiências por meio de um fórum moderado por um profissional da saúde. Há ainda informações para familiares sobre como lidar com a situação, explicações para os pais sobre como abordarem e orientarem os filhos”, explica  a chefe do departamento de Psicobiologia da Unifesp.

Maria Lucia falou ainda que não é preciso ser médico ou profissional da saúde para utilizar o site e que na Holanda, onde começou a ser usado, foi verificada uma redução de 17% no consumo e um aumento de quatro vezes nas chances de parar definitivamente de beber. “O site se adapta a situações culturais e hábitos de cada país”. O portal está em fase de avaliação e teste, mas a expectativa é que esteja funcionando plenamente no início do ano que vem.

Fontes:
Agência Brasil
Ministério da Saúde
Universidade Federal de São Paulo

Leia Mais ►

6 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer

Niemeyer morreu no Rio de Janeiro na noite desta quarta-feira (5), vítima de uma infecção respiratória. Ele estava internado desde 2 de novembro no Hospital Samaritano. Reconhecido internacionalmente por suas obras, Niemeyer completaria 105 anos em 15 de dezembro.

Após velório em Brasília (DF), corpo será velado no  Palácio da Cidade, sede da prefeitura do Rio de Janeiro. A ocasião será aberta ao público nesta sexta-feira (7).

Sua morte repercutiu em jornais de todo o mundo. Para o diário norte-americano New York Times, o brasileiro revolucionou a arquitetura ao fundir o modernismo com a sensualidade, quebrando com o padrão arquitetônico colonial e barroco de até então.

Foi autor de mais de 400 projetos em seu próprio País e no exterior. A linha reta, inflexível, nunca seduziu completamente Niemeyer, o carioca que preferiu desafiar a matéria bruta, dando-lhe formas livres, leves, sensuais. Seus projetos são prova palpável de uma acertada comunhão entre técnica e arte, maiores responsáveis pela consagração mundial da arquitetura brasileira.oscarni

"De um traço nasce a arquitetura. E quando ele é bonito e cria surpresa, ela pode atingir, sendo bem conduzida, o nível superior de uma obra de arte." Assim, o próprio Niemeyer define o que lhe parece ser o alicerce principal da arquitetura: a surpresa. Essa tem sido sua busca permanente.
Em 1934, formou-se pela Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro. No escritório de Lúcio Costa, grande arquiteto e autor do plano-piloto de Brasília, iniciou sua profissão trabalhando como estagiário. Por lá, identificou-se com as idéias modernistas que modificaria com sua visão criativa e inovadora.

De 1937 a 1943, integrou a jovem equipe que, ao lado de Lúcio Costa e sob consultoria de Le Corbusier, lançou-se na corajosa aventura de projetar e construir a sede do Ministério da Educação e Saúde, hoje Palácio Gustavo Capanema, marco fundamental da arquitetura moderna no país. No início dos anos 40, afirmava ao país o seu gênio criativo: o Conjunto da Pampulha, em Belo Horizonte, moldando com curvas em concreto armado o novo bairro da capital mineira.

Em 1947, participou da comissão internacional responsável pelo projeto da sede da ONU em Nova York: o seu desenho foi a base do projeto definitivo.

Anos mais tarde, em Brasília, espelho do sonho de progresso, Niemeyer venceu o desafio de materializar traços que pareciam improváveis sobre a prancheta. São seus os desenhos do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional, da Catedral de Brasília, entre outros.

Na década de 60, o golpe militar obrigou o arquiteto, comunista histórico, a se exilar na Europa. Ampliou então, sua atuação no exterior e projetou, entre outros importantes edifícios, a sede do Partido Comunista Francês (1971), em Paris. No Brasil, o Conjunto do Ibirapuera, em São Paulo, e o Grande Hotel de Ouro Preto, Minas Gerais, são marcos de sua obra eloquente.

De volta ao país, nos anos 80, Niemeyer projetou o Sambódromo e os Centros Integrados de Educação Pública (CIEP) e, na década seguinte, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, sem nunca parar de trabalhar. No escritório de Copacabana, as palavras rabiscadas na parede revelam sua crença na revolução. E não apenas naquela que operou de forma definitiva na arquitetura: "Quando a vida se degrada e a esperança foge do coração dos homens, a revolução é o caminho a seguir".

Um de seus últimos projetos concretizados foi a Torre de TV Digital, em Brasília, inaugurada em 21 de abril deste ano, quando a cidade completou 52 anos.

A presidenta Dilma Rousseff disse em nota, que “o Brasil perdeu hoje um dos seus gênios. É dia de chorar sua morte. É dia de saudar sua vida”.
“Carioca, Niemeyer foi, com Lúcio Costa, o autor intelectual de Brasília, a capital que mudou o eixo do Brasil para o interior. Nacionalista, tornou-se o mais cosmopolita dos brasileiros, com projetos presentes por todo o país, nos Estados Unidos, França, Alemanha, Argélia, Itália e Israel, entre outros países. Autodeclarado pessimista, era um símbolo da esperança”, diz a nota assinada pela presidenta da República.

Fonte: Portal Brasil

Leia Mais ►

2 de dezembro de 2012

Escoliose: com diagnóstico precoce, tratamento tem maior eficácia

Caracterizada por um desvio da coluna vertebral para a esquerda ou para a direita, a escoliose é um problema que pode passar despercebido em crianças e originar problemas futuros para os jovens. “Com pouca sintomatologia clínica, o problema é, muitas vezes, observado por pais e professores, ou quando a criança é submetida a testes de avaliação clínica e fisioterápica”, ressalta o médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann.

A fase inicial do processo é de fácil identificação e de prognóstico mais possível. Porém, na grande maioria das vezes passa despercebido pelos responsáveis ou pelas próprias crianças, que não dão muita importância. Com o passar do tempo, entretanto, a correção torna-se mais difícil em função do agravamento dos desvios. Isso sem contar o aspecto estético/postural, e também a ocorrência de sintomas, cujo prinEscoliosecipal é a dor, que surgem com o decorrer dos anos.

“A escoliose é mais fácil de se tratar precocemente”, explica Reichmann. De todas as causas destacam-se as posturais ou funcionais, e as idiopáticas (de etiologia desconhecida ou de tendência familiar). O problema pode surgir tanto na região torácica como lombar da coluna vertebral.

O tratamento fisioterápico deve ser intenso nestes casos, sendo essencial. São usadas técnicas e exercícios de mobilização e alongamento, além de orientações posturais adequadas.

A correção começa no momento do sono. Os pais devem corrigir a postura de dormir; a posição lateral é a ideal. Também na hora de estudar, em sala de aula ou em casa, a postura deve ser observada. Até mesmo no momento do divertimento é importante corrigir a postura, seja com esporte adequado a cada faixa etária ou mesmo ao se jogar um simples vídeo game.

Outro frequente problema está relacionado às posturas incorretas adotadas ao se assentar em frente ao computador. Os médicos recomendam que pais e professores recorram a uma orientação clínica/fisioterápica ao identificarem ou suspeitarem da ocorrência de escoliose nas crianças. “Atenção a qualquer postura indevida, pois pode acarretar problemas graves no futuro, com tratamento muito mais difícil”, alerta Reichmann.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

26 de novembro de 2012

Ginástica laboral reduz estresse e aumenta concentração no trabalho

Com papel fundamental na manutenção da saúde, a qualidade de vida está associada à rotina pessoal, profissional, familiar, emocional, entre outras. Um dos assuntos que vêm ganhando atenção de especialistas para um dia a dia saudável e menos estressante está relacionado às condições de trabalho no mundo corporativo. Afinal, é no ambiente profissional que a maioria das pessoas passa boa parte de seu tempo.

O médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichamnn assinala que a ginástica laboral é uma das iniciativas que contribuem significativamente para o bem-estar e qualidade de vida do trabalhador. A prática desta atividade proporciona o relaxamento do corpo e reduz as tensões acumuladas, diminui o estresse, acalma pensamentos em relação às cobranças, além de deixar os profissionais mais motivados, dispostos e concentrados para o trabalho.ginLaboral

Segundo Reichmann, independente da ocupação, é necessário uma boa mobilidade para a realização das tarefas diárias. A prática da ginástica laboral permite o treinamento da flexibilidade e previne o encurtamento muscular crônico, um dos motivos de queixas de dores musculares por diversos profissionais. Além disso, é fundamental no combate aos "vícios posturais". 

A ginástica laboral também permite compensar os músculos mais utilizados no trabalho. “Orientações como o ajuste da cadeira à anatomia do corpo do funcionário, manuseio dos equipamentos de forma e postura corretas, ambiente arejado e iluminado, entre outras, são elementos importantes para a busca de um estilo de vida saudável no ambiente do profissional e fora dele”.

Reichmann reforça, ainda, que a prática da atividade contribui para a melhoria da integração, desperta o bom humor, melhora a disposição para o trabalho e, consequentemente, aumenta a produtividade do trabalhador. “Aplicar programas que incentivam uma vida mais saudável e menos estressante é altamente positivo tanto para o profissional quanto para a organização”, finaliza.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

20 de novembro de 2012

Cuidado com a contaminação de escovas dentais

Uma reiterada – e sempre ignorada – orientação dos dentistas está relacionada aos cuidados com as escovas dentais, para evitar-se a contaminação por microrganismos. A especialista em implantes e próteses dentárias Iara Giovana Gallon explica que as escovas dentais, após serem utilizadas para a higiene bucal uma única vez, podem estar contaminadas por diferentes tipos de bactérias, inclusive estreptococos do grupo mutans (microrganismos causadores da cárie), vírus, leveduras, parasitas intestinais, provenientes da cavidade bucal ou do meio ambiente.

Além disso, ainda pode ocorrer contato entre escovas de diferentes membros da família nos recipientes sobre a pia ou nos armários de banheiro. É difícil o controle da ocorrência de contato salivar entre indivíduos em ambientes como creches, pré-escolas e outras instituições que abrigam crianças de idade precoce, podendo a escova ser trocada e/ou compartilhada inadvertidamente.

Iara explica como deve ser efetuada a desinfecção das escovas dentais após sua utilização. A melhor opção é lavar a escova após seu uso, remover o excesso de água e borrifar um anti-séptico acondicionado em frasco spray (adquirido em farmácias de manipulação) em todas as direções da cabeça das escovas, particularmente nas cerdas.escovas

Em seguida, a escova pode ser guardada no armário do banheiro. Antes da próxima escovação, a escova deve ser lavada em água corrente. Após a escovação, não secar a escova com toalha de banho ou de rosto, pois isso pode aumentar ainda mais a contaminação. O excesso de água deve ser removido por meio de batidas da escova na borda da pia do banheiro.

Sobre o período de vida útil, Iara Gallon explica que escovas dentais devem ser trocadas freqüentemente: indivíduos sadios devem trocar suas escovas a cada 3 a 4 meses; indivíduos com gripe ou outras doenças infecciosas devem trocá-las no início e após a cura.

A odontóloga indica quais substâncias devem ser empregadas para a desinfecção das escovas: o gluconato de clorexidina a 0,12% e o cloreto de cetilpiridínio a 0,05% são eficazes na eliminação dos estreptococos do grupo mutans das cerdas das escovas dentais.

A escova deve ser conservada em local seco, após a desinfecção com anti-séptico. Estudos comprovaram que escovas dentais que permanecem fora do armário no toalete podem ser infectadas por coliformes fecais. Isso ocorre porque microrganismos como os coliformes fecais, presentes no aerossol que se forma após a descarga, podem depositar-se nas cerdas da escova sobre a pia do banheiro e proliferar. Dessa forma, após a desinfecção, as escovas devem ser guardadas no armário do banheiro.

Iara Gallon realça a importância do creme dental: a contaminação microbiana das cerdas das escovas dentais sofre a influência de inúmeros fatores, destacando-se o tipo de dentifrício, que pode conter agentes antimicrobianos como o flúor ou o triclosan, os quais ocasionam uma redução dessa contaminação. O uso de dentifrício contendo triclosan reduz em até 60% a contaminação bacteriana por estreptococos do grupo mutans, enquanto o dentifrício fluoretado reduz a contaminação em, aproximadamente, 23%.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

18 de novembro de 2012

Campanha de valorização do Dermatologista

O Dermatologista é o médico mais indicado para tratar, prevenir e diagnosticar todos os problemas de pele, e recomendar tratamentos para deixa-la mais saudável e bonita. 

No dia 18 de outubro, a SBD aproveitou as comemorações do Dia do Médico para lançar uma campanha nacional de valorização do médico Dermatologista.  A ação tem por objetivo conscientizar o público sobre a importância dos cuidados adequados com a pele e, principalmente, sobre a escolha do profissional realmente qualificado para desempenhar essa tarefa – o dermatologista.

A campanha atua em duas grandes vertentes: a estética e a saúde, informando sobre a prevenção de doenças e os riscos de realizar procedimentos sem a avaliação de um dermatologista. A campanha vai alertar, esclarecer e discutir questões relacionadas à saúde da pele, estimulando o público a consultar regularmente um dermatologista.sbd

Depoimentos em vídeo, que mostram histórias reais de pacientes do Recife, São Paulo e Brasília, aproximarão a campanha da população, evidenciando de forma contundente o perigo de não tratar problemas de pele com um médico especializado e o risco de “adquirir” procedimentos estéticos em sites de compras coletivas. Para atingir o público, está prevista a veiculação de anúncios em revistas nacionais de grande circulação, como Claudia, Boa Forma, Nova, Saúde, Womens’s Health e Veja. Entre no hotsite da campanha e assista aos depoimentos!

A principal plataforma da campanha, no entanto, será a internet, e haverá ações focadas em portais de grande audiência, mídias sociais, blogs e Facebook. Um aplicativo especialmente desenvolvido para a campanha permite que os usuários localizem, pelo celular, o dermatologista mais próximo. No site da SBD você também pode conhecer melhor a sua pele clicando em Doenças de Pele.

Fonte: SBD

Leia Mais ►

15 de novembro de 2012

Preconceito sofrido por ex-presidiários é tema de campanha

A Repúblika, nova agência experimental de Publicidade & Propaganda da FURB, está elaborando campanha para sensibilizar a comunidade sobre a importância de reinserir ex-detentos na sociedade. Criada a pedido do Conselho da Comunidade do Presídio Regional de Blumenau pelos acadêmicos Guilherme Hack, Humberto Cardoso Filho, Tiago Maria do Valle, Victor Fernandes e Aline Nicoleti de Mello, ela deve ser veiculada a partir do início do ano que vem.

“Nunca tinha feito uma campanha assim, e está sendo um desafio, pois lida com um preconceito muito difícil de mudar. Tanto que ela visa mais sensibilizar do que convencer as pessoas”, explica Humberto. Os estudantes desenvolveram camisetas, paineis, panfletos espots para rádios. A campanha também terá uma fanpage no Facebook.prisao

“Defendemos que a pessoa cumpra sua pena, mas é preciso reconhecer o fato de que, um dia, ela vai voltar à sociedade. Se ela for maltratada durante sua pena, sem o mínimo de dignidade e, ao sair, sofrer preconceito, é muito provável que ela volte a cometer delitos. Precisamos sensibilizar a população sobre isto”, argumenta Rômulo Carvalho, presidente do Conselho da Comunidade (antes denominado Conselho Carcerário), lembrando que a reinserção de ex-presidiários no mercado de trabalho é um dos meios mais eficazes de evitar a reincidência. “Ano passado, a Hering contratou 20 ex-detentos e, destes, 90% conseguiram voltar à sociedade”, argumenta.

Foi Carvalho quem procurou a Repúblika para desenvolver a campanha. A agência, coordenada pela professora doutora Fabrícia Durieux Zucco, funciona como um laboratório prático de ideias para os alunos do curso de Comunicação Social - Publicidade & Propaganda da FURB e, quando ainda se chamava House (até outubro), trabalhou com entidades públicas como o Hospital Santa Isabel, a Pró-Família e o Banco de Leite Humano de Blumenau.

Fonte: Furb

Leia Mais ►

12 de novembro de 2012

Leite orgânico: saudável e ecologicamente correto

O leite orgânico é um alimento livre de agrotóxico que vem do manejo sustentável e ecologicamente correto, respeitando o bem-estar animal, o solo e a conservação das águas. Eco Lact, primeiro com inspeção federal, foi lançada durante a 4ª edição da Mercoláctea, encerrada no último domingo (11), no Parque de Exposições Tancredo Neves (Efapi), em Chapecó.

“Foram produzidos para a feira uma tiragem de 50 litros de leite orgânico. Os visitantes se interessaram pela proposta e aproveitaram para tirar dúvidas e conhecer o alimento que é mais nutritivo e saudável”, destacou o coordenador do Núcleo Noroeste Catarinense de Agroecologia e técnico da Central Ascooper (Central da Agricultura Familiar), Eliandro Comin.

O consumidor poderá adquirir o leite orgânico a partir de janeiro de 2013, nos supermercados. O alimento também será disponibilizado no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Comin explicou que nas embalagens estarão dois selos que identificam o produto: um da Rede Ecovida de Agroecologia e outro Orgânico Brasil, do MAPA. Para o ano que vem está prevista a produção de mais produtos orgânicos como: queijo mussarela, queijo colonial e creme de leite.leiteorganico

A matéria-prima é oriunda de 40 produtores certificados dos municípios de Quilombo, Formosa do Sul, Santiago do Sul, Novo Horizonte, São Lourenço do Oeste, Jupiá, Galvão, Coronel Martins e São Domingos. O número de produtores poderá aumentar, uma vez que 140 propriedades têm o perfil para ingressar no projeto.

A iniciativa conta com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Governo Federal, Suck Milk, Rede de Agroecologia Ecovida, Cresol, Leta UFSC – Brasil, Instituto Saga, Terra Viva, Epagri, Sebrae/SC e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

PRODUÇÃO

Os animais são manejados em piquetes e recebem pasto verde, mineralização, água e sombra, o que proporciona o bem-estar. A adubação das pastagens se dá pelos próprios animais e pela utilização de compostos e adubos minerais de baixa solubilidade. Na sanidade animal, o foco é a prevenção de doenças e parasitas, com a utilização de produtos naturais em detrimento da aplicação de antibióticos.

O meio ambiente é preservado e o equilíbrio entre as áreas produtivas e as de interesse ambiental garantem a estabilidade da produção.

FEIRA

A expo-feira é organizada pela LATINA e promovida pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc). Conta com o apoio institucional do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Associação Brasileira de Criadores de Ovinos Leiteiros (Abcol), União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Ascooper, Sistema FIESC, Senai, Epagri, Cidasc, Sindicato Rural de Chapecó e Chapecó e Região Convention & Visitors Bureau.

Tem o patrocínio do DENACOOP, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ministério de Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca, Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria Municipal da Agricultura, Prefeitura Municipal, Sebrae Santa Catarina, Coopercentral Aurora Alimentos, Fetaesc e Governo Federal.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

9 de novembro de 2012

Competição: fazer pontes com palitos de picolé

Palitos de picolé são a matéria-prima para a confecção de pontes. Estranho? Pois a Universidade do Vale do Itajaí (Univali) realiza no domingo, 11, às 9 horas, na quadra coberta do setor E, no Campus Itajaí, uma competição para avaliar as habilidades de seus acadêmicos na construção de pontes utilizando, exatamente: palitos de picolé.

O desafio é construir um protótipo de ponte executada com palitos de picolé unidos com adesivo. Para a avaliação de seu depicolesempenho estrutural ela será submetida a uma carga crescente. Ganha, entre outros critérios, a ponte que resistir ao maior peso. Podem participar apenas alunos do curso de Engenharia Civil da Univali, mas o acompanhamento do evento é gratuito e aberto ao público.

A coordenadora do curso de Engenharia Civil da Univali, Sonia Iara Portalupi Ramos, explica que o concurso permite experimentação e trabalho de equipe: “Com essa experiência os alunos aplicam os conhecimentos básicos de mecânica dos sólidos, projetam estruturas simples, comunicam e justificam suas decisões e trabalham em grupo para executar seus projetos”, relaciona.

Cada grupo participante poderá ter no mínimo três e no máximo seis integrantes e apresentar apenas um modelo de ponte que deverá vencer um vão livre de um metro. A ponte só pode ser construída utilizando material fornecido pela organização do concurso e seu peso máximo não pode ultrapassar 800 gramas. A equipe vencedora receberá o valor simbólico de R$ 300,00. A atividade integra as ações comemorativas ao 15º aniversário do curso de Engenharia Civil que ocorrem até o dia 30 de novembro.

Mais informações: (47) 3341-7681, com Sonia Iara Portalupi Ramos, coordenadora do curso.

Fonte: Univali

Leia Mais ►

5 de novembro de 2012

Boa higiene bucal reduz até o risco de pneumonia

Vários estudos científicos ao redor do mundo comprovam a estreita ligação entre bons hábitos bucais e a saúde geral. Agora, novas pesquisas da Faculdade de Medicina da Universidade de Yale descobriram alterações nas bactérias bucais precedendo o desenvolvimento de pneumonia nos pacientes hospitalizados. Após estudar 37 participantes no período de um mês, Samit Joshi, M.D., chefe do estudo, concluiu que alterações nas bactérias bucais podem influenciar o risco que uma pessoa tem de desenvolver pneumonia.

Uma maneira de evitar a pneumonia nesta época do ano, portanto, é escovar os dentes. Essa conclusão científica torna ainda mais válida a importância da escovação e do uso de fio dental para manter as bactérias sob controle, realça a especialista em implantes e próteses dentárias, Iara Giovana Gallon, da Clínica Arte & Face de Chapecó.

A equipe de pesquisa descobriu que pacientes em ventilação forçada, que contraíram pneumonia, experimentaram uma alteração significativa nas bactérias bucais antes de ficarem doentes. Embora sejam necessárias pesquisas adicionais para ligar de maneira definitiva as bactérias bucais à pneumonia, outros estudos associaram a saúde bucal com doenças respiratórias.Dentes

As doenças respiratórias e a saúde bucal têm sido associadas há anos. Acredita-se que infecções bacterianas no tórax sejam causadas pela passagem de gotículas da boca e garganta para os pulmões. Estudos mostram uma taxa mais alta de mortalidade por pneumonia em pessoas que experimentaram uma quantidade de problemas bucais acima da média.

Iara Gallon enfatiza que a simples escovação dos dentes por dois minutos, duas vezes ao dia, usando creme dental fluoretado, a limpeza entre os dentes diariamente com escovas interdentais ou fio dental, a redução da frequência com que se ingere bebidas e alimentos açucarados e a visita regular ao dentista, na frequência recomendada, serão essenciais para a saúde humana.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

2 de novembro de 2012

A deletéria concentração de eventos

Quem examinar o calendário geral de eventos observará uma elevadíssima concentração no segundo semestre do ano. Refiro-me a eventos de toda natureza – científicos, culturais, empresariais, esportivos, religiosos, educacionais etc. Somente uma pequena parcela desses eventos realmente deveria freqüentar a segunda metade do calendário gregoriano -  por fundadas razões históricas, como festas e comemorações, pelo clima (ações  econômicas relacionados com a sazonalidade agrícola) ou pela dinâmica intrassetorial (como as feiras que antecedem importantes efemérides de nosso calendário comercial, especialmente o Natal).

         Entretanto, a maior parte dessas iniciativas poderia ser antecipada para o primeiro semestre, sem qualquer prejuízo em sua realização . Centenas de congressos, seminários, simpósios, encontros, assembléias, reuniões são efetuadas na segunda metade do ano por puro comodismo, hábito,  condicionamento ou indolência na planificação. Inicia-se a preparação no primeiro para consumar o evento no segundo semestre, sem nenhuma razão objetiva para isso.

         Mas, afinal, qual é o problema em concentrar eventos no segundo semestre do ano? São diversos. O primeiro é de ordem material. Tomando-se por base as cidades de médio e grande porte verifica-se que os inúmeros agentes econômicos envolvidos com eventos ficam relativamente ociosos no primeiro semestre e sobrecarregados no segundo. A rede hoteleira é o exemplo mais cabal: na primeira metade do ano a taxa de ocupação média fica abaixo de 50%, depois, com a concentração típica da segunda metade, sobe ao extremo. Em muitas ocasiões não supre totalmente a demanda, levando os leigos à falsa conclusão de que a rede hoteleira é insuficiente e, portando, são necessários mais estabelecimentos do gênero.Festas

         Idêntica conclusão se obtém ao examinar outros fornecedores de serviços para eventos. O transporte aéreo apresenta limitações de vôos e de capacidade (poltronas/passageiros) com crônicas dificuldades de superação. Raros são os casos em que se torna economicamente viável e tecnicamente possível a contratação de vôos charter para suprir demanda especifica de um evento.

         A indesejada concentração de eventos também causa percalços no mercado de fornecedores de sonorização, decoração, infraestruturação e ambientação dos locais, assessoria de comunicação, cerimonial & protocolo, cerimonialistas, recepção, segurança e, especialmente, fornecedores de alimentação. Coquetéis,coffee breakes, jantares e almoços representam uma face essencial dos eventos,  e que muitas vezes determinam seu sucesso ou fracasso. Não é incomum congressos e seminários de alto conteúdo científico e cultural serem negativamente avaliados em razão de deficiências no aspecto da alimentação.

           Essa concentração gera o encarecimento dos serviços ou a incapacidade dos agentes locais atenderem as demandas, exigindo-se a contratação de prestadores de outras regiões, cujos custos obviamente são maiores. Centros de convenções, auditórios e salões nobres são locais relativamente escassos, razão pela qual os respectivos aluguéis sobem às alturas no segundo semestre. Outro aspecto importante: com a concentração de muitos eventos de agosto a dezembro, os meios de comunicação não conseguem dar o  merecido tratamento jornalístico e, portanto, boas iniciativas ficam sem visibilidade na mídia leiga ou especializada.

         Diante dessa constatação fica evidente que se não há razões objetivas e imperativas para  a execução de um evento no segundo semestre, existem  inúmeras vantagens concretas para sua  realização na primeira metade do ano. Pense  sobre isso.

Por: Marcos A. Bedin - Jornalista, diretor da MB Comunicação e diretor regional Oeste da Associação Catarinense de Imprensa (ACI)

Leia Mais ►

30 de outubro de 2012

Projeto possibilita reinserção social de detentos de SC

Treinamento em produção de mudas florestais nativas acontece até quarta-feira (31) na Colônia Penal Agrícola de Palhoça. Convênio de Cooperação Técnica – Semear viabiliza nesta segunda, terça e quarta-feira (29, 30 e 31) o primeiro treinamento de “Produção de mudas florestais nativas”, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas, na Colônia Penal Agrícola de Palhoça. A iniciativa é do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC).

O curso é voltado às colônias penais agrícolas, com o intuito de capacitar e qualificar condenados em regime semiaberto e egressos do sistema penitenciário do Estado como “viveiristas”, na produção de mudas de plantas nativas. A ação integra o projeto “ACORDE Plantas Nativas”, que tem por objetivo promover a reinserção social dos participantes.

O curso possui carga horária de 24 horas, sendo disponibilizadas entre 8 a 12 vagas por turma. Para participar, os interessados devem ser alfabetizados e ter no mínimo 18 anos completos.

De acordo com o superintendente do SENAR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, a partir de ações como esta, o SENAR/SC cumpre com sua missão de desenvolver atividades de Formação Profissional Rural, que contribuem para a qualificação, integração na sociedade, qualidade de vida e cidadania do “homem rural”.semear

O conteúdo aborda temas como segurança e saúde no trabalho; cuidados com o meio ambiente; identificação de espécies nativas; demarcação de matrizes arbóreas; coleta e beneficiamento de sementes; desenvolvimento das mudas e controle fitossanitário; preparação do solo, substrato ou espuma fenólica; plantio/semeadura; tratos culturais, controle de irrigação e fertirrigação; seleção e expedição de mudas; tipos de viveiros e custos para a implantação e mercado.

O Convênio de Cooperação Técnica - Semear foi assinado em 22 de agosto de 2012, no Centro Administrativo do Governo do Estado de Santa Catarina e integra a Secretaria de Estado do Planejamento do Estado de Santa Catarina, a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania de SC e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), com mediação da Vara de Execuções Penais da Comarca da Capital e do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente do Ministério Público de SC.

Conforme o convênio, compete à Secretaria de Estado do Planejamento a orientação e coordenação geral do projeto “Semear – Plantas Nativas”, por meio do Comitê Executivo do projeto “Ações Conjuntas de Revitalização e Desenvolvimento (ACORDE Plantas Nativas)”. O SENAR/SC será responsável pela elaboração do programa didático de qualificação e formação técnica, além de fornecer orientação, insumos e materiais pedagógicos necessários à conclusão do curso.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

28 de outubro de 2012

Postura inadequada durante o sono pode provocar lesões

Cuidar da postura é uma atitude que ajuda a evitar lesões e auxilia na manutenção da saúde e bem-estar. No entanto, vários hábitos simples passam despercebidos e, atualmente, são as causas do aumento das estatísticas de dores nos ombros. Quando a pessoa coloca a mão acima ou atrás da cabeça, a região da grande tuberosidade colide contra o arco coracoacromial e provoca uma isquemia (falta de sangue) temporária na região.

O médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann, da Ortopedia Reichmann, explica que caso essa posição permaneça durante muitas horas, a isquemia pode provocar micro lesões no tendão. “Essa posição é comum enquanto as pessoas dormem. Alguns pacientes têm o hábito de dormir com a mão acima ou atrás do travesseiro, o que pode provocar com o passar do tempo, ruptura do manguito rotador”, salienta.

No trabalho também é preciso atenção com a postura. Segundo o médico, um dos principais fatores que desencadeiam dor no ombro está relacionado ao fato de determinados profissionais desempenhar atividades durante horas sem apoio para o cotovelo. “Quando digitdoramos sem apoiar punho e cotovelo levamos os músculos da cintura escapular a fadiga”, salienta.

  Os músculos fatigados são facilmente lesados. Com o tempo surgem dores na parte posterior do ombro (mialgia do trapézio, rombóide, etc) e posteriormente surgem os problemas dentro da articulação. O hábito de dirigir segurando na parte de cima do volante também pode provocar dor, principalmente na região posterior do ombro.

Segundo Reichmann, a posição correta para digitação é com apoio do cotovelo e do punho. Quando a cadeira não tem braços para apoiar o cotovelo, é necessário afirmar na mesa. Todas as funções necessitam de uma ergonomia correta para prevenir defeitos na postura.

Sobre prevenção ou diagnóstico, o médico salienta que é fundamental identificar os problemas posturais e mudar os hábitos. Em caso de dores, o ideal é procurar um ortopedista para diagnosticar quais grupos musculares estão acometidos para instituir o trabalho fisioterápico ou de reforço muscular em academia. “Uma postura adequada é aquela que se apresenta em estado de equilíbrio músculo-esquelético, que não apresente dor, que seja funcional e esteticamente aceitável”, relata Reichmann.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

24 de outubro de 2012

Portal da Biblioteca Digital do Patrimônio Ibero-Americano

Num exemplo de cooperação internacional, foi apresentada na última terça-feira, 19, a versão beta do portal da Biblioteca Digital do Patrimônio Ibero-Americano (BDPI), que reúne 136 mil itens. O projeto da Associação de Bibliotecas Nacionais da Ibero-América (Abinia)  integra os acervos das Bibliotecas Nacionais do Brasil, Chile, Colômbia, Panamá e Espanha, e permite a consulta aos acervos das mesmas através de ferramentas de buscas específicas.

Com a iniciativa, a Abinia pretende incentivar as bibliotecas associadas a promoverem a digitalização de suas coleções, aBDPI automação e padronização de seus catálogos, adaptando-os aos padrões internacionais. O portal ainda é uma versão beta (experimental) porque a Abinia espera incorporar nos próximos meses o maior número de bibliotecas nacionais da região.

O portal da BDPI apresenta seleção de documentos, livros, mapas, imagens, testemunhos das grandes viagens e explorações, mais de 15 mil gravações de som, cerca de 8,6 mil partituras, obras, monografias e periódicos sobre literatura, escritores e estudos literários. A Biblioteca Nacional da Espanha contribui com 87,5 mil registros, a do Chile com 21,5 mil registros, a do Brasil, que tem sede no Rio de Janeiro, com 19,5 mil registros, a da Colômbia com 7,1 mil registros e a do Panamá com 925 registros.

A BDPI pode ser acessada através do link http://www.iberoamericadigital.net/gdl/

Fonte: ALC

Leia Mais ►

22 de outubro de 2012

Falta de dentes pode ter relação com mal de Alzheimer?

O primeiro impulso na hora de responder essa pergunta pode ser de negação: Claro que não! Imagina. O que os dentes têm a ver com doença da memória? No entanto, a resposta correta pode surpreender. A especialista em implantes e próteses dentárias, Iara Giovana Gallon, da Clínica Arte & Face de Chapecó chama a atenção para a importância de ter todos os dentes na boca já que eles têm as funções de manter a dimensão vertical, a estética da face e do sorriso, de fazer o bolo alimentar e da manutenção do espaço aéreo. “A falta de dentes pode ter várias repercussões na saúde geral do paciente, como alteração postural, dores de cabeça e de estômago, entre outras”, afirma.

Com base em pesquisas desenvolvidas na Universidade de Umeaa, no norte da Suécia, pelo dentista e professor Jan Bergdahl, Iara aponta que um estudo observou quase duas mil pessoas com idades entre 35 e 90 anos desde 1988, comparando a memória daqueles que tinham todos os dentes e a dos que haviam extraído e passaram a usar dentaduras. “O resultado mostrou que quem não tinha todos os dentes, tinha a memória afetada. É comprovado que quem faz implantes melhora a circulação sanguínea e, consequentemente, preserva a memória”, afirma a especialista.

De acordo com Iara, os avanços tecnológicos e científicos permitem perceber que a qualidade da mastigação está diretamente ligada ao desenvolvimento neurológico. “Muito melhor se a mastigação for feita da forma correta, contando com a arcada dentária completa”, observa.

Iara também cita que testes desenvolvidos com animais demonstram que a extração de dentes rompe nervos conectados ao cérebro. A especialista argumenta que tanto nos animais de laboratório quanto no homem com ausência de dentes, observa-se a presença de placas de proteína Beta, formadas no sistema nervoso central, indicadoras do Mal de Alzheimer. “Tais placas degeneram os neurônios como se fosse uma hemorragia. Daí a relação com o sistema neurológico. A importância de cuidar bem dos dentes e da mastigação correta vai além da estéticsem dentea e da saúde fisiológica, alcançando a mente da pessoa”, orienta Iara.

Iara também cita um novo estudo feito por pesquisadores na Faculdade de Odontologia da Universidade de Nova Iorque (NYU), confirmando que a doença gengival pode, realmente, aumentar o risco de desenvolver a doença de Alzheimer. Trata-se de outra evidência, a longo prazo, de que a doença gengival pode aumentar o risco de disfunção cognitiva associada com a doença de Alzheimer em indivíduos saudáveis e também naqueles que já estão cognitivamente comprometidos.

O estudo foi liderado pela doutora Ângela Kamer, da NYU, que colaborou com uma equipe de pesquisadores da Dinamarca, e expande um estudo de 2008 feito por ela que “mostrou que pessoas com doença de Alzheimer apresentam nível significativamente mais alto de anticorpos e moléculas inflamatórias associadas com a doença periodontal no plasma em comparação com pessoas saudáveis”.

No novo estudo, pesquisadores analisaram dados sobre a inflamação periodontal e função cognitiva em 152 homens e mulheres dinamarqueses que faziam parte do Estudo de Envelhecimento de Glostrup, reunindo dados médicos, psicológicos e de saúde bucal, no período de 1964-84. A equipe comparou a função cognitiva dos indivíduos com idades entre 50 e 70 anos, usando o Digit Symbol Test, DST, uma parte da medição padrão do QI adulto que avalia a rapidez com que indivíduos podem ligar uma série de dígitos, como 2, 3, 4 a uma lista correspondente de pares de dígitos-símbolos.

Os pesquisadores observaram que a inflamação periodontal aos 70 anos estava fortemente associada a pontuações mais baixas no DST e que os indivíduos com inflamação periodontal eram nove vezes mais propensos a obter pontuações mais baixas no teste, comparados com aqueles com pouca ou nenhuma inflamação periodontal.

Em resumo, realça Iara Gallon, a pesquisa sugere que indivíduos cognitivamente normais com inflamação periodontal apresentam risco aumentado de função cognitiva menor em comparação com os indivíduos cognitivamente normais com pouca ou nenhuma inflamação.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

20 de outubro de 2012

Atiraram no homem para matar a fábrica

Belo de Farias, um negociante de animais no sertão do Ceará, casado, pai de cinco filhos, não resiste aos encantos de uma adolescente de 14 anos, Leonilda Flora da Cruz Gouveia. Três anos depois, no dia 5 de junho de 1863, em Ipu, Ceará, Delmiro Augusto da Cruz Gouveia vem ao mundo. Aos quinze anos, logo depois da morte da mãe, Delmiro vai ganhar a vida como bilheteiro e condutor de bondes, no Recife. Em 1881, entra para o comércio de peles. Seu tino e sua inteligência começavam a lhe abrir as portas da fortuna. Dois anos anos depois, no dia 28 de agosto de 1883, casa-se com dona Iaiá, filha de seu amigo, o tabelião Antônio Severiano de Melo Falcão.

Em 1892, por sua amizade com John Sanford, americano que comerciava com peles, é convidado para ocupar a gerência do curtume Keen Sutterly & Co., com sede na Filadélfia. Mais tarde, quando volta de sua segunda viagem aos Estados Unidos, compra as instalações e escritórios da Sutterly. Em 1898, associa-se ao diretor geral do Banco de Pernambuco, Antônio Carlos Ferreira da Silva, e à firma Rossbach Brothers, e passa a ter o monopólio das exportações de couro no Nordeste.

Resolve, então, construir um mercado. Compra os terrenos do antigo Derby Club e, a 7 de setembro de 1899, inaugura uma firma precursora dos supermercados. Dotado de luz elétrica, sistema de esgotos, chafarizes com água em abundância, e até de um parque de diversões, o Mercado Modelo vende os mais variados gêneros, de alimentos a roupas. A região em torno do mercado começa a se desenvolver. Delmiro consegue eliminar os intermediários no processo de comercialização, comprando direto dos pequenos fazendeiros. O povo do Recife jamais conhecera preços tão baixos.Delmiro

Mas o prestígio do coronel Delmiro representa uma ameaça para os interesses políticos dos grandes proprietários rurais. Rosa e Silva, vice-presidente da república, organiza, então, uma ofensiva de boicote ao Mercado Modelo. Por ordem do prefeito Esmeraldino Bandeira, as mercadorias são apreendidas. Desesperado com a situação, Delmiro viaja ao Rio de Janeiro para resolver o problema diretamente com Rosa e Silva. Mas não chegam a um acordo, e Delmiro acaba agredindo a bengaladas o vice-presidente em plena rua do Ouvidor. A resposta não tarda e na noite de 2 de janeiro de a900, o mercado é incendiado.

Delmiro retoma o comércio de peles e em 1910 já tem capital para realizar um novo sonho: explorar o vale do São Francisco, industrializar a energia hidrelétrica de Paulo Afonso, e instalar, na região, um centro agrícola e industrial. Compra todas as terras secas devolutas da região de Água Branca. Além disso, consegue isenção de impostos para uma fábrica de fios e linhas e a concessão para captar energia elétrica da cachoeira de Paulo Afonso. Importa equipamentos da Suíça, Alemanha e Inglaterra e no dia 1° de julho de 1912, inaugura a Companhia Agro Fabril Mercantil. No dia 5 de junho de 1914, com técnicos europeus, mil operários só nas instalações fabris e milhares nos campos de algodão, tem início aprodução em massa dos fios e linhas.

Em pouco tempo, Delmiro começa a exportar linhas para o Perú e Chile. Mas Delmiro era também um reformador. Manda construir a Vila Operária da Pedra, a primeira de que se tem notícia no Nordeste. Um modelo para a época: 256 casas de alvenaria, alinhadas em ruas regulares, iluminação elétrica e água encanada. Em 1916, já funcionavam na Vila, quatro escolas, serviço médico e uma Caixa de Previdência Operária. E, antes mesmo que a legislação brasileira pensasse: regime de oito horas de trabalho, descanso semanal aos domingos e 13° salário.

Mas a fama de Delmiro mais uma vez desagrada a muita gente. A poderosa firma inglesa, Machine Cottons, por exemplo, que antes controlava sozinha o mercado de linhas e fios no Brasil. E também aos coronéis José Rodrigues de Lima, de Piranhas, e José Gomes de Sá, de Jatobá. Recomeça, então, mais uma campanha contra Delmiro, e, no dia 10 de outubro de 1917, às 20 horas e 30 minutos, Delmiro estava sentado no alpendre de seu pequeno chalé perto da Fábrica da Pedra. Lia os jornais, tranquilamente, quando, de repente, o silêncio é rompido por três estampidos. Delmiro Gouveia estava morto.

Fonte: Nosso Século, Abril Cultural, 1981.

Leia Mais ►

17 de outubro de 2012

Carne aumenta 50% neste ano

Os preços das carnes no varejo subiram quase 30% neste ano e devem continuar em linha ascendente até dezembro, totalizando 50% de majoração no período. Esse é o efeito mais visível da crise de encarecimento da nutrição animal que assola as cadeias produtivas da avicultura, suinocultura e bovinocultura no Brasil.

Ao fazer esta avaliação, o presidente do Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado de Santa Catarina (Sindicarne), Clever Pirola Ávila, estima que desde o início da crise dos grãos até o encerramento do ano, a proteína animal registrará crescimento nos preços na ordem de 50%. “Não se trata de lucro, mas de transferência de custos”, ressalva.

A crise está instalada há oito meses e o quadro permanece inalterado. A disparada nos preços dos principais insumos (soja e milho) encareceu fortemente a produção de carnes de aves e suínos no Brasil e ameaça derrubar a competitividade do setor neste ano. O dirigente realça que em face do forte encarecimento da soja nos mercados nacional e mundial, as previsões para 2013 são de redução da produção ou crescimento vegetativo, com inevitável aumento do preço dos alimentos cárneos no mercado doméstico e exportação.carne

O cenário de grãos com preços elevados persistirá até a próxima safra. “As commodities saltaram para um novo patamar de preços e, como existem contratos de aquisição firmados já para a próxima safra, é bastante provável que os preços continuarão altos”, coloca Ávila.

Os preços de soja, farelo de soja e milho não crescerão mais nesse período, mas se manterão elevados. O presidente do Sindicarne acredita que não há mais espaço para aumentos em função da safra já comercializada, entretanto os valores se manterão nos atuais níveis ou com uma leve queda.

O temor do setor é que muitos frigoríficos de pequeno e médio porte ficaram fragilizados e ameaçados de desaparecer em conseqüência dessa crise. Para evitar isso, o Sindicarne trabalha para a criação de um fundo de aval junto ao Governo Federal, visando facilitar o crédito para financiamento do capital de giro e minimizando o impacto nas empresas.

Ávila continua insistindo em um plano estratégico de longo prazo, no qual a logística multimodal será ponto fundamental para manter a competitividade do Estado de Santa Catarina. Na avaliação do Sindicarne, as medidas que devem ser tomadas para evitar a repetição desse quadro de superencarecimento dos grãos não devem ser casuísticas.

Santa Catarina tem mais de 17.000 suinocultores e avicultores integrados às agroindústrias produzindo num setor que emprega diretamente 105 mil pessoas e, indiretamente, mais de 220 mil trabalhadores. O setor no País se desenvolveu copiando o modelo de parceria produtor/indústria implantado em Santa Catarina a partir do início dos anos 70.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

15 de outubro de 2012

Horário de verão começa no próximo sábado

A partir do próximo domingo (21), brasileiros que vivem nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste terão que adiantar seus relógios em uma hora. A data está marcada para o início do horário de verão, que vai até 17 de fevereiro de 2013. Segundo informações do Ministério de Minas e Energia, durante a vigência do horário diferenciado está prevista uma redução média de 5% no consumo no horário de pico, que vai das 18h às 21h.

A Bahia chegou a estudar a possibilidade de aderir ao horário de verão, mas, devido ao alto grau de rejeição da população à medida, o governador Jaques Wagner (PT) decidiu que a Bahia seguirá o horário convencional adotado em toda a Região Nordeste. Uma pesquisa do governo mostrou que 75% da população baiana são contrários ao horário diferenciado.

O horário de verão é adotado em função do aumento da demanda por energia nesta época do ano, resultante do calor e do crescimento da produção da indústria com a aproximação do Natal. O Norte e Nordeste não aderem à mudança, porque o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) avaliou que a economia nesses mercados é pouco expressiva, e não justifica a participação.relogio

Além da economia pouco expressiva de energia, os estados do Norte e Nordeste não aderem ao horário porque sua posição geográfica não favorece um aproveitamento maior da luz natural no verão, como ocorre nas demais áreas. De acordo com o ministério, por estarem mais próximos da linha do Equador, nesses locais incidem menos raios de luz ao longo do dia nos meses de verão.

A vigência do horário de verão começa à meia-noite de sábado (20). Desde 2008, a aplicação do horário diferenciado é regulamentada pelo Decreto n° 6.558, que fixou datas para o início e término. O começo é sempre no terceiro domingo de outubro, e o fim, no terceiro domingo de fevereiro do ano subsequente. Se a data coincidir com o domingo de carnaval, o encerramento é transferido para o domingo seguinte.

Fonte: Agência Brasil

Leia Mais ►

11 de outubro de 2012

Mecanismo da memória pode ajudar na cura do Alzheimer

Cientistas do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Ice-UFRN), em parceria com cientistas da Universidade de Uppsala, na Suécia, descobriram o funcionamento de mecanismos da memória, principais fatores para o surgimento de doenças como Alzheimer e esquizofrenia entre outras. De acordo com os cientistas, o cérebro utiliza somente um mecanismo para gravar e lembrar memórias, alternando entre uma função e outra em fração de segundo. Nas pesquisas, os cientistas descobriram que as células responsáveis pela memória são sensíveis à nicotina, precisamente o grupo analisado. Outros pesquisadores deverão tentar desenvolver um medicamento semelhante à substância, porém, sem os efeitos nocivos.

O neurocientista e professor da UFRN, Richardson Leão, que participou das pesquisas, disse que é necessário ter cautela sobre os medicamentos que serão desenvolvidos. Segundo ele, é preciso ainda realizar mais etapas de pesquisas. “As pesquisas são feitas com animais - neste caso específico, com roedores -, que são diferentes dos seres humanos, embora, no caso das células estudadas, existam semelhanças.”

Os pesquisadores descobriram que a ativação de um tipo específico de neurônios, conhecido como OLM, altera o fluxo de informação do hipocampo - região cerebral que funciona de forma semelhante à memória RAM dos computadores, armazenando temporariamente a informação que depois será salva no córtex. A revelação foi possível devido aos avanços tecnológicos recentes e testes feitos com camundongos transgênicos.

Pesquisas anteriores indicavam que os neurônios do tipo OLM tinham um papel-chave no controle da memória. Mas o camundongo desenvolvido na Suécia permitiu testar a hipótese. O cientista sueco Klas Kullander e o grupo dele geraram um camundongo transgênico cujos  neurônios brilham quando iluminados por luz verde.cerebro

Os cientistas brasileiros injetaram um vírus geneticamente modificado no animal, deixando as células OLM sensíveis à luz. Ao utilizarem fibras óticas, os cientistas conseguiram ativar e inativar essas células, lançando mão de uma nova tecnologia, conhecida por optogenética.

No estudo, cientistas brasileiros e suecos mostraram que as células OLM modulam a entrada e a saída de informações nas vias do hipocampo. Quando ativadas, essas células priorizam os sinais provenientes do próprio hipocampo, atraindo as memórias armazenadas ao mesmo tempo em que fecham a entrada de informações sensoriais na região. A próxima etapa das pesquisas é fazer estudos eletrofisiológicos no Instituto do Cérebro da UFRN, com base em uma investigação da atividade elétrica do cérebro, para entender de que forma as células OLM influenciam as ondas cerebrais no hipocampo, também envolvidas na formação de memórias.

Nas pesquisas, os cientistas conseguiram também demonstrar que o contrário ocorre quando essas células estão inativas. O estudo foi publicado na revista Nature Neuroscience de outubro. A pesquisa foi possível devido a um convênio de cooperação científica financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Os cientistas brasileiros, no entanto, advertem que é necessário vencer algumas limitações existentes no Brasil e que acabam por limitar as pesquisas com animais transgênicos trazidos do exterior. Segundo eles, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) relaciona como biopirataria a importação de animais transgênicos para pesquisas científicas de financiamento público.

Alzheimer

A doença de Alzheimer costuma evoluir de forma lenta e inexorável. A partir do diagnóstico, a sobrevida média oscila entre 8 e 10 anos. O quadro clínico costuma ser dividido em quatro estágios:

· Estágio 1 (forma inicial): alterações na memória, na personalidade e nas habilidades visuais e espaciais;

· Estágio 2 (forma moderada): dificuldade para falar, realizar tarefas simples e coordenar movimentos. Agitação e insônia;

· Estágio 3 (forma grave): resistência à execução de tarefas diárias. Incontinência urinária e fecal. Dificuldade para comer. Deficiência motora progressiva;

· Estágio 4 (terminal): restrição ao leito. Mutismo. Dor à deglutição. Infecções intercorrentes.

Esquizofrenia

Os transtornos esquizofrênicos são distúrbios mentais graves e persistentes, caracterizados por distorções do pensamento e da percepção, por inadequação e embotamento do afeto por ausência de prejuízo no sensório e na capacidade intelectual (embora ao longo do tempo possam aparecer deficits cognitivos). Seu curso é variável, com cerca de 30% dos casos apresentando recuperação completa ou quase completa, 30% com remissão incompleta e prejuízo parcial de funcionamento e 30 % com deterioração importante e persistente da capacidade de funcionamento profissional, social e afetivo. A esquizofrenia afeta aproximadamente 1% da população e é responsável por 25% das internações psiquiátricas.

Fonte: Agência Brasil e Ministério da Saúde

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog