28 de novembro de 2009

Você pratica a onicofagia?

Se não pratica com certeza conhece alguém que seja onicófago. De acordo com alguns estudos, esse hábito começa a ser percebido por volta dos quatro ou cinco anos, logo no início da vida escolar das crianças, momento em que ocorrem diversas mudanças. A incidência aumenta entre os sete e os dez anos e cresce ainda mais na adolescência quando os jovens ficam ainda mais nervosos e ansiosos. Mas a onicofagia pode aparecer em qualquer idade, não existe nenhuma regra.

A onicofagia é o nome científico dado ao hábito de roer as unhas. Este ato é um sinal de que existe grande ansiedade e para a pessoa suprir essa ansiedade acaba roendo as unhas. Mas em alguns casos essa prática é apenas uma espécie de reflexo condicionado como coçar o nariz com freqüência.Unhas_2

O hábito de roer unhas acaba causando outros problemas: o primeiro é a questão estética, pois os dedos ficam com um aspecto muito feio. A outra está ligada a higiene, pois além de desproteger da unha, normalmente quem rói as unhas acaba engolindo pedacinhos de pele e juntamente bactérias que podem ser nocivas à saúde. Além disso, existem os problemas odontológicos que essa mania pode trazer. Uma criança na fase de desenvolvimento pode ter alterações como a má oclusão dos dentes.


Os casos de onicofagia podem ser melhorados com técnicas de relaxamento, além de exercícios físicos e respiratórios. Entretanto, existem pessoas que podem precisar de medicamentos ou utilizar outras terapias. Mas se o problema for de ordem comportamental, a solução é mais simples.


Segundo especialistas existem técnicas para fazer a pessoa deixar de roer as unhas como com as receitas caseiras. Uma dessas receitas indica colocar óleo de oliva ou óleo secante nas unhas para diminuir a vontade de roer.

Fonte: www.vidaperpetua.com.br

Leia Mais ►

27 de novembro de 2009

Grupo Escoteiro Guajapirá

O 75/SC Grupo Escoteiro Guajapirá da cidade de Presidente Getúlio no estado de Santa Catarina foi oficialmente fundado no sábado, dia 21 de novembro de 2009, na sede do Camioneiros Futebol Clube. O cerimonial iniciou com a investidura e promessa escoteira dos nove Escotistas e Dirigentes, tomada pelo Coordenador Distrital Edson Huebes. Em seguida a investidura e promessa dos treze primeiros Lobinhos e lobinhas e dos doze primeiros escoteiros e escoteiras, cerimônias dirigidas pelos chefes de seção.

A diretora presidente do Grupo, Maristela Vendrami, emocionada e irradiando felicidade, falou da emoção que ela e todos os envolvidos neste projeto estão sentindo pela realização deste sonho e agradeceu aos membros do Grupo Escoteiro Mafeking e a UEB/Santa Catarina pelo apoio dado. GE Guajapirá

O Diretor Presidente da UEB/Santa Catarina cumprimentou a todos que realizaram a promessa e destacou que ela vale 24 horas por dia e por toda a vida, pois nada mais é que um “código de postura” para aqueles que querem ser “pessoas do bem”.

O nome Guajapirá significa “Vale das Cachoeiras” e o grupo realizará suas reuniões semanais aos sábados das 15h às 17h, lá mesmo na sede do Camioneiros Futebol Clube de Presidente Getúlio.

Fonte: www.uebsc.com.br

Leia Mais ►

Banco Feiticeiro, do Bem, Palmas. Pode parecer estranho, mas eles existem

Banco Feiticeiro, do Bem, Palmas. Pouca gente sabe, mas estes bancos vêm fazendo a diferença em várias regiões do País. São ao todo 44 bancos comunitários em sete Estados brasileiros, segundo o Ministério do Emprego e Trabalho. A maioria concentra-se na Região Nordeste, mas a experiência tem atraído várias comunidades, como o bairro Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, que já está levantando informações sobre a utilização da moeda social.

A primeira experiência brasileira aconteceu há 11 anos no bairro de Palmeiras, na periferia de Fortaleza, com a criação de uma moeda local, a palma. Joaquim Melo, criador do Banco Palmas, diz que vem conversando com o Banco doBancoPalmas Brasil e a Casa da Moeda para que façam a emissão das palmas.


O sucesso foi tão grande que a experiência espalhou-se, como é o caso do Banco Verde Vida, em Vila Velha (ES), que instituiu a moeda Verde, cujo valor de troca são resíduos recicláveis. Marcada por um alto índice de analfabetismo, a região compreende 29 comunidades com cerca de 89 mil habitantes. A renda das famílias não ultrapassa três salários mínimos e o déficit habitacional, registrado em 2003, chega a 12.074 moradias.


Segundo o coordenador do banco, o pedreiro João Ribeiro, para cada quilo de material reciclável, a pessoa recebe o equivalente em moeda verde, que só é aceita nos estabelecimentos credenciados dentro da região. “Temos um pequeno supermercado solidário com produtos da cesta básica e algumas pequenas empresas que recebem a moeda.


O banco tem regras rígidas. O comércio é proibido de vender bebidas alcoólicas ou cigarros com a moeda verde. Além disso, todas as moedas possuem número de série e um selo do Banco Verde. “Isso é para a segurança. As pessoas não falsificam porque moram na própria comunidade e respeitam o trabalho”.


O objetivo do banco é promover a conscientização ambiental e melhorar as condições da região, vítima de freqüentes enchentes por conta do lixo acumulado nas ruas. “É uma comunidade pobre que precisa ser conscientizada”, diz o coordenador. O trabalho ainda é de formiguinha, já que menos de 1% da população participa da proposta. “Mas temos depoimentos de pessoas que praticamente vivem da entrega de resíduos”.


As parcerias vêm aumentando e com elas a responsabilidade do banco. Todo o material reciclado é vendido a uma empresa da própria Vila Velha. Com o dinheiro, em reais, o banco compra os alimentos para o supermercado solidário e gerencia o projeto. Além disso, grandes empresas, como a Arcelor, são parceiras e promovem doações em massa para o banco.


“Temos também o envolvimento da Universidade de Vila Velha, que este ano fez o trote da cidadania, com a doação de alimentos ao supermercado”, afirma Ribeiro. O banco conta também com 70 acionistas que doam mensalmente um quilo de alimentos. Cerca de duas toneladas de resíduos são recolhidas por mês na região, o que movimenta algo em torno de R$ 800,00.


O resultado tem sido animador, segundo o pedreiro Ribeiro. Nas últimas chuvas que atingiram a comunidade o número de casas alagadas e o mau cheiro diminuiu. Ele defende leis que ajudem a desenvolver os bancos comunitários no País.

Em entrevista à Agência de Notícias Lusa, o coordenador-geral do projeto de bancos comunitários do Ministério do Trabalho e Emprego, Haroldo Mendonça, disse que os bancos comunitários movimentaram nos últimos dois anos cerca de R$ 1,2 milhão e que o índice de inadimplência não ultrapassa 2%, quatro vezes menor do que a taxa do mercado financeiro convencional.


Os bancos comunitários não visam ao lucro e funcionam como um muro para o dinheiro não sair da comunidade. Por detrás desta iniciativa, há a intenção de realizar o desenvolvimento local e recuperar a economia de comunidades empobrecidas. “É muito mais que a experiência de Bangladesh de microcréditos”, disse Mendonça.

Cada banco comunitário conta na sua criação com a parceria do Banco do Brasil, que empresta 30 mil reais a juros muito baixos. Recebe também o apoio do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que capacita lideranças locais e realiza encontros com empreendedores das comunidades.

Fonte: www.agenciasebrae.com.br

Leia Mais ►

Prazer e incerteza caminham juntos?

Vivemos então baseados em supostas certezas: de que chegaremos aos lugares que nos propomos, de que sabemos quem somos e conhecemos aqueles que vivem conosco. Queremos sempre ter certeza de que estamos no caminho certo ou que escolheremos a opção mais correta. Mas, pergunto-me, o que seria o “certo” para cada um? Arrisco-me a dizer que seja talvez tudo aquilo que não nos faça sofrer. Evitamos o sofrimento a qualquer custo mesmo sabendo que nunca poderemos nos furtar totalmente de nos confrontarmos com ele.

Buscamos constantemente as certezas imaginando que dessa forma não sofreremos. Certo, é possível tomar determinadas atitudes, ou não tomá-las, para não sofrermos, como por exemplo, evitar de falar em público pelo medo do ridículo ou nos trancarmos dentro de casa para não enfrentar o medo de nos lançarmos em novos projetos e inúmeras outras situações. Momentaneamente então, em alguns casos, é possível minimizar o sofrimento, mas pergunto-me: viver nas supostas certezas e evitando sofrimentos será que é sinônimo de prazer? Como explicar então o prazer e a angústia da incerteza quando um casal se conhece? Será que prazer e incerteza não caminham juntos? As certezas nos tranqüilizam mas também nos acomodam, nos deixam numa zona de conforto perigosa. Como seria viver tendo a certeza de tudo o que poderia nos acontecer no futuro, ou no próximo momento?

O quê iríamos desejar se já soubéssemos de antemão o que nos concerniria? Será que exercemos o desejo diante daquilo que temos e portanto, daquilo que temos certeza que é nosso? A psicanálise coloca que só é possível desejarmos o que não temos e portanto, aquilo que foge das nossas certezas. Talvez por isso o tempo de namoro ou todas as situações em que não sabemos de antemão o desfecho que nos esperam sejam mais excitantes.

Desejo X incertezas e sofrimento X prazer, parecem caminhar lado a lado por mais maluco que possa parecer, pois só desejamos o que nos falta e que, além disso, não estejamos certos de que o teremos. O prazer fugaz de alcançar o suposto objeto do nosso desejo se dissipa ao contornar o sutil limite do sofrimento. Pois prazer, para ser prazer têm que acabar, não pode ser eterno. Se o prazer fosse infinito seria sofrimento. É só imaginarmos como seria um orgasmo ou uma risada sem fim. Tudo isso é muito bom por que em algum momento acaba, nos faz sentir a falta e dá lugar para que possa ser desejado novamente.

É estranho pensar que talvez seja necessário termos sempre as incertezas e as possibilidades constantes de perdas nos espreitando, para que as nossas supostas certezas e seguranças não teimem em nos cegar e nos lançar no risco de irremediavelmente perdermos o que imaginávamos tão certo. Quem sabe assim consigamos aprender um pouco mais a cuidar do que nos é caro, como a nossa saúde, negócios e nossos amores, sem precisarmos nos despedir deles antes da hora.

navia1

Por: Návia T. Pattussi/Psicanalista/naviat@terra.com.br

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Av. Getúlio Vargas, 870-N, Ed. Central Park, sala 21, 2° andar, CHAPECÓ (SC)

Telefax (49) 3323-4244, celular (49) 9967-4244

mb@mbcomunicacao.com.br

marcos.bedin@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

26 de novembro de 2009

Você sabe em quem os jovens confiam?

Seria um mito, dizer que o jovem é alienado; egoísta e consumista; e que ele não se preocupa com o próximo? Segundo pesquisa das sociólogas Miriam Abramovay e Mary Castro, que consta no livro “Quebrando Mitos: juventude, participação e políticas”, lançado na quarta-feira, 18/11, no Rio de Janeiro, sim.

Para realizar o estudo, as sociólogas Mary Castro, professora da Universidade Católica de Salvador (UCSAL), e Miriam Abramovay, coordenadora de pesquisa da Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana (RITLA), ouviram quase 2 mil jovens participantes da I Conferência Nacional de Políticas Públicas para a Juventude, que teve lugar em Brasília, nos dias 27 a 30 de abril passado.jovem-1

Elas aplicaram 1.854 questionários, realizaram 30 grupos focais e entrevistaram 280 representantes de entidades diversas, como a Central Única das Favelas (CUFA), a União da Juventude Socialista, dos movimentos negro, gays e lésbicas, feministas, quilombolas, sindicalistas, indígenas, religiosos, jovens da área rural e da cidade. O resultado da pesquisa, para surpresa de alguns, mostrou que a família é a instituição mais confiável para jovens brasileiros.

No item confiabilidade e credibilidade, a família apareceu em primeiro lugar, com 68,3% das opiniões. A Igreja Católica com 15,3%, as igrejas evangélicas, com 11,3%, e o candomblé, com 4%, superaram instituições como as assembléias legislativas e câmaras de vereadores, com 1,6%, o Congresso nacional, com 1,5%, e os políticos, com 1,7%.

Fonte: ALC

Leia Mais ►

Academias e os riscos de lesões

O verão se aproxima e com ele o desejo de deixar à mostra um corpo sarado e atraente. A procura pelas academias aumenta significativamente neste período. Além disso, os estímulos visuais que marcam a estação mais quente do ano se tornam um convite para a busca de um corpo perfeito, independente do esforço que seja necessário fazer.

A prática da musculação, por exemplo, é uma das opções mais procuradas pelos “atletas de verão”, porém, a falta de orientação e acompanhamento ou a prática errada dos exercícios podem resultar em lesões ósseas, nos tendões e nos músculos. Omédico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann explica que a maioria das lesões relacionadas à prática da musculação ocorre devido ao mau uso ou abuso do equipamento. “Muitas pessoas acham que irão obter um resultado mais rápido se dobrarem a carga de exercícios e isso não é verdade”, alerta.muscul200

As lesões também acontecem em pessoas que fazem exercícios em casa, mas qualquer pessoa que se propõe a praticar uma atividade física pode sofrer algum tipo de lesão em determinado momento do treinamento.

Para reduzir os riscos, Reichmann aconselha o desenvolvimento de técnica apurada na execução dos exercícios, além de concentração e boa flexibilidade, lembrando a importância do equilíbrio músculo-esquelético, pois o músculo pode se romper em seu ponto mais fraco.

Conforme o médico, todo o programa de treinamento deve ser compatível com a capacidade do indivíduo de recuperar-se e adaptar-se às demandas do programa. “É fundamental que se busque orientação de um bom profissional de educação física com especialização em biomecânica para o desenvolvimento de um programa de treinamento que respeite a individualidade de cada pessoa” orienta Joaquim Reichmann.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Av. Getúlio Vargas, 870-N, Ed. Central Park, sala 21, 2° andar, CHAPECÓ (SC)

Telefax (49) 3323-4244, celular (49) 9967-4244

mb@mbcomunicacao.com.br

marcos.bedin@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

25 de novembro de 2009

Vida sexual: quando deve ser a primeira vez?

Muitos questionam se o tamanho e o formato do pênis são adequados e se a produção, a quantidade e a fertilidade do sêmen são normais. Estas dúvidas devem ser sanadas com o apoio de um profissional preparado. É uma maneira de tranquilizar o adolescente, pois no início da vida sexual muitas destas inseguranças causam tensão e limitam o prazer.

A entrada na puberdade é o momento ideal para ter o contato inicial com um especialista para esclarecer dúvidas relacionadas ao crescimento e às mudanças do seu corpo, que são, em geral, fontes de angústia. sexo1

Os meninos devem aprender a descobrir o seu corpo e a maneira como ele funciona. Assim conhecerão seus estímulos sexuais e de que forma obtêm sensações agradáveis. Iniciar um envolvimento sexual com o objetivo de ter prazer somente na ejaculação pode gerar frustrações. A falta de conhecimento do próprio corpo e a desinformação geralmente são causas de problemas sexuais futuros. 

A orientação especializada é fundamental nessa fase de transformações para esclarecer as dúvidas que frequentemente assustam os adolescentes. O desenvolvimento físico do homem, durante a puberdade, acontece de forma desordenada, principalmente no que se refere aos genitais. As mudanças corporais produzem muita angústia, timidez, insegurança, baixo autoestima e até agressividade. Então, é hora de parar de reclamar dos problemas que você possa ter no pênis e visitar logo um urologista!


Só pra saber: segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, problemas urinários, fimose, ausência de testículos na bolsa escrotal e o tumor de testículo são as causas mais comuns da presença dos meninos em consultório de médicos urologistas.

Fonte: Dr. Ricardo de La Roca Site Médico

Leia Mais ►

24 de novembro de 2009

Blog divulga e-mails roubados por hackers

Cópias de aproximadamente 3 mil e-mails trocados entre cientistas que estudam o aumento da temperatura global foram roubadas dos servidores da Unidade de Investigação sobre o Clima da Universidade de East Anglia, na Grã-Bretanha, e divulgadas na internet. Parte dos textos dá a entender – ao menos na interpretação dos chamados “céticos do aquecimento global” – que a importância do assunto estaria sendo exagerada. Haveria, inclusive, manipulação de dados.

Esta ação, atribuída a hackers, esquentou os ânimos de todos os envolvidos nas discussões, quando faltam menos de duas semanas do início da conferência de Copenhague sobre mudanças climáticas, considerada um encontro vital para o sucesso da luta contra o aquecimento global.BlogDosCeticos

Os e-mails divulgados são comunicações datadas de 1996 a 12 de novembro de 2009 entre alguns dos mais conhecidos cientistas da área. Eles discutem a qualidade do trabalho de colegas, em termos por vezes não muito simpáticos, e também os argumentos e ações dos “céticos”, também em termos não propriamente elogiosos. Apareceram pela primeira vez em um site russo e depois em um blog dos céticos, chamado The Air Vent, mas espalharam-se rapidamente pela internet. Muitos dos cientistas cujos e-mails foram roubados escrevem também no site RealClimate.org, que confirmou o roubo das informações.

Esta polêmica coincidiu com a divulgação, nessa segunda, dia 23, de um estudo da Organização Meteorológica Mundial segundo o qual a concentração na atmosfera dos gases que supostamente causariam o aquecimento global – entre eles o dióxido de carbono – atingiu um recorde em 2008. Conforme a pesquisa, a presença do CO2 era de 385,2 partes por milhão no ano passado, um aumento de duas partes por milhão em relação a 2007.

Fonte: www.canalrural.com.br

Leia Mais ►

Houve erro em condenar Galileu?

Galileu enfrentou algumas vezes a Inquisição, safando-se por muito tempo quando foi condenado, não por heresia. Teve que negar o copernicanismo, enviando uma cópia de sua negação para toda nunciatura da Europa e, ainda, impuseram-lhe como penitência, recitar uma vez na semana os sete salmos penitenciais, que foi cumprido por sua filha, e à prisão domiciliar. A pergunta que fica é: quais foram os erros que a Igreja cometeu no julgamento de Galileu?


O Papa João Paulo II criou uma comissão, em 1981, para estudar o caso de Galileu. O subsecretário do Conselho Pontifício para a Cultura, Dom Sánchez de Toca comentou o resultado do trabalho dessa comissão. Naquela conjuntura histórico-cultural, os juízes de Galileu eram incapazes de separar a fé de uma cosmologia milenar, acreditaram que adotar o sistema copernicano, que nem ainda estava provado, podia quebrar a tradição católica e que, por isso, era seu dever proibir esse ensinamento.galileu


Este erro subjetivo de juízo, tão claro hoje para nós, conduziu-os a uma medida disciplinar, certamente impingindo a Galileu um sofrimento grande. Os juízes de Galileu se equivocaram não somente porque hoje sabemos que a Terra se move ao redor do Sol, mas naquele tempo não era possível saber. Por outro lado, a história da humanidade esteve cheia de loucos que afirmavam coisas surpreendentes e depois se revelaram falsas, hoje ninguém se lembra de seus nomes. Se Galileu tivesse proposto uma teoria diferente, hoje ninguém se lembraria dele. Este foi o primeiro erro objetivo.


O cardeal Poupard também fala de um erro subjetivo. Qual foi? Creram que deveriam proibir um ensino científico por temor às suas conseqüências. Pensaram que permitir o ensinamento de uma doutrina científica que não estava aprovada podia colocar em perigo o edifício da fé católica e sobretudo a fé das pessoas simples. E creram que era seu dever proibir este ensinamento. Hoje sabemos que proibir o ensinamento de uma doutrina científica é um erro. Não cabe à Igreja dizer se está provada cientificamente ou não. Corresponde à ciência.


O que Galileu pedia é que a Igreja não condenasse a Tese de Copérnico, não tanto por causa de sua própria carreira profissional e convicções, mas porque também pensava na Igreja. Pois se, depois, se demonstrasse que a Terra se movia ao redor do Sol, a Igreja se veria em uma situação muito difícil e faria o ridículo diante dos protestantes, essa foi a linha que Galileu defendia. Ele queria evitar isso porque era um católico sincero. Ele disse também: “O que acontecerá no dia em que se demonstrar que Copérnico está correto? Será preciso declarar heréticos então os que sustentam que a terra está no centro?”. Isso é o que estava em jogo, é muito mais complexo do que se costuma dizer.  Por causa disso tudo é que o Santo Padre resolveu reconhecer estes erros e pedir perdão.


Artigo de: Mario Eugenio Saturno de Bariloche - Argentina, é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Professor do Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva e congregado mariano. (Email: mariosaturno@uol.com.br)

Leia Mais ►

23 de novembro de 2009

2010: Mais um candidato?

O que seria um encontro para discutir os rumos do PMDB, em relação às eleições presidenciais do ano que vem, acabou resultando no lançamento de uma pré-candidatura do partido à presidência da República. Um documento redigido durante uma reunião realizada em Curitiba, no sábado, 21/11, acabou resultando no apoio à candidatura do governador do Paraná, Roberto Requião, à presidência da república. Teve o aval de 15 diretórios estaduais, as assinaturas do governador, de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira e do próprio Requião, além do reconhecimento das lideranças nacionais presentes no evento.

Representando o desejo de muitos militantes peemedebistas, Requião foi aclamado por todos os participantes e começou seu discurso reverenciando o presidente do partido em Santa Catarina, Eduardo Moreira, o governador Luiz Henrique e o senador Pedro Simon, que vinham defendendo a idéia da suO governador Roberto Requião, na reunião semanal Operação Mãos Limpas.
Foto-Roberto Corradini-SECS                                 a candidatura ferrenhamente. “Se vocês estão assumindo essa responsabilidade comigo, então mandem um aviso à Brasília: aqui se consolidou uma pré-candidatura à presidência da República”, declarou Requião, levantando a platéia.

O senador Pedro Simon foi direto ao ponto: “essa pode ser apenas mais uma reunião, ou pode ser uma reunião pra mudar a história”. Pedindo praticidade ao público, convocou a todos para que desde já saiam às ruas levando o nome de Requião. E foi claro ao dizer que a intenção é de buscar um novo caminho para o PMDB e não de se opor ao governo atual. “Essa não será uma candidatura nem do Lula, nem contra o Lula, será uma candidatura do Brasil”.

O PMDB, tem se destacado nas últimas eleições presidenciais, pela divisão entre as candidaturas mais viáveis de outros partidos e com isto, acaba sempre no poder sem disputar as eleições com candidatura própria. Será que esta candidatura do governador Requião, decola mesmo, ou é mais para marcar posição?

Fonte: www.adjorisc.com.br

Leia Mais ►

22 de novembro de 2009

A mulher voadora

Ela foi a primeira mulher a receber o brevê de piloto de planador e também a primeira a saltar de pára-quedas na América do Sul. Personalidade de vulto na aviação brasileira, Ada Rogato nasceu em São Paulo em 22 de dezembro de 1922, filha dos imigrantes italianos Guilherme Rogato e Maria Rosa Grecco Rogato. O legado que esta brilhante aviadora deixou é de grande relevância no cenário da aviação brasileira diante de seus feitos.

Ada destacou-se como a primeira piloto de planador (nº25), primeira dobradora de pára-quedas, primeira pára-quedista a saltar em São Paulo e na América do Sul. Recebeu o terceiro brevê de piloto civil internacional da FAI, o de nº 248, em 1940, e de nº1.314, para avião categorias "A" e "B". Seus vôos eram sempre realizados em aviões monomotores. Como pára-quedista, sagrou-se campeã e executou 105 saltos.ada_foto_divulgação_FundaçãoSantosDumont

Sempre ousada, sua principal característica era voar sozinha, ainda que a aeronave possuísse recursos limitados. Àquela época,a infra-estrutura da aviação era modesta, o que não impediu a arrojada piloto de realizar inúmeros reides. Em 1950, pilotando um Paulistinha CAP-4, o PP-DBL, cobriu 11.691 quilômetros, em 16 horas de vôo, ocasião em que transpôs, pela primeira vez, a Cordilheira dos Andes. Foi, então, a brasileira que teve a primazia de efetuar essa proeza.

Em abril de1951, sozinha, em sua epopéia aérea, percorreu no PT-ADV, de 90 HP, 51.064 quilômetros em 326 horas de vôo, visitando 28 países. Decolou da Terra do Fogo, rumo ao Alasca, no mais longo reide efetuado por um aviador solitário. Em 1952, em seu pequeno Cessna 140 -A, partiu do Campo de Marte (SP) para a Bolívia, pousando no mais alto aeroporto do mundo, El Salto, situado a 4.071 metros de altitude. Superou no vôo, com sua habilidade, o ar rarefeito, o qual provocava queda na potência do motor.

Como prestadora de serviço no Instituto Biológico, sendo pilota, executava serviços experimentais de combate à broca do café. Foi quando sofreu um acidente na propriedade Agrícola Chantebled pertencente a Companhia Cafeeira do Rio Feio, em Cafelândia, SP, Serviço de polvilhamento com o Gamexame, em 1948.

Teve como homenagem o nome de uma cachaça “Voadora” e, em São Paulo, na Lapa, uma praça e em Ribeirão Preto a Rua Ada Rogato no Loteamento Cândido Portinari. No ano de 2000, os Correios lançaram carimbo postal e selo comemorativo dos 50 anos do sobrevôo dos Andes por Ada com o CAP-4 de 65HP PP-DBL, Brasileirinho, sob o tema “Mulheres Aviadoras”. O carimbo postal apresenta os seguintes dizeres: Homenagem às Mulheres Aviadoras Pioneiras da Aviação no Brasil – 1º dia de circulação: São Paulo-SP- 8.2.2000.

Antes de falecer, em 17 de novembro de 1986 foi presidente da Fundação Santos dumont e diretora do Museu de Aeronáutica e do Espaço.

Fontes de pesquisas: www.santosdumont.org.brwww.captain.lucyl.nom.br, www.biologico.sp.gov.br 

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 6 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog