29 de agosto de 2009

Vídeo: Eu traí; este é o meu castigo

Mulher castiga marido adúltero obrigando-o a exibir cartaz, veja o vídeo:

Após trair a mulher e ser descoberto por ela, um homem admitiu receber uma forma curiosa de punição. Ele teve que colocar um cartaz no pescoço com a mensagem “Eu traí; este é o meu castigo” e ficar parado em um cruzamento movimentado.

As informações são da emissora de TV “NBC”e foram repercutidas no canal de tevê (83) Philadelphia, do Estado da Pensilvânia (EUA).


A cena inusitada foi vista na manhã de quarta-feira (26) em Tysons Corner, no Estado da Virgínia (EUA). Segundo a reportagem, a mulher encontrou evidências do adultério em seu telefone celular.


A punição curiosa foi ideia da própria esposa. Cumprida a exposição ao ridículo - ao longo de três horas - o homem recebeu o perdão conjugal e voltou para casa.

Fonte: Espaço Vital

Leia Mais ►

Evento técnico aborda avicultura mundial

De 21 a 23 de outubro de 2009, em Balneário Camboriú. acontecerá o 8° Simpósio Técnico de Incubação, Matrizes de Corte e Nutrição.

A Associação Catarinense de Avicultura (ACAV), em parceria com a Embrapa, promove no período de 21 a 23 de outubro de 2009, no Centro de Convenções do Sibara Flat Hotel, em Balneário Camboriú, o 8° Simpósio Técnico de Incubação, Matrizes de Corte e Nutrição voltado para profissionais da área da avicultura.

O vice-presidente do setor de equipamentos da ACAV e presidente da Comissão Organizadora do Simpósio, Bento Zanoni, explica que o objetivo do evento “é discutir os avanços tecnológicos no processo de matrizes de corte, incubação e nutrição oferecendo subsídios para seu aperfeiçoamento”. Profissionais de renome nacional e internacional serão palestrantes.

A programação inicia no dia 21, quarta-feira, às 20 horas, com solenidade de abertura e palestra com o Dr. Ariel Mendes, presidente da União Brasileira de Avicultura (UBA) e com o Dr. Francisco Turra, presidente da Associação Brasileira de Exportadores de Frango (ABEF), seguida de coquetel de confraternização.

Na quinta-feira, dia 22, das 7h30 às 8h30 será a entrega dos materiais. Das 9 às 10 horas, a palestrante Elisabeth Gonzáles, abordará o tema “Alterações na eclosão e qualidade de pintos de corte relacionados com fatores que afetam a formação, armazenamento e incubação do ovo fértil”. Das 10h30 às 11h30, Marleen Boerjan, falará sobre “Avanços genéticos e seus impactos na incubação”.

No período da tarde, das 14 às 15 horas, Nair Massako Katayama Ito, abordará o tema "Fatores de interferência na integridade hepato-genito-urinária de matrizes: seus efeitos na produção e qualidade dos ovos". Das 15 às 16 horas, Ricardo Valle, prelecionará sobre “Fatores causadores de infertilidade”. Das 16h30 às 17h30, Winfridus Bakker, palestrará sobre “Ambiência em matrizes de corte”. Às 20 horas haverá o tradicional Jantar do Galo.

No dia 23, sexta-feira, das 9 às 10 horas, o tema “Termorregulação de aves de um dia: alternativas para otimizar a performance” será apresentado por Ron Meijhorf. Das 10h30 às 11h30, Antonio Mário Pens, falará sobre “Melhorando a performance de matrizes através da nutrição”. O encerramento está previsto para as 11h30.

A ficha de inscrição deve ser enviada para o e-mail acav-chapeco@hotmail.com com o comprovante de depósito bancário, ou via fax (49) 3322-4350. Informações no site www.acavsc.org.br .

Fonte: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

28 de agosto de 2009

Outdoor em Joinville: Eleitor indignado

O cara é muito macho!

outdoorjville

 

Recebido por email.

Leia Mais ►

Mulher é demitida por fazer sexo dentro do tribunal

Eles fizeram sexo dentro da sala de audiências, depois do encerramento das atividades da corte

A britânica Jodie Frankcom, de 28 anos, foi demitida do Tribunal Juvenil em Bath, no Reino Unido, porque teve relações sexuais dentro da corte com um dos seguranças. As informações são do jornal inglês "The Sun", em sua edição de ontem.


No inquérito disciplinar, a servidora Jodi confessou que manteve relações sexuais com o guarda, sendo imediatamente demitida "por grave violação aos deveres de moralidade no serviço público".


Uma colega de trabalho depôs como testemunha e afirmou que "eles fizeram sexo dentro da sala de audiências, depois do encerramento das atividades da corte".

Para surpresa da servidora, dois servidores voltaram depois do expediente para buscar um processo que fora esquecido. Ao abrirem a porta e acenderem a luz da sala de audiências, depararam-se com Jodi de calças abaixadas - enquanto Nick procurava se recompor.


O segurança Nick Caffrey, de 30 anos, admitiu que teve um caso com a funcionária, mas negou que fez sexo com ela durante o trabalho. Caffrey, que trabalha em uma empresa privada -  que executa os serviços de segurança - foi transferido para outro lugar. "Eu não sei por que ela disse que tivemos um encontro sexual lá dentro, pois é completamente falso", afirmou Caffrey.

Fonte: Espaço Vital

Leia Mais ►

27 de agosto de 2009

O Horror dos que arrotam grosso

Continuo batendo na tecla da RESPONSABILIDADE por que não me conformo com muitas coisas que estão acontecendo e se chocam com o que pretensamente se tem como o esperado ou aceitável.

Por: Návia T. Pattussi/Psicanalista/naviat@terra.com.br

Impõe-se ao meu pensamento a imagem de Fernando Collor dizendo a Pedro Simon para engolir as palavras que proferiu e digeri-las da forma que melhor lhe aprouver. Ou Renan Calheiros ou José Sarney com suas biografias igualmente duvidosas em termos de ética e honestidade, “arrotarem grosso” como vítimas de um sistema que não reconhece sua história. Chegamos ao cúmulo do cinismo e da desfaçatez, tanto mais por que se sabe que nada disso tudo tem conseqüências e a safadeza parece estar institucionalizada. Tudo continua e continuará como sempre foi.

Dá uma tristeza não conseguir enxergar uma luz no fim do túnel e ter que aceitar passivamente isso tudo. Como essa posição não faz parte de mim, procuro no meu entorno as raízes do que acontece. Tudo bem, nós é que elegemos essa “catrefa” que não assume a responsabilidade dos seus atos. Parece que essa noção de responsabilidade está em vias de extinção. É chocante e estranho constatar isso. Crescemos ouvindo que somos responsáveis pelos próprios atos e o que estamos vivendo é a concretude surreal de fazer o que bem entender com a factível probabilidade de não ser responsabilizado por isso.


O psicanalista Mário Fleig num estudo preparatório para o Colóquio Internacional sobre Ética na Psicanálise, que teremos neste mês de agosto, coloca: “O que observamos na modernidade recente, formulado em meados do século passado, é o surgimento de algo como uma “moral sem pecado”, ou seja, faça como você quer e isso não terá nenhuma conseqüência.

Se você agir bem, é ótimo. Se agir mal, não se preocupe. Sendo assim, parece que no contexto dito “pós-moderno” há uma espécie de retorno para uma nova forma de destino cego, com o progressivo apagamento da noção de responsabilidade. Responsabilidade significa, literalmente, “responder por”, ou seja, res pondere, do latim, pôr, colocar a coisa. Que coisa? Aquela que importa para a vida de cada um em comum com os outros, e para a excelência disso. Res como em “res-pública”, o cuidado com a coisa pública. Se o pressuposto do agente é que ‘não vai dar nada”, isso implicaria uma entrega cega aos acontecimentos, forma de destino e, além disso, que não caberia responder por isso. O declínio da responsabilidade afeta não só a coisa privada, mas igualmente a coisa pública. Anuncia a ruína da República, levando ao fim da política.”


Se prestarmos atenção veremos que essa tendência à desresponsabilização está na ordem do dia em vários aspectos. Na educação dos filhos quando eles podem fazer o que quiserem que não há conseqüências. Podem comer biscoitos recheados porque se antes não tinham vitaminas agora são vitaminados, se antes eram gordurosos agora não tem mais gordura trans. Podem “pintar e bordar” em muitas escolas que elas possivelmente relevarão o fato para não perder o aluno ou o professor.

Nos sintomas emocionais com essa onda alucinada de tomar remédio por qualquer mal estar há uma tendência à desresponsabilização pelo que acontece conosco, pois afinal o sujeito está mal porque alguma alteração fisiológica está comandando tudo e então ele não tem nada com isso. O problema sempre está fora: nos outros ou no comando cerebral.

Em nós, profissionais da área psi, quando talvez em algum momento nos calamos coniventemente diante do paciente que justifica o caos de sua vida porque está com dificuldades emocionais, traumatizado pelas lembranças dolorosas de seus bloqueios. O fato é que, independente disso tudo ele é o único responsável pela sua própria vida atualmente e tem que arcar solitariamente com as conseqüências de suas atitudes.


Não há mais como sustentar a vivência infantil de que alguém nos salva literalmente do desamparo nos alimentando e dando amor. De que alguém, em algum lugar vai resolver o nosso problema para nós. Não vai não! O máximo que um profissional pode fazer quando ele é requisitado é auxiliar o sujeito para que potencialize suas forças, ajudando-o a enxergar os empecilhos que lhe impedem de seguir andando. Mas se o paciente não se responsabilizar pela sua vida, nada acontece, ou melhor, o pior é o que pode acontecer: como diz Fleig, é a “ruina” da coisa privada, assim como estamos vivendo o prenúncio da “morte” da coisa pública, com o tipo de alguns políticos que elegemos.

Fonte: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Aprenda a fazer produtos de limpeza ecológicos

É possível deixar a casa limpa sem gastar muito e, ainda, evitar o uso de substâncias que prejudicam a saúde e a natureza.

Uma boa opção é substituir os produtos de limpeza industrializados pelos caseiros, que apresentam menor risco de intoxicação e menor impacto ao meio ambiente.

A dica é da extensionista social Dirce Volpato Sandrini, da Epagri/Escritório Municipal de Orleans em Santa Ctarina. Ela apresenta uma receita de sabão de álcool barata e ecológica. “O sabão tem como ingredientes óleo de cozinha usado e sebo. São produtos que boa parte das famílias rurais tem em casa”, conta.

A extensionista alerta que 1L de óleo pode contaminar cerca de 1 milhão de litros de água, o equivalente ao consumo de uma pessoa por 14 anos.


Segundo Dirce, as agricultoras da região de Orleans aprovaram o sabão porque ele é fácil de fazer. “As mulheres adoram a receita porque ela é rápida, não dá trabalho e não vai ao fogo. Além disso, o sabão é firme, não se dissolve facilmente, dá brilho ao alumínio e é excelente para lavar roupa”, conta.

A receita rende 15kg de sabão a um custo de R$1,41/kg, enquanto o sabão comprado no mercado custa cerca de R$4/kg. Em oficinas realizadas na região, as agricultoras também aprenderam a fazer outros produtos de limpeza baratos e ecológicos, como desinfetante para banheiro.

Veja a receita aqui.

Fonte: Epagri

Leia Mais ►

Hoje há mais escravos do que em qualquer outro momento da historia

Mundo contabiliza hoje de 12 a 27 milhões de escravos .

Embora existam mais de 300 tratados internacionais e mais de uma dúzia de convenções terminando com a escravidão e o comércio de pessoas, hoje há mais escravos em termos absolutos do que em qualquer outro momento da historia da humanidade.

A afirmação é do jornalista Benjamin Skinner, autor do livro “Um crime tão monstruoso: face a face com a escravidão hoje”, ainda não traduzido ao português. Em entrevista ao sítio da Deutsche Welle, Skinner disse que estimativas apontam para a existência de 12 milhões a 27 milhões de escravos no mundo.

Os números são tão elásticos porque a escravidão é ilegal em todas as partes do mundo, assim os traficantes procuram esconder suas vítimas e a estatística fica prejudicada. Escravos são uma população oculta, mas sabe-se que o sul da Ásia, a Índia em particular, tem mais escravos do que o restante do mundo juntos.

“A abolição do trabalho escravo na Índia, assim como o sistema de castas, continua sendo uma promessa não cumprida”, declarou Skinner em entrevista à Deutsche Welle. Escravos existem onde os Estados são fracos e corruptos, apontou.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) introduziu o 23 de agosto como Dia Internacional de Lembrança pelo Tráfico de Escravos e sua Abolição, em memória da noite de 22 para 23 de agosto de 1791, quando começou insurreição no Haiti e na República Dominicana que seria decisiva para a abolição do tráfico transatlântico de escravos.

Hoje, o Haiti tem cerca de 300 mil crianças escravas, algumas ofertadas por 50 dólares cada em ruas de Porto Príncipe. “Com cerca de 1,1 bilhão de pessoas subsistindo com menos de um dólar por dia, a oferta de potenciais escravos é praticamente ilimitada”, frisou Skinner.

Fonte: ALC

Leia Mais ►

26 de agosto de 2009

Luteranos abrem ministério a gays e lésbicas

Por 559 votos a favor e 451 contrários, a Assembléia Geral da Igreja Evangélica Luterana na América (Elca, a sigla em inglês) aprovou, na sexta-feira, 21, a abertura do ministério ordenado a pastores gays e pastoras lésbicas que vivam numa relação estável. A Elca tem 4,6 milhões de membros.

Antes da votação na Assembléia, reunida de 17 a 23 de agosto, os 1.045 delegados com direito a voto debateram o tema da sexualidade humana. Na quarta-feira, 19, adotaram declaração social sobre o tema como uma ferramenta educativa e um guia da política da igreja sobre a sexualidade humana. O tema do encontro versou sobre “A obra de Deus em nossas mãos”.

Mesmo antes do debate de tema tão controverso, a Assembléia aprovara, por 771 votos a 230, resolução que compromete a igreja a respeitar as diferenças de opinião sobre o assunto e honrar os "laços de consciências" de quem não está de acordo com o mesmo.

Durante as horas de discussão, conduzidas pelo bispo presidente da Elca, reverendo Mark S. Hanson, os delegados tiveram vários momentos de reflexão para orar como assembléia, outras vezes em pequenos grupos.

As discussões demonstraram que o tema da sexualidade deve ser debatido em profundidade. O pastor Richard Mahan, do Sínodo da Virgínia do Oeste e de Maryland, manifestou-se contra a abertura do ministério sacerdotal a gays e lésbicas, porque considera-a contrária aos ensinamentos bíblicos.

“Não posso compreender como a igreja que conheci por 40 anos pode apoiar aquilo que Deus condenou", defendeu. "Isso significa que a partir de agora se diz que nas Escrituras a homossexualidade e o casal de pessoas do mesmo sexo são aceitáveis por Deus", agregou.

Outros expressaram que a ampla aceitação de pessoas de orientação gay na igreja era consistente com a Bíblia. O bispo Gary Wollersheim, do Sínodo da Elca do Norte de Illinois, disse que este era um tema de justiça e de hospitalidade, representando aquilo que Jesus espera das pessoas. Wollersheim anunciou que foi fortemente influenciado pelo diálogo nos encontros de jovens realizados em seu Sínodo.

Alguns oradores argumentaram que a aprovação de tal medida afastaria membros da Elca e provocariam uma diminuição no número de fiéis. Allison Gutte, do Sínodo Metropolitano de Nova Iorque, frisou que viu congregação florescerem porque se comprometeram com esse tema ao reconhecerem os dons de pastores gays e pastoras lésbicas.

Fonte: ALC

Leia Mais ►

25 de agosto de 2009

Dores no ombro podem ser capsulite adesiva

A capsulite adesiva (ombro congelado) é caracterizada por dor e rigidez, com grande perda dos movimentos do ombro, e trata-se de uma doença que atinge principalmente mulheres entre 40 e 65 anos.

Embora, em alguns casos, a doença ocorra sem motivos aparentes, pessoas que fizeram cirurgia do ombro ou pessoas com diabetes, depressão, ansiedade, fratura, doenças da tiróide e neurológica estão mais propensas ao desenvolvimento da doença.


        O médico ortopedista Joaquim Reichmann, diretor da Clínica Reichmann de Chapecó, especializada em vídeo artroscopia de ombro e joelho e traumatologia, explica que a evolução da capsulite adesiva pode ser dividida em três fases. Inicialmente o principal sintoma é a dor (fase dolorosa), que piora com movimentação. Na segunda fase (congelamento), ocorre diminuição progressiva dos movimentos e a rigidez torna-se mais incômoda que a dor. Na terceira fase (descongelamento), o ombro vai progressivamente retornando ao normal, se a evolução for favorável e o tratamento correto.

O diagnóstico é realizado através de relato do paciente e exame físico. A doença não aparece em RX, ultra-sonografia, tomografia ou ressonância, mas pode aparecer na artro-ressonância magnética.
Dentre os métodos de tratamento mais eficazes para a cura da capsulite está a realização de bloqueios anestésicos do nervo supra-escapular, sem corticóide e/ou antiinflamatórios não hormonais. Os bloqueios são realizados semanalmente e a melhora é visível a partir da terceira ou quarta sessão. Geralmente recomenda-se 10 bloqueios semanais ou mais se houver necessidade, associado às manobras de osteopatias de imediato.


        A melhora da dor e dos movimentos é gradativa, sendo que em alguns casos é indicado a vídeo artroscopia de ombro para liberação da cápsula articular retraída.

Fonte: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Seis chibatadas para modelo que bebeu cerveja

A pena será aplicada em público, para que  sirva de exemplo.

Uma modelo da Malásia, prestes a se tornar a primeira mulher do país asiático a ser punida por beber álcool, soube que sua pena será aplicada em público, para que  ela sirva de exemplo para outras mulheres muçulmanas. Kartika Sari Dewi Shukarn, a condenada que tem 32 anos de idade, disse que vai fazer "um movimento para que seu castigo chame a atenção da opinião pública internacional contra esses exageros inadmissíveis em tempos modernos".


A corte islâmica condenou a modelo a pagar uma multa equivalente a US$ 1.400 e a condenou a levar seis chibatadas por beber cerveja no bar de um hotel há duas semanas. Kartika vive em Cingapura com o marido e dois filhos, estava visitando a Malásia.


"Nós queremos desafiá-los”, disse o pai da modelo, Shukarno Abdul Muttalib. “A lei é equivocada; os juízes dizem que os homens honrados têm que manter os valores - então o público é que deve julgar o quanto eles são honrados”.
A Malásia proíbe o consumo de álcool por muçulmanos, ainda que - como residentes em outros países - estejam de visita à nação onde nasceram.

Fonte: Espaço Vital

Leia Mais ►

24 de agosto de 2009

O tormento da agricultura

Há uma praga que de tempos em tempos ataca ou tenta atacar a agricultura brasileira.

Esse tormento vem de setores do governo que – por um viés ideológico – enxergam de forma distorcida o setor produtivo brasileiro. Exemplo marcante é a tentativa de mudar os índices de produtividade dos estabelecimentos rurais. A própria existência desses índices já é questionável. O setor não precisa de índices de produtividade, pois o mercado expropria quem não é eficiente. Dos outros segmentos da economia não são exigidos índices de produtividade. A lei é injusta e obriga produtores e empresários rurais a produzir em 80% de suas áreas, mesmo se estejam amargando prejuízos ou não tenham mercado para os seus produtos. Isso contraria a própria Constituição, segundo a qual, a produtividade está relacionada ao uso adequado e racional da terra.
A atividade rural não tem o direito de trabalhar segundo as conjunturas econômica, de mercado e de crise. Isso é um absurdo. O governo deve tratar o assunto com base científica e não política se quer rever os índices de produtividade dos estabelecimentos rurais. Os produtores rurais brasileiros, além de preocupados com a grave crise enfrentada pelo agronegócio, sentem-se intranqüilos frente às informações de que o governo brasileiro está revendo os índices de produtividade, com a finalidade de aumentar a disponibilidade de áreas de terras para a reforma agrária.
Já dissemos com toda a clareza que os produtores e as entidades do agronegócio são contrários a qualquer alteração que torne mais rígidos os atuais índices de produtividade. A proposta de alteração dos índices de produtividade não prevê casos de frustração de safra por adversidades climáticas. Também não estão previstos mecanismos de salvaguardas aos produtores rurais para os períodos de falta de crédito e de preços baixos tanto para os proprietários quanto para os assentados.
Os índices de produtividade são medidos por fatores físicos: analisam apenas a quantidade produzida de grãos, a quantidade de cabeças por hectare ou o tamanho da terra cultivada. Não levam em consideração o crédito, o juro, a mão-de-obra utilizada, o custo de oportunidade da terra, tecnologia aplicada ou o mercado.
O governo esquece que as crises na agricultura são cíclicas e, portanto, os normativos devem prever mecanismos de proteção aos produtores rurais, permitindo a opção de não cultivar (produzir) quando a tendência é obter prejuízo. O governo deveria acatar o conceito de produtividade embasado em estudos científicos e econômicos realizados pela Embrapa, com a participação do Ministério da Agricultura e do Conselho Nacional de Política Agrícola.
Tememos que as mudanças planejadas pelo governo destrocem a competitividade do agronegócio brasileiro e criem insegurança jurídica no campo, atingindo mais de meio milhão de famílias. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil apurou que a carga tributária sobre a cadeia de alimentos (16,9%) é a maior do planeta – a média mundial é de 5%. Para agravar esse quadro, as deficiências da infraestrutura logística brasileira, localizadas fora da porteira dos estabelecimentos rurais, anulam a aptidão e a competência do agronegócio e prejudicam muito mais a agricultura do que as chamadas barreiras externas, como subsídios, quotas e sobretaxas. A implantação de hidrovias, de ferrovias e a modernização dos portos são essenciais, pois o custo dessas carências recai sobre as costas do produtor rural brasileiro.
Enquanto a tributação sobe incessantemente, os investimentos governamentais caem. Já foi dito que investimentos insuficientes em infraestrutura e a má gestão no sistema portuário podem paralisar a ampliação da produção e das exportações, constituindo-se no apagão logístico. Essa situação pode impedir a retirada da produção do campo e sua venda ao exterior, prejudicando o crescimento das exportações brasileiras.
O Incra confirmou em maio deste ano que o Governo tem 142 milhões de hectares de terras públicas disponíveis para reforma agrária. Se o governo quer terra para reforma agrária, tem instrumentos legais e institucionais como o Banco da Terra ou a própria aquisição de imóveis rurais ofertados no mercado. Não precisa atormentar as famílias dos produtores rurais.

Por: José Zeferino Pedrozo,
Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc)


Fonte: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br
Leia Mais ►

Veteranos tentaram obrigar caloura à fazer sexo oral

Denúncia de constrangimento à prática de sexo oral em trote universitário


A direção da Universidade Federal Fluminense (UFF) - com sede em Niterói (RJ) decidiu ontem (23) as providências que serão tomadas contra os alunos que, na última quarta-feira (19), teriam tentado obrigar uma caloura do curso de Direito a fazer sexo oral ou beijar na boca um grupo de oito veteranos durante um trote.

Segundo relato da vítima, os estudantes alegaram que ela era bonita e deveria passar por uma prova que a livraria de ter que arrecadar R$ 250 nas ruas.

A jovem conseguiu escapar da violência, embora um dos veteranos, mais forte, tenha permanecido na porta da sala para onde ela foi levada para receber o trote, segundo o relato. O caso foi entregue à Pró-Reitoria de Assuntos Acadêmicos da UFF. A estudante disse a parentes que não formalizou queixa com medo de sofrer novas agressões e constrangimentos.

Segundo o pró-reitor adjunto de Assuntos Acadêmicos da UFF, Renato Crespo, a estudante contou que as calouras mais bonitas eram levadas para um lugar reservado da faculdade pelos veteranos. Ali, eram informadas de que tinham duas opções: fazer sexo oral neles e ser promovida à condição de veterana ou beijá-los na boca. No caso do beijo, a cota de R$ 250 seria reduzida.

A Universidade Federal Fluminense emitiu ontem (23) um comunicado em que diz "repudiar a atitude de alunos veteranos que teriam aplicado um trote violento em calouras do curso de Direito".

A nota diz que "a UFF repele os trotes que geram constrangimento, violência e discriminação, assim como os que obrigam os alunos a se humilharem para arrecadar dinheiro nas ruas".

O reitor Roberto Salles determinou que a direção da Faculdade de Direito abra uma comissão de sindicância para apuração dos fatos. O reitor garantiu que, apontados os culpados, os responsáveis serão punidos "exemplarmente".

Fonte: Espaço Vital
Leia Mais ►

23 de agosto de 2009

Medidores de glicose podem produzir falsos resultados

A advertência é da Agência Americana de Controle de Medicamentos e Alimentos(FDA).

Desta vez foi sobre alguns monitores de glicemia. O aviso, direcionado a todo o público leigo e a profissionais que lidam com diabetes, adverte para situações de falsos resultados elevados que podem ser produzidos em algumas marcas de monitores. Isto acontece quando os pacientes estão sendo submetidos a alguns procedimentos médicos, como diálise peritoneal e o uso de certas imunoglobulinas.

Nestes casos podem ser obtidos resultados falsamente elevados, o que pode levar o médico ao uso de doses excessivas de insulina na tentativa de baixar a glicemia. Os monitores que produzem estes falsos resultados são aqueles que utilizam uma substância denominada glicose desidrogenase com pirroloquinolina que reage com outros açúcares além da glicose. As fitas podem reagir com maltose, galactose e xilose, que estão presentes nos medicamentos utilizados no tratamento da insuficiência renal e da artrite reumatóide.

Na maioria das vezes, estes resultados são obtidos dentro de clínicas especializadas ou hospitais e a recomendação do FDA é que sejam trocados os aparelhos que usam estes reagentes.

Nos links abaixo do FDA estão listados o nome dos fabricantes dos aparelhos e os seus nomes comerciais.
FDA Public Health Notification: Potentially Fatal Errors with GDH-PQQ Glucose Monitoring Technology:
http://www.fda.gov/MedicalDevices/Safety/AlertsandNotices/PublicHealthNotifications/ucm176992.htm
FDA Advice for Patients: Serious Errors with Certain Blood Glucose Meters and Strips:
http://www.fda.gov/MedicalDevices/Safety/AlertsandNotices/PatientAlerts/ucm177189.htm

Fonte: Sociedade Brasileira de Diabetes
Leia Mais ►

Brasil já tem mais de 12 mil empreendedores individuais

Isso apenas no Distrito Federal e em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais; até o fim de agosto mais seis estados devem receber o registro desses empreendedores

O Brasil já tem 12.669 empreendedores individuais e 40.118 interessados em formalizar suas atividades por meio desse mecanismo, pois fizeram a reserva de nome empresarial. O Portal do Empreendedor, ambiente virtual em que é feita a inscrição, recebeu 979.885 acessos. Esses dados correspondem apenas aos locais onde já são realizados os registros do Empreendedor Individual: Distrito Federal e os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Foi o que informou o ministro da Previdência, José Pimentel, nesta quarta-feira (19) em reunião na presidência da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados. Segundo ele, até o fim de agosto mais estados devem ser integrados ao Portal do Empreendedor e permitir os registros: Ceará, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A previsão é de que isso ocorra dia 28 de agosto e até outubro a integração dos demais estados esteja concluída.

Empreendedor Individual é a figura jurídica integrante da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar 123/06) e que simplifica a formalização de atividades econômicas exercidas pelos chamados autônomos ou por conta própria, como pipoqueiro, costureira ou artesão. Formalizados por esse mecanismo eles têm direito a CNPJ, licença especial para funcionamento de atividade e contam com cobertura previdenciária.

O público-alvo do mecanismo são os mais de 11 milhões de empreendedores informais existentes no País. A meta é que 10% desse público esteja formalizado até o fm de 2010. A avaliação do ministro Pimentel é de que as formalizações realizadas até agora e a procura pelo mecanismo estão acima das expectativas e sinalizam não só para o cumprimento dessa meta como podem superá-la.

José Pimentel diz tomar por base o que ocorreu com o Simples Nacional - o sistema de arrecadação de tributos das micro e pequenas empresas, em vigor desde julho de 2007. "Quando aprovamos o Simples Nacional, prevíamos que nos dois primeiros anos chegaríamos a dois milhões de empresas. Hoje estamos com 3.271.997 empresas", disse. Quanto ao Empreendedor Individual, lembrou que ele apresenta números acima do esperado em menos de 50 dias desde que entrou em vigor e em apenas quatro locais, faltando ainda a inserção da maioria dos estados do País.

O Empreendedor Individual é gerido pelo Comitê Gestor da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). O presidente do Comitê e secretário de Indústria e Comércio do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Edson Lupatini, explicou que antes do dia 28 haverá testes de habilitação e homologação, para confirmar a entrada segura do novo grupo de estados ao Portal do Empreendedor. "Estamos trabalhando para isso", disse.

Próximos passos

A reunião contou, entre os participantes, além do ministro Pimentel e do secretário Edson Lupatini, com integrantes da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa no Congresso Nacional, do Sebrae, da Fenacon e o presidente do Comitê Gestor do Simples Nacional, Silas Santiago. O objetivo foi fazer uma avaliação do andamento da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e traçar metas para a sua implantação e prática no País, o que inclui o Empreendedor Individual.

Conforme o presidente da Comissão e presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa no Congresso Nacional, deputado Cláudio Vignatti, a idéia é fazer reuniões mensais para tratar do assunto. A próxima está prevista para dentro de 15 a 20 dias e deverá incluir representantes de estados e municípios. A previsão é de que também sejam organizadas caravanas incentivando a adesão ao Empreendedor Individual, mas só depois que todos os estados estiverem integrados ao Portal do Empreendedor.

Na reunião também foram debatidos assuntos da Lei Geral como ajustes nos faixas de enquadramento no Sistema e inclusão de novas atividades do setor de serviço. Uma das sugestões do gerente de Políticas Públicas do Sebrae, Bruno Quick, é definir medidas legais para permitir o parcelamento de débitos com o Simples Nacional.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias
Leia Mais ►

Dia do corretor de imóveis

Na próxima semana, dia 27 de agosto, comemora-se no Brasil o dia do profissional corretor de imóveis.

A data foi instituída com aprovação da Lei nº 4.116, no ano de 1962, quando ocorreu a regulamentação do exercício da profissão de Corretor de Imóveis e o surgimento do Conselho Federal e dos Conselhos Regionais de Corretores de imóveis.

De acordo com o presidente do Sindicato do Mercado Imobiliário Secovi/Oeste, Paulo Jorge Lise, a comemoração desta data é importante porque representa o momento de refletir nas conquistas e nos dilemas enfrentados pela categoria ao longo dos anos. “A regulamentação da profissão de corretor de imóveis gerou a ordem no caos que estava instalado. O profissional responsável e idôneo qualifica as negociações e garante a segurança dos negócios”, comenta Lise.

Lise explica que para evitar aborrecimentos, tanto para vendedores quanto para os compradores, a presença do corretor de imóveis e a intermediação da imobiliária são fundamentais na hora de efetivar um negócio. “Temos visto, até com relativa frequência, pessoas que não tem o acompanhamento de um profissional na hora de fazer o negócio imobiliário e acabam tendo problemas legais e jurídicos, prejuízos financeiros ou, até mesmo, transtornos com o imóvel que não apresenta boas condições físicas” explica.

O presidente alerta que é imprescindível saber se a pessoa que se apresenta como corretor de imóveis está legalmente habilitada para a função e credenciada junto ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) do seu respectivo Estado. O corretor poderá orientar ao comprador, vendedor, locador ou locatário, quanto aos documentos necessários para efetivação do negócio de venda ou locação do imóvel. “Com a nova edição do Código Civil, o corretor passou a ter mais responsabilidades, e consequentemente, o cliente passou a ter mais segurança na hora de fazer o negócio”, enfatiza Lise.

O corretor de imóveis conhece os aspectos gerais de arquitetura e engenharia, sendo assim, poderá avaliar o estado físico do imóvel e identificar a necessidade de eventuais reformas. Além disso, o corretor conhece os sistemas de financiamento imobiliário, algo que facilita a venda para interessados que não podem adquirir à vista ou em curto prazo.

Lise ainda reforça que se engana quem pensa que a intermediação imobiliária do corretor acarreta aumento no valor do imóvel. “Passou o tempo que o proprietário interessado em vender um imóvel procurava o corretor para consultar o preço. Hoje quem quer vender já pede o quanto quer ganhar com o negócio e o corretor ganha a comissão referente ao negócio”, explica Lise.


Fonte: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 5 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog