11 de fevereiro de 2012

Água desencadeará grandes guerras

Se as guerras do século XX foram motivadas pela exploração do petróleo, os conflitos do século XXI estarão centrados no controle dos hídricos, previu o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos. “Quem controla a água controla a vida”, disse. Boaventura apresentou palestra em São Leopoldo, hoje, no Fórum Social Temático 2012, evento preparatório para a Cúpula dos Povos da Rio + 20. Ele fez um apelo para que o tema da água motive a agregação dos movimentos sociais, reunindo em torno dele povoados rurais e urbanos, movimentos de mulheres e indígenas.

Ao sinalizar dois grandes paradigmas em torno da temática, o sociólogo disse que enquanto comunidades consideram a água um bem comum vinculado à sua história, identidade e espiritualidade, a tese defendida pelo Banco Mundial submeteu a exploração da água às leis do mercado.

As dimensões do problema revelam que 17% da população mundial não possuem acesso à água potável, enquanto 40% dos moradores do planeta não têm saneamento básico. Mesmo Manaus, cidade cercada com a maior quantidade de água doce no mundo, apresenta problemas de coleta e tratamento de esgoto.agua

Em países do continente africano, afirmou Boaventura, o problema aflige diretamente a população feminina, na medida em que muitas mulheres chegam a consumir seis horas diárias na busca por alguns litros de água. “Essas pessoas realizam um esforço extraordinário para garantir a sustentabilidade de suas famílias”, enfatizou.

Dados oferecidos na palestra indicam que entre 40 a 90 milhões de pessoas foram deslocadas de suas propriedades no último século em decorrência de grandes projetos de mineração e barragem, a exemplo do que ocorre atualmente no Estado do Pará com a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

Como alternativa, Boaventura enalteceu o surgimento de um novo conceito de segurança humana, pautado pela democratização da água, pelo respeito ao valor atribuído a ela pelas diferentes culturas e por um processo de implementação do que denominou de uma “cultura da água”, a começar nas escolas.

Segundo o sociólogo, daqui a dez anos a humanidade estará travando esse mesmo diálogo em torno do ar, que já começa a ser explorado enquanto mercadoria, embora seja, assim como a água, uma falsa mercadoria na medida em que não é produzido pelo homem, mas a ele concedido de forma gratuita.

Além de São Leopoldo, Canoas e Porto Alegre estão acolhendo os debates do Fórum Social Temático, evento que pretende reunir cerca de 50 mil pessoas em torno do tema:  Crise capitalista, justiça social e ambiental.

Fonte: ALC

Leia Mais ►

8 de fevereiro de 2012

Atividades físicas beneficiam também o cérebro

Pesquisas recentes indicam que além de tonificar músculos, melhorar a capacidade respiratória e tornear o corpo, os exercícios físicos são excelentes para a saúde do cérebro. Entre os benefícios pode ser citado o desenvolvimento de novos neurônios em uma região responsável pela memória, o hipocampo. Regiões cerebrais ligadas à cognição e ao raciocínio também são beneficiadas com a prática esportiva.

“Os exercícios físicos contribuem para o bombeamento de sangue, fazendo com que mais oxigênio seja liberado para as células da massa cinzenta e para o todo o corpo”, explica a fisioterapeuta Mariana Pinheiro Dias da Reichmann Ortopedia de Chapecó.

Segundo a fisioterapeuta, quem faz exercícios físicos regularmente tem menor risco de sofrer AVCs (acidentes vasculares cerebrais). As atividades aeróbicas também estimulam a criação de novos neurônios e aumentam a capacidade de interação entre eles.AtivFisica

Mariana destaca que o Pilates é uma excelente alternativa para pessoas de qualquer idade. Os exercícios desse método combinam respiração e movimento e são praticados por aparelhos com molas, elásticos ou bolas, promovendo níveis variados de resistência, centrados na melhora da flexibilidade e da força, sem hipertrofiar os músculos. “O método garante excelente forma física, molda o corpo e reduz medidas, sem causar exaustão e sem o risco de lesões” acrescenta. Para atingir os benefícios e ter uma melhor eficácia na série de atividades, essa técnica utiliza seis princípios: concentração, respiração, alinhamento postural, controle de centro (abdomen), eficiência e fluência de movimento.

O objetivo do Pilates é reforçar o centro de energia, que é o centro de gravidade do corpo, formado pela pélvis, glúteos, abdômen e quadris, o que permite aliviar as tensões de outras regiões do corpo, como pernas, joelhos, ombros, pescoço e coluna. Algumas pessoas sentem o resultado logo após as primeiras aulas, com o aumento do tônus muscular e da flexibilidade. Os exercícios são adequados às necessidades dos praticantes e podem ser feitos por qualquer pessoa, de qualquer idade com bom condicionamento físico ou não.

A fisioterapeuta indica o método Pilates no tratamento de dores crônicas, artrose, artrite, fibromialgia, desvios posturais (escoliose, hiperlordose e cifose), patologias da coluna como hérnia de disco, osteoporose, entre outros, e também para aqueles que querem ter uma coluna saudável e um corpo flexível e elegante.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

5 de fevereiro de 2012

Implicações do adoçante para a saúde bucal

Ter uma alimentação controlada e praticar exercícios físicos são os meios mais fáceis de ter uma vida saudável ou ainda alcançar o peso ideal. Muitas pessoas buscam aliados para auxiliá-las nesse processo a exemplo do consumo de produtos naturais, academia, orientação de profissionais da saúde, mas alguns detalhes podem fazer a diferença. O adoçante, por exemplo, pode substituir o açúcar. No entanto, é preciso ter cuidado para não exagerar na dose e sofrer algumas consequências, especialmente para a saúde bucal. A avaliação é da especialista em implantes e próteses dentárias,Iara Giovana Gallon, da Clínica Arte & Face de Chapecó.

Iara explica que o uso do adoçante dentro da quantidade recomendada pode reduzir o surgimento de cáries nos dentesdentesac, pois não contém açúcar ou sacarose, principal alimento das bactérias que provocam cárie.

Porém, é fundamental compreender que vários fatores atuam em conjunto para provocar cáries. “A prevenção não pode ser direcionada para um único fator, ou seja, a troca do açúcar pelo adoçante. A escolha mais saudável seria substituir a sacarose por tipos de carboidratos mais complexos”, enfatiza. Por exemplo, substituir chicletes normais por “sugar-free” pode ser uma opção, pois não possuem açúcar e ainda podem estimular a salivação, auxiliando na proteção contra a cárie.

Com relação ao uso do adoçante pelas crianças, o ideal é somente sob orientação médica. “Os pequenos merecem cuidados especiais. É preciso manter o controle na ingestão de açúcar, em frequência e quantidade, além de reforçar os outros meios preventivos”, destaca Iara.

A dentista enfatiza que a frequente higienização e a visita regular ao dentista ainda são os maiores aliados à saúde da boca. “São cuidados que podem evitar maiores preocupações e ainda garantem um sorriso bonito e saudável”, finaliza.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog