15 de novembro de 2012

Preconceito sofrido por ex-presidiários é tema de campanha

A Repúblika, nova agência experimental de Publicidade & Propaganda da FURB, está elaborando campanha para sensibilizar a comunidade sobre a importância de reinserir ex-detentos na sociedade. Criada a pedido do Conselho da Comunidade do Presídio Regional de Blumenau pelos acadêmicos Guilherme Hack, Humberto Cardoso Filho, Tiago Maria do Valle, Victor Fernandes e Aline Nicoleti de Mello, ela deve ser veiculada a partir do início do ano que vem.

“Nunca tinha feito uma campanha assim, e está sendo um desafio, pois lida com um preconceito muito difícil de mudar. Tanto que ela visa mais sensibilizar do que convencer as pessoas”, explica Humberto. Os estudantes desenvolveram camisetas, paineis, panfletos espots para rádios. A campanha também terá uma fanpage no Facebook.prisao

“Defendemos que a pessoa cumpra sua pena, mas é preciso reconhecer o fato de que, um dia, ela vai voltar à sociedade. Se ela for maltratada durante sua pena, sem o mínimo de dignidade e, ao sair, sofrer preconceito, é muito provável que ela volte a cometer delitos. Precisamos sensibilizar a população sobre isto”, argumenta Rômulo Carvalho, presidente do Conselho da Comunidade (antes denominado Conselho Carcerário), lembrando que a reinserção de ex-presidiários no mercado de trabalho é um dos meios mais eficazes de evitar a reincidência. “Ano passado, a Hering contratou 20 ex-detentos e, destes, 90% conseguiram voltar à sociedade”, argumenta.

Foi Carvalho quem procurou a Repúblika para desenvolver a campanha. A agência, coordenada pela professora doutora Fabrícia Durieux Zucco, funciona como um laboratório prático de ideias para os alunos do curso de Comunicação Social - Publicidade & Propaganda da FURB e, quando ainda se chamava House (até outubro), trabalhou com entidades públicas como o Hospital Santa Isabel, a Pró-Família e o Banco de Leite Humano de Blumenau.

Fonte: Furb

Leia Mais ►

12 de novembro de 2012

Leite orgânico: saudável e ecologicamente correto

O leite orgânico é um alimento livre de agrotóxico que vem do manejo sustentável e ecologicamente correto, respeitando o bem-estar animal, o solo e a conservação das águas. Eco Lact, primeiro com inspeção federal, foi lançada durante a 4ª edição da Mercoláctea, encerrada no último domingo (11), no Parque de Exposições Tancredo Neves (Efapi), em Chapecó.

“Foram produzidos para a feira uma tiragem de 50 litros de leite orgânico. Os visitantes se interessaram pela proposta e aproveitaram para tirar dúvidas e conhecer o alimento que é mais nutritivo e saudável”, destacou o coordenador do Núcleo Noroeste Catarinense de Agroecologia e técnico da Central Ascooper (Central da Agricultura Familiar), Eliandro Comin.

O consumidor poderá adquirir o leite orgânico a partir de janeiro de 2013, nos supermercados. O alimento também será disponibilizado no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Comin explicou que nas embalagens estarão dois selos que identificam o produto: um da Rede Ecovida de Agroecologia e outro Orgânico Brasil, do MAPA. Para o ano que vem está prevista a produção de mais produtos orgânicos como: queijo mussarela, queijo colonial e creme de leite.leiteorganico

A matéria-prima é oriunda de 40 produtores certificados dos municípios de Quilombo, Formosa do Sul, Santiago do Sul, Novo Horizonte, São Lourenço do Oeste, Jupiá, Galvão, Coronel Martins e São Domingos. O número de produtores poderá aumentar, uma vez que 140 propriedades têm o perfil para ingressar no projeto.

A iniciativa conta com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Governo Federal, Suck Milk, Rede de Agroecologia Ecovida, Cresol, Leta UFSC – Brasil, Instituto Saga, Terra Viva, Epagri, Sebrae/SC e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

PRODUÇÃO

Os animais são manejados em piquetes e recebem pasto verde, mineralização, água e sombra, o que proporciona o bem-estar. A adubação das pastagens se dá pelos próprios animais e pela utilização de compostos e adubos minerais de baixa solubilidade. Na sanidade animal, o foco é a prevenção de doenças e parasitas, com a utilização de produtos naturais em detrimento da aplicação de antibióticos.

O meio ambiente é preservado e o equilíbrio entre as áreas produtivas e as de interesse ambiental garantem a estabilidade da produção.

FEIRA

A expo-feira é organizada pela LATINA e promovida pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc). Conta com o apoio institucional do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Associação Brasileira de Criadores de Ovinos Leiteiros (Abcol), União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Ascooper, Sistema FIESC, Senai, Epagri, Cidasc, Sindicato Rural de Chapecó e Chapecó e Região Convention & Visitors Bureau.

Tem o patrocínio do DENACOOP, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ministério de Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca, Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria Municipal da Agricultura, Prefeitura Municipal, Sebrae Santa Catarina, Coopercentral Aurora Alimentos, Fetaesc e Governo Federal.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 3 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog