17 de janeiro de 2013

Correios usam motos elétricas para entrega de cartas e encomendas

A distribuição de cartas e encomendas começa a ser realizada por meio de motocicletas elétricas, iniciativa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Duas motos modelo Scooter, com tecnologia alemã e design italiano, já estão operando em Belo Horizonte (MG). Na próxima semana, mais duas irão trabalhar na entrega em São Paulo (SP). Os testes serão realizados até o final de março.

Segundo a empresa, usar veículos elétricos faz parte da política de sustentabilidade dos Correios, que visa atingir um desempenho ambiental correto, por meio do gerenciamento dos impactos ambientais e da busca contínua de melhoria de processos, serviços e produtos oferecidos pela empresa. A empresa já utiliza veículos elétricos em Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS) e pretende expandir neste ano o uso das motocicletas para cidades de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina.motos-eletricas correios

Entre outras ações sustentáveis, os Correios também realizam a Coleta Seletiva Solidária, que promove a separação dos resíduos recicláveis descartados (papel, vidro, plástico, metal e orgânico) e a sua destinação às associações/cooperativas de catadores de materiais recicláveis; mantêm o programa EcoPostal (que destina uniformes e malotes sem condições de uso para cooperativas que os transformam em roupas, mochilas e sandálias) e promovem o descarte adequado de resíduos especiais como pneus, computadores, lâmpadas fluorescentes, óleo lubrificante e baterias de veículos.

Os correios começou a implantar, na última segunda-feira (14), o Sedex 12 - serviço de remessa de documentos e mercadorias com entrega garantida até às 12 horas do dia útil seguinte. Ao todo, mil cidades de porte médio começam a receber o serviço nos estados da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e interior de São Paulo.

Na primeira fase, considerada teste mercadológico, o serviço foi disponibilizado apenas para os estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e interior de São Paulo. O lançamento do serviço fez parte das comemorações dos 30 anos do lançamento do Sedex, criado em 1982, e que originou a criação da família de produtos: e-Sedex, Sedex 10, Sedex Hoje e Sedex Mundi.

Fonte: Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT)

Leia Mais ►

16 de janeiro de 2013

Conheça os principais hábitos para prevenir o colesterol elevado

O colesterol desempenha funções importantes no organismo, no entanto quando sua taxa é elevada, a gordura torna-se prejudicial e representa um grande fator de risco, principalmente para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O alerta é do médicocardiologista responsável pelo Serviço de Eletrofisiologia do Centro Cardioneurovascular do Hospital Unimed Chapecó, Cláudio C. Ferreira.

O problema mais grave do colesterol, segundo o médico, é aterosclerose. A doença consiste na formação de placas que causam obstrução progressiva nas artérias, trazendo diversos efeitos, que variam de acordo com o órgão afetado. “Se a obstrução ocorre nas artérias coronárias, por exemplo, a consequencia pode ser infarto agudo do miocárdio. Se for nas artérias cerebrais pode causar AVC (acidente vascular cerebral)”, exemplifica.

O colesterol é uma molécula de gordura plasmática e possui vários subtipos (LDL, HDL, triglicerídeos, VLDL) que variam entre si por diferentes densidades moleculares. O nível de LDL-colesterol considerado ótimo para prevenção de doença aterosclerótica é abaixo de 100. “Considera-se aceitável entre 100 e 130. A meta de LDL a ser alcançada depende do perfil de risco individual de cada pessoa. Em pacientes com doença arterial coronariana, por exemplo, a meta é LDL menor que 70”.

A principal orientação para evitar níveis elevados de colesterol está relacionada a uma dieta hipolipídica, ou seja, com baixa quantidade de gorduras (principalmente gorduras de origem animal e gorduras saturadas) associada a uma boa ingestão de fibras para diminuir a absorção das gorduras. A prática de atividade física aeróbica regular também ajuda a reduzir os níveis de LDL. coracao

No entanto, segundo Dr. Ferreira, existem pessoas com índices alterados de colesterol mesmo mantendo bons hábitos alimentares e praticando exercícios regularmente. Isso acontece devido a hipercolesterolemia familiar, ou seja, desordens genéticas que acarretam uma produção exagerada de colesterol endógeno. Neste caso, é necessário fazer uso de medicação.

PREVENÇÃO

O Programa de Medicina Preventiva (Univida), criado pela Unimed Chapecó em 2005, tem por objetivo avaliar o perfil de saúde e estilo de vida dos clientes. Baseado nisso, implementa medidas que visam informar, conscientizar e motivar os clientes a adotarem e manterem comportamentos positivos e preventivos em relação à saúde.

As ações incluem métodos de prevenção e diagnóstico precoce de patologias através de avaliações individualizadas, atendimento em grupo (curso de reeducação alimentar, curso de educação alimentar infantil e adolescência, peso saudável, curso para gestantes), além de palestras e eventos. “Por meio destas abordagens de atendimento, os clientes com colesterol alterado ou com diagnóstico de outra patologia são atendidos por profissionais especializados”, explica a nutricionista do programa, Celia Elenara Missio.

A nutricionista alerta que entre os alimentos com maior índice de colesterol estão os de origem animal, mas também é necessário ter cuidado com o consumo de alimentos refinados.

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA

As dicas para aumentar as taxas do bom colesterol (HDL) e diminuir o mau colesterol (LDL) incluem a ingestão dos seguintes alimentos: peixes como a cavala, sardinha, salmão, atum e o arenque; óleo da semente de linhaça e óleo de peixes (contêm ômega 3); fontes de fibras solúveis (atuam na redução das concentrações séricas do LDL e na eliminação do colesterol), fibras solúveis como abacate, abacaxi, alface, ameixa, banana-prata, figo, maçã, maracujá, melão, nozes, pepino, pêra, tangerina, laranja, mandioca, entre outras; cereais integrais; oleaginosas como castanhas, nozes e amêndoas (são fontes de gordura monoinsaturadas) e aveia (duas colheres ao dia auxiliam na redução da absorção do colesterol).

ALIMENTOS COM ALTO NÍVEL DE COLESTEROL

Carnes com gordura aparente, creme de leite, linguiça, salsicha, nata, banha, manteiga, bacon, azeite de dendê, mortadela, frituras, bebidas alcoólicas e refrigerantes, sorvetes cremosos, bolos industrializados e biscoito recheado. Entre os alimentos refinados, os maiores vilões do colesterol são: pão branco, arroz branco (polido), massas, doces, geleias, melado, entre outros.

Por: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

13 de janeiro de 2013

Viva o abacate!

O abacateiro, uma laurácea, é cientificamente conhecido como Persea gratissima. Trata-se de uma árvore de crescimento rápido e de grandes dimensões, nativa do México, onde cresce espontaneamente ao longo dos rios. Hoje, seu cultivo está difundido em todo o mundo, nas regiões de clima tropical e sub-tropical. No Brasil foi introduzido no século XIX. O fruto do abacateiro, o abacate, é uma drupa com formato de pêra, casca verde e um grande caroço central.abacate

Ao contrário do que ocorre com a maioria das frutas, os abacates só começam a amadurecer depois de colhidos. A fruta já desenvolvida pode ser deixada na árvore por seis meses sem que se estrague. Uma vez colhido, entretanto, o abacate verde amadurece em poucos dias. O abacate é rico em vitamina E, gorduras monoinsaturadas, a mesma do azeite de Oliva, vitaminas, sais minerais e glutationa, um poderoso antioxidante. Seu acentuado valor energético é relacionado ao seu conteúdo em gorduras, responsável pelo aumento do colesterol HDL, considerado o bom colesterol, pois protege as artérias ao invés de destruí-las. A polpa do abacate, amarelada e cremosa, fornece em cada 100g, um número de calorias superior ao de um bife de carne bovina.

O abacate é antiinflamatório, auxilia na desintoxicação do fígado. Suas substâncias ativas, testerol e lecitina, o tornam eficaz no tratamento das artroses, reumatismo e gota. O chá de suas folhas ou o pó do seu caroço torrado e moído acabam rapidamente com diarréia. O uso do caroço triturado e tostado, em forma de chá, elimina a tênia e outros vermes intestinais. Externamente, elimina a caspa, fortalecendo os cabelos e combatendo a calvície.

O curioso é que muitas pessoas acham que o abacate aumenta o colesterol, o que é um erro. Em primeiro lugar, o colesterol é uma gordura animal, então não existe no abacate. Em segundo lugar, as gorduras monoinsaturadas presentes no abacate ajudam a reduzir o colesterol e os triglicerídeos. Outro benefício do seu consumo é que ele pode auxiliar no processo de emagrecimento. Devido ao seu teor de fibras, promove maior saciedade e ajuda no funcionamento do intestino. Mas alguns cuidados são necessários, principalmente em relação a quantidade. Você não precisa comer o abacate inteiro de uma só vez, coma somente uma fatia pequena e guarde o restante na geladeira. Para retardar a oxidação, guarde-o ainda com o caroço.

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 3 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog