14 de fevereiro de 2009

Prêmio Sebrae Mulher finalistas catarinenses

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas anunciou as vencedoras da etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, ciclo 2008: na categoria micro e pequena empresa, Le Petit Agropecuária Ltda, da empresária Gisele Cláudia  Penso (Concórdia) e, da categoria negócios coletivos, a Associação Beneficente  Abadeus, da empresária Shirley Maria Helena Guimarães Monteiro (Criciúma). Elas foram selecionadas entre as 114 mulheres inscritas no Estado e vão representar SC na etapa regional do prêmio, que vai selecionar, nas cinco regiões do país, as dez melhores experiências para concorrer à grande final nacional que ocorre no dia 25 de março.

O superintendente Carlos Guilherme Zigelli e o diretor técnico Anacleto Ângelo Ortigara destacam que, lançado em outubro de 2004, o prêmio valorizou e estimulou o empreendedorismo feminino. As instituições parceiras são a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW – Brasil) e a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. A partir de 2006, passou a ter o apoio da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), que trouxe sua experiência na gestão do Prêmio Nacional da Qualidade. A FNQ contribuiu para melhoria dos processos do prêmio, bem como na garantia da integridade e confiabilidade do julgamento.

A gestora do Prêmio em Santa Catarina, Ana Lídia de Souza, realçou o papel das agências de articulação na realização do prêmio, especialmente aquelas que mais fizeram inscrições, como Criciúma (15), Tubarão (13) e Xanxerê (13). A comissão julgadora estava formada por Soraya Tonelli, Arlete Zago (BPW), Karina Costa (ICPG), Maria Cecília Gondran (ACIF e Câmara da Mulher) e Rachel Tolentino de Carvalho (instrutora credenciada).

A participação no prêmio é restrita a proprietárias de micro e pequenas empresas formais e membros de associações ou cooperativas de pequenos negócios. Para participar basta contar a história como empreendedora no formulário de inscrição disponível nos pontos de atendimento do Sebrae em todo o País ou na Internet, no endereço www.sebrae.com.br

Os relatos são catalogados pelo SEBRAE, a fim de que possam ser fonte de informação sobre o universo do empreendedorismo feminino. Além disto, são produzidos vídeos com os relatos das experiências das ganhadoras, utilizados para fins educacionais. Trata-se da estratégia de educar pelo exemplo, fazendo com que empreendedoras de todo Brasil se espelhem da experiência de outras pessoas que obtiveram sucesso em seus empreendimentos.

A premiação, na etapa estadual, consiste em cursos do Sebrae à escolha da ganhadora. Na etapa regional, participação da programação do evento de entrega do Prêmio (viagem a Brasília, com todas as despesas pagas e participação em palestras e outras atividades). Na etapa nacional, participação em evento nacional de capacitação, a definir. Há um prêmio extra: a participação em visita técnica internacional a um centro de referência em empreendedorismo.

Por: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

13 de fevereiro de 2009

Impunidade! Assassinato completa 5 anos sem condenação

O brutal assassinato do líder sindical Olices Stefani, de Abelardo Luz-SC, completa cinco anos na próxima segunda-feira, dia 16/2/2009, sem condenação dos acusados, enquanto a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) reclama da parcialidade do Ministério Público e do emperramento do processo causado pela Fundação Nacional do Índio (Funai). Para agravar o nível de indignação da sociedade catarinense, um dos principais acusados foi mantido em liberdade e cometeu crime de latrocínio: matou um vigia para roubar bebidas e cigarros.

Presidente do Sindicato Rural e da Cooperativa de Alimentos e Agropecuária Terra Viva, ambos de Abelardo Luz, Olices Stefani foi assassinado a 1 hora da madrugada do dia 16 de fevereiro de 2004, na região da Linha Embu, naquele município, por índios caingangues pertencentes às comunidades indígenas locais e da Reserva paranaense de Mangueirinha. Stefani tinha 52 anos de idade, era casado e pai de três filhas.

O sindicalista foi vitimado com tiro de carabina na cabeça quando, na Linha Embu, foi atacado por um grupo de indígenas que obstruíam a rodovia e ameaçavam invadir propriedades rurais – inclusive a do dirigente sindical morto. A vítima deu ré e tentou evadir-se do local para evitar o confronto, mas, mesmo com essa conduta não-agressiva, foi impiedosamente fuzilado pelos indígenas.

A ação estatal no processo é lenta desde o início. O inquérito da Polícia Federal foi moroso e, na Justiça Federal, os procuradores da Funai priorizaram a lentidão como estratégia. O assistente de acusação, advogado Irio Grolli, protestou contra o comportamento do procurador da República que omitiu-se de incluir na denúncia – “não se sabe se dolosamente ou não” – o agravante de motivo fútil, juridicamente tido como elemento subjetivo da conduta “já que os índios condenaram a vítima à morte apenas por dar um ré”. Grolli reclama que o Ministério Público (Procurador da República) claramente não quis que o Poder Judiciário analisasse a qualificadora/agravante e, por isso, os acusados serão processados apenas por homicídio simples.

A conduta da Funai também foi duramente criticada. Para procrastinar (atrasar) o processo, a Funai fez uso excessivo de embargos declaratórios e outros recursos processuais. Além disso, nomeou procuradores de quatro regiões diferentes (Goiânia, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo), “todos recebendo diárias a custo do contribuinte brasileiro para defender bandidos, buscando atrasar o máximo possível cada etapa do processo.” A última tentativa de retardar a justiça foi um Recurso Extraordinário interposto pela Funai ao STF, denegado, porém, pela mais alta corte do país.

Nesta fase, os acusados foram pronunciados por homicídio simples, pelo Juiz Federal, faltando a definição de data para se reunir o Tribunal de Júri que julgará os acusados. O julgamento deve ocorrer neste semestre.

No oeste catarinense, a Funai é acusada de aterrorizar as comunidades rurais com invasões e expropriações para criação de novas terras indígenas ou ampliação das já existentes. O presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo, diz que, lamentavelmente, a Funai faz uma interpretação própria da legislação e está submissa a ONGs estrangeiras, além de não ter isenção na questão dos conflitos entre produtores e índios. Sabe-se há muito tempo que a Funai usa as brechas existentes na legislação para manipular o processo de identificação e demarcação das terras indígenas”, reclamou o presidente.

As classes produtoras rurais ficaram ainda mais revoltadas quando um dos criminosos ferreamente defendido pela Funai, Vanderlei Felizardo, vulgo “Frango”, cometeu crime de latrocínio no dia 08 de junho do ano passado, assassinou Sady Galupo, vigia de um estabelecimento comercial de Abelardo luz, para roubar cigarros e bebidas.

Por: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Extrato de erva-mate pode atenuar alguns sintomas do mal de Parkinson

Segundo o site rg nutri a primeira observação sobre o uso da erva-mate foi feita em 1554 pelo general paraguaio Irala e seus soldados, os quais constataram que os índios do Guairá faziam uso generalizado de uma bebida feita com folhas de erva-mate fragmentadas, tomadas num pequeno recipiente, por meio de um canudo de taquara, em cuja base existia um trançado de fibras impedindo a passagem de fragmentos de folhas.

É hoje tradicionalmente empregada na medicina popular para diferentes funções na saúde, e por ser uma planta de composição química complexa, além das atribuições que apresenta, têm sido um alvo atual de novas descobertas, indicadas pelas pesquisas científicas da área de nutrição. Saiba mais em Erva Mate: Conceitos e Benefícios Deste Alimento na Saúde

Agora uma nova possibilidade acaba de ser levantada. Os danos cognitivos e de memória em pacientes com a doença de Parkinson podem ser atenuados com o extrato de erva-mate. O estudo foi realizado em cooperação por pesquisadores das universidades Federal de Santa Catarina (UFSC), do Vale do Itajaí (Univali) e do Extremo Sul Catarinense (Unesc) e os resultados foram apresentados em artigo na revista Journal of Ethnopharmacology, da editora irlandesa Elsevier.


Realizando testes em ratos, os pesquisadores induziram os animais às condições da doença. Ao utilizarem o extrato de erva-mate, eles perceberam sua eficácia em melhorar o aprendizado e memória de curto prazo.

Veja a matéria completa no site da UFSC Estudo aponta benefícios da erva-mate

Leia Mais ►

Produção de uvas italianas em Santa Catarina

Pesquisadores italianos do Istituto Agrario San Michele all’Adige (IASMA), em Trento, estiveram em Florianópolis no dia 06 de fevereiro participando de reunião técnica com profissionais da Epagri/Ciram, UFSC e Sebrae, para discutir os encaminhamentos do projeto “Tecnologias para o Desenvolvimento da Vitivinicultura Catarinense”. A parceria é fundamental para o repasse de conhecimentos, tendo em vista que o IASMA “é um dos mais importantes pólos de pesquisa de vinhos da Europa”, atesta Hamilton Justino Vieira, um dos desenvolvedores do Projeto na Epagri/Ciram.


Vieira explica que através do Projeto foram importadas, no ano de 2007, 36 variedades de uvas italianas, plantadas em São Joaquim, Água Doce, Campos Novos e Tangará. Algumas já inciaram a produção e serão colhidas para a confecção de vinhos de forma experimental, ou seja, em pequenas quantidades, ação que recebe o nome de microvinivicação.


Na próxima etapa do Projeto, que deve se dar já em agosto, técnicos do IASMA virão a Santa Catarina ministrar um curso. Em setembro será a vez dos técnicos brasileiros irem até Trento, na Itália.


De acordo com o pesquisador da Epagri/Ciram, Santa Catarina começou a produzir uvas viníferas (adequadas para produção de vinhos) há pouco tempo, usando variedades tradicionais. O cultivo das variedades importadas pode significar um salto de qualidade, uma vez que já passaram por melhoramentos na Itália, esclarece. 
Todo o processo envolve uma série de testes onde são avaliados a qualidade da uva e do vinho, o rendimento, a adaptação da cultura, a resistência a doenças e a aceitação do público ao produto final. Se tudo correr conforme o esperado, Santa Catarina vai contar com um produto diferenciado no mercado nacional e, quiçá, no mercado internacional, prevê Vieira.

Fonte: Assessoria de Comunicação Epagri/Ciram

Leia Mais ►

12 de fevereiro de 2009

Doenças intestinais em aves domésticas

O 10° Simpósio Brasil Sul de Avicultura programado para o período de 31 de março, 1° e 2 de abril, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nês, em Chapecó, promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários, tratará do tema “Doenças intestinais em aves domésticas”, com o professor doutor, Hafez Mohamed Hafez, do Institute of Poultry Diseases Free University Berlin. Essa palestra está prevista para o dia 1° de abril, às 13h30. A programação do Simpósio inicia às 19h15, do dia 31 de março e prossegue até o fim da tarde do dia 2 de abril.

O palestrante mostrará que o papel fundamental da produção de aves doméstica consiste em converter alimento em carne. Frangos e perus são bastante eficientes tanto nas taxas de crescimento e de conversão alimentar. Qualquer suave alteração das condições ideais é acompanhada pela interrupção do processo de crescimento. A fim de atingir o potencial máximo de desenvolvimento é necessário atenção na boa saúde intestinal do plantel.

“Desordens intestinais constitui o grupo mais importante de doenças que afetam a produção avícola, causando grandes perdas econômicas em escala mundial devido à alta nas taxas de mortalidade, custas com remédios, conversão alimentar e baixo ganho peso”, explica Hafez. Diversos patogênicos (vírus, bactérias e parasitas) são possíveis causadores de doenças intestinais tanto sozinhos (mono-causal) quanto em sinergia com outros microorganismos (multi-causal) ou com causas não contagiantes como fatores ligados à alimentação e manejo.

Observações de campo em diversos países europeus revelam que a indústria avícola foi vítima de vários problemas após o banimento dos antibióticos promotores do crescimento. Os impactos da referida medida são visíveis tanto do desempenho da produção (peso corporal e taxa de conversão alimentar), bem estar do animal (dermatites) e questões gerais de saúde avícola (desordens intestinais e infecções clostridiais).

Informações sobre o 10° Simpósio Brasil Sul de Avicultura serão prestadas pelo telefone (49) 3329-1640 ou pelo e-mail nucleovet@nucleovet.com.br.

Por:Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Quando a ficha caiu minha bolsa sumiu

Apesar de todas as informações disponíveis tem gente que não aprende. Será que você que está lendo este texto também faria isto? Sair com uma quantia razoável em dinheiro vivo pelas ruas da cidade e ainda parar para conversar com estranhos? Pois é, mas tem gente que faz e ainda acredita que vai ganhar uma graninha extra. Seria inocência ou ganância?

O Achadinho

O fato ocorreu ontem(11/2/2009) na cidade de Brusque em Santa Catarina por volta do meio dia. Segundo relato da vítima, Vera Lucia, ela foi abordada por uma moça que disse se chamar Ana e que lhe perguntou se um envelope com um cheque de R$ 10.000,00 por acaso lhe pertenceria. Como Vera disse que não imediatamente Ana perguntou ao senhor que estava próximo. Este respondeu afirmativamente e disse que iria recompensar as duas mulheres por terem achado o tal envelope com o cheque. Então ele convidou ambas para irem até um local. Disse que ali era o escritório da empresa de seu irmão a quem realmente pertenceria o tal cheque de R$ 10 mil . Disse às mulheres que elas seriam chamadas separadamente para receberem a suposta recompensa e que deveriam entrar no tal escritório sem as bolsas. A primeira a entrar foi a tal de Ana que deixou sua bolsa com Vera Lucia. Minutos após retornou e disse que agora então era a vez de Vera Lucia receber sua recompensa. Ela na confiança e diante das atitudes dos golpistas confiantes deixou sua bolsa com Ana. Entrou no escritório não encontrou ninguém e quando retornou também não encontrou mais a mulher e o homem da recompensa só então concluiu que acabara de ser vítima de um golpe. Na Bolsa de Vera Lucia estavam um celular Motorola da Operadora Claro, cartões dos Bancos Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, cartão Cidadão, RG, Título de Eleitor e CPF além de R$ 2.350,00 em espécie.

Fonte: Rádio Araguaia

Leia Mais ►

11 de fevereiro de 2009

As desventuras de uma atriz francesa no Brasil

A visita de Sarah Bernahrdt ao Brasil, em 1886, foi um acontecimento sensacional. Tão sensacional que a imprensa da época não falava em outra coisa. Não só nas seções de teatro, mas também em rubricas especiais, nas primeiras páginas. Pelas colunas de O País, Joaquim Nabuco, em artigo entusiástico, queria que ela fosse aclamada duas vezes: porque ela vinha como Sarah Bernhardt e como a própria França.

Musa inspiradora dos maiores escritores europeus, como Proust, que a exaltou em A la Recherche du Temps Perdu, a atriz francesa ficou frustrada com o público do Rio de Janeiro, que reagiu com frieza às suas representações na Fedra,  de Sardou, e em  A Dama das Camélias, de Dumas Filho, interrompida devido a brigas de estudantes na platéia. Mais tarde, seu filho foi espancado por um indivíduo, no hotel em que estavam hospedados. Tudo isso e a ameaça de febre amarela fizeram a divina Sarah bater em retirada para a Europa.

Voltando ao Brasil em 1893, sofreu novas decepções ao ter sua casa assaltada por ladrões que levaram todos os seus valores em jóias e dinheiro. E, para cúmulo da má sorte, o navio em que embarcou foi bombardeado, à saida da baia da Guanabara, durante as refregas da Revolta da Armada.

No entanto, a sucessão de desastres da atriz no Brasil não terminou aí. Em 1906, ela voltaria pela última vez ao Rio de Janeiro, onde teve mais uma surpresa amarga. Na representação da Tosca, tinha que atirar-se, no final, do alto de um parapeito. No chão eram colocados grossos colchões que receberiam a atriz em sua queda. Mas um funcionário desavisado retirou os colchões. Chega a cena do suicídio e uma velha de 61 anos se atira confiante, ao espaço, se esborrachando no tablado. A queda provocou violenta contusão em uma de suas pernas que teve de ser amputada posteriormente. Nunca mais voltou ao Brasil.

Fonte de pesquisa: Nosso Século, Abril Cultural,1980.

Leia Mais ►

A droga legal

Os anabolizantes, ou esteróides androgênicos anabólicos, são hormônios sintéticos que estimulam o desenvolvimento de vários tecidos do corpo a partir do crescimento da célula e sua posterior divisão. Apesar de serem utilizados no tratamento de algumas doenças, os anabolizantes são utilizados em grande quantidade por pessoas que desejam aumentar o volume dos músculos e a força física. Algumas pessoas utilizam os anabolizantes em grande quantidade e ainda em associação a outros hormônios para obter o resultado desejado mais rápido, o que pode provocar inúmeros efeitos colaterais indesejados.

Mas, apesar dos riscos para saúde, obter anabolizante é quase tão fácil quanto comprar aspirina. Além do mercado negro, internet e academias, algumas pessoas procuram médicos pois acham que assim essas drogas deixam de ser perigosas. Em sua edição do dia 9 de fevereiro de 2009, o jornal Folha de São Paulo, publicou a matéria "Médicos indicam anabolizantes a jovens",  assinada pelo repórter Ricardo Westin, que apresentando-se como um paciente que desejava ganhar músculos para o verão, se consultou com cinco médicos( leia a matéria completa aqui). Três disseram que os anabolizantes seriam o único remédio e não alertaram para os riscos e deram a receita.

Essas drogas são medicamentos, portanto, não são ilícitas no Brasil. Para utilizá-las é necessário existir uma receita médica. Os que fazem uso delas para fins estéticos, ou seja, sem indicação médica, se forem pegos utilizando podem sofrer conseqüências por isso. O COI (Comitê Olímpico Internacional) proíbe o uso dessas drogas por atletas. Realizam testes anti-doping e caso seja detectado que o atleta está fazendo uso dessas drogas o mesmo poderá sofrer duras penas.

Quem dá ou vende o produto sem a devida receita estará estará infringindo o código penal: artigo 278 (venda de substâncias nocivas à saúde). E para o médico que receita a droga só pensando nos trocados da consulta tem punição ?

Leia Mais ►

10 de fevereiro de 2009

ANH - Mais casas ou mais cargos?

Qual a sua opinião? A criação de mais um órgão público vai resolver o problema habitacional  no Brasil ou servirá como mais um cabide de emprego? Conforme matéria da Agência Senado, que reproduzo na íntegra abaixo, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) acha que resolverá o problema habitacional.

Os brasileiros poderão passar a contar, em breve, com um órgão público voltado exclusivamente para a realização do sonho da casa própria, a Agência Nacional de Habitação (ANH). A criação dessa instituição está prevista em projeto de lei de caráter autorizativo, de autoria do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), que tramita na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Pela proposta (PLS 93/08), que deverá ainda ser apreciada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), em decisão terminativa, a ANH funcionará sob regime autárquico especial, vinculada ao Ministério das Cidades, mas com autonomia administrativa, patrimonial e financeira. A autarquia deverá passar a exercer as atribuições que competem a esse ministério enquanto integrante do Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social (art. 14, da Lei 11.124/05).

Entre os objetivos da instituição, destaca-se a formulação de políticas habitacionais e de regularização fundiária com vistas ao atendimento da demanda de mais de sete milhões de moradias em todo o território nacional, segundo Crivella.

"Ressalte-se ainda, que o déficit, apurado pelo IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística] não inclui os domicílios em favelas ou outras situações de irregularidades, mas tão-somente aqueles necessários para abrigar famílias sem-teto, oneradas por aluguéis excessivos em relação à renda, em situações de co-habitação, ou ainda que ocupem moradias em ruínas", explica o senador pelo Rio de Janeiro.

Ao justificar a necessidade do projeto, Crivella ainda afirma que desde a extinção do Banco Nacional de Habitação (BNH), em 1986, a área da habitação passou por um longo período de desarticulação e desestruturação, embora as suas funções tenham sido repartidas entre o Banco Central e a Caixa Econômica Federal.

"Na prática, os programas habitacionais de iniciativa pública passaram à responsabilidade dos estados e, principalmente, dos municípios, quase sempre despreparados para o enfrentamento dos processos de regularização fundiária e de atendimento da demanda social por moradias", lembra o autor do projeto.

Pela proposta, que tem como relator, na CAS, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), a ANH também terá a função de propor ao Banco Central o estabelecimento de normas e a adoção de critérios com vistas à operacionalização de contratos de crédito imobiliário destinados à habitação, bem como submeter à adoção de limites e regras para a aplicação de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Recursos

De acordo com o projeto, a agência receberá recursos do Orçamento da União e de doações, auxílios e subvenções, oriundos de pessoas físicas e jurídicas de direito público ou privado, nacionais e internacionais. Também poderá receber aporte de convênios, contratos, acordos e outros ajustes; da remuneração dos serviços que prestar e das operações financeiras que realizar, bem como da alienação e utilização de seu patrimônio.

Fonte: Valéria Castanho / Agência Senado

Leia Mais ►

Carnaval baiano já tem sua Deusa do Ébano

A nova Deusa do Ébano, Edilene Alves dos Santos, 18 anos, foi escolhida em concorrida festa na Senzala do Barro Preto, Curuzu, sede do bloco Ilê Aiyê, na madrugada deste domingo (8), na 30ª edição da Noite da Beleza Negra. A beldade, que mora no bairro da Federação, vai reinar nos desfiles do tradicional bloco afro do bairro da Liberdade no Carnaval 2009.



Edilene se disse muito emocionada com a escolha do seu nome, lembrando que está realizando “um antigo sonho de criança”. Contou ainda que “desde pequena ficava admirada com a beleza das dançarinas do Ilê”. E completou: “sempre quis ser uma delas também. Esperei, então, completar 18 anos para poder participar do concurso".



Além do troféu Beleza Negra, a nova Deusa do Ébano ganhou prêmio de R$2 mil e vai reinar durante um ano à frente do bloco afro mais tradicional e conhecido do Brasil. Edilene desfilará como destaque no Carnaval 2009 e acompanhará o grupo em todas as suas apresentações, dentro e fora do país. Para vencer, a beldade derrotou, numa primeira etapa, mais de 50 candidatas e 15 finalistas na segunda etapa do concurso.



De Oxumaré



Edilene é dançarina profissional e integra o elenco do internacional Balé Folclórico da Bahia. A nova Deusa do Ébano diz que sempre gostou muito de dançar, revelando ainda ser é adepta do candomblé. "Meu santo, Oxumaré, é aquele que traz a energia das cores, da luz do sol após as chuvas, o arco-íris". Para Edilene acredita que “além de ter graça na dança e consciência de sua negritude, a Deusa do Ébano deve saber, também, o momento de fazer aquilo que seu coração manda".



Os júri que consagrou Edilene como rainha do Ilê Aiyê foi integrado pela atriz Zezé Mota; o ator e diretor Wilson Macalé; a dançarina Elizângela da Hora; o comandante da Polícia Militar do Estado da Bahia, Nilton Regis Mascarenhas; o professor de dança Gilmar Sampaio; o vereador Moisés Rocha; e a jornalista Cleidiana Ramos. Foram analisados, além da beleza, também a expressão corporal das candidatas, a empatia com o público, as coreografias e o engajamento social. Edilene levou a melhor.


Fonte: Ascom/Saltur

Leia Mais ►

9 de fevereiro de 2009

Este prefeito fugiu do hospício ?

Pereira Passos, filho de um cafeicultor fluminense e engenheiro formado pela Escola Militar, assumiu a prefeitura do Rio de Janeiro, então capital federal, em 1903. Com plenos poderes para executar seus planos de remodelar o porto, alargar as ruas mais movimentadas, derrubar os pardieiros e desafogar o centro. O Prefeito cercou-se de dois assessores, os engenheiros Francisco Bicalho e Paulo de Frontin.

A tarefa de Bicalho levantaria menos a opinião pública. Ele ficou encarregado de reconstruir o cais do porto, desde a praça Mauá até o canal do Mangue, algo em torno de 3.500 metros, corrigindo o traçado litorâneo e ganhando ao mar 175.000 m2 de aterro. Alem disso deveria reequipar o porto com 52 novos armazéns e guindastes elétricos, e para facilitar o acesso, ampliar a linhas das estradas de ferro Leopoldina e Central. Também foi aberta a nova Avenida Rodrigues Alves.

Já Paulo de Frontin atacava o Centro planejando o traçado da nova Avenida Central cuja pedra fundamental foi lançada em fevereiro de 1904. Mas para construir avenidas com esta, era preciso desobstruir o centro, derrubar todas as casas e cortiços do caminho. Começava o "bota-abaixo", com exércitos de demolidores explodindo habitações e removendo entulho.

O povo estava descontente. Muitos cortiços foram destruidos e seus habitantes tiveram de mudar-se para regiões muito mais distantes de seus locais de trabalho. Em nove meses foram demolidos nada menos que 614 prédios. Em outubro de 1904, a população carioca estava aturdida. Toneladas de pedras amontoavam-se no porto, e Oswaldo Cruz vacinava todo mundo. Os jornais da época diziam: " O próximo governo devemos ir procurá-lo num hospício".

Fonte de pesquisa: Nosso Século, Abril Cultural, 1980.

Leia Mais ►

Mulheres são as maiores vítimas

As mulheres são as maiores vítimas das dores nas costas. Essa constatação é aferida periodicamente pelas pesquisas sobre qualidade de vida e confirmada diariamente nos consultórios médicos. De acordo com o ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann, a dupla jornada de trabalho e a falta de exercícios físicos regulares estão na base desse mal.

A incidência de dor lombar nas mulheres, a medida que o tempo passa, é de três a quatro vezes maior que o homem. O sinal de alerta é a dor contínua, causada também quando há excesso de peso. Cerca de 80% do peso do corpo reverte em pressão localizada sobre as vértebras da coluna, que aumenta em até 400% no momento que as costas estão curvadas. Esta pressão estoura sobre as vértebras e é uma das causas de dor, mas não é única.

A dor é multifatorial e outros fatores concorrem para seu surgimento, como a questão genética, o aparecimento de hérnia de disco e a desidratação ocorrida no núcleo dos discos entre as vértebras. Reichmann diz que as estatísticas são implacáveis “80% da população terá em algum momento da vida a temível dor nas costas” ressalta.

O homem, por outro lado, sofre menos com as dores nas costas porque tem a musculatura lombar mais forte, o que protege mais as vértebras e os discos intervertebrais. Assim, a musculatura funciona como um amortecedor externo e a descarga do peso e dos traumas ocorre, primeiramente, na musculatura e, somente após, nos discos e vértebras.

Para as mulheres prevenirem ou amenizarem os males, o médico indica exercícios de alongamento, reeducação postural, perda de peso e até a redução cirúrgica das mamas. A dor freqüente justifica uma consulta ao ortopedista também pelas crianças.

“A mulher paga caro pela dupla jornada de trabalho de mãe e de profissional que executa diariamente”, observa. Joaquim Reichmann recomenda exercícios de fortalecimento e alongamento da musculatura lombar e, também, correção postural.

Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Internet : Navegar com segurança é preciso!

As atividades do Dia Mundial da Internet Segura no Brasil, no próximo dia 10 de fevereiro, começarão às 10h, com a oficina “Navegar (com segurança) é preciso! A educação para o uso ético das novas tecnologias”, promovida pelo Grupo de Combate a Crimes Cibernéticos do Ministério Público Federal em São Paulo, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo.

Procuradores da República integrantes do grupo e o diretor de Prevenção e Atendimento da ONG SaferNet Brasil, Rodrigo Nejm, ministrarão a oficina destinada aos professores coordenadores de oficina pedagógica de tecnologia, universitários que estagiam nas Diretorias de Ensino no programa Acessa Escola e supervisores de ensino da rede estadual de educação de São Paulo.

Professores da rede privada também podem participar. Há 50 vagas para essa finalidade. As inscrições podem ser feitas diretamente com o Núcleo de Eventos do MPF em São Paulo, pelo telefone 11-3269-5069, ou pelo e-mail nucleodeeventos@prsp.mpf.gov.br .

O objetivo da oficina é apresentar aos educadores as principais situações de risco vividas por jovens e crianças no uso de tecnologias da informação e estimular o desenvolvimento de abordagens multidisciplinares sobre o tema nas escolas.

A oficina terá duas horas de duração e será realizada no auditório da Secretaria de Educação do Estado (Largo do Arouche, 302 – 16º andar – Centro – São Paulo – SP). O evento será transmitido em teleconferência para toda a rede estadual de educação e também na Internet, por meio do portal IPTV Cultura (http://www.iptvcultura.com.br).

A SaferNet Brasil e o MPF em São Paulo foram convidados pela Comissão Européia para promover o Dia Mundial da Internet Segura no País, em reconhecimento aos avanços alcançados no combate à cibercriminalidade.

O site brasileiro da campanha Safer Internet Day 2009 (www.saferinternetday.org.br) já está no ar e tem como proposta mobilizar os brasileiros para o próximo dia 10 de fevereiro. A idéia surgiu em 2003, na Europa, por iniciativa da Comissão Européia, a partir da rede InSafe, e tem como principal objetivo conscientizar os internautas para o uso seguro e responsável da rede. No ano passado, 56 países participaram da mobilização. Este ano a expectativa é contar com 65.

Fonte: Assessoria de Comunicação da SaferNet Brasil

Leia Mais ►

8 de fevereiro de 2009

Campanha Blogs pela Vida

Por favor, não desista no meio do caminho, é muito importante que leia este texto até o fim.

NOTA: É muito comum haver campanhas entre blogs, com objetivo de linkar e ser linkado, mas este não é o principal objetivo desta campanha, e sim salvar vidas.

Regras e Motivos:

1º Linkar os sites que trazem as informações capazes de salvar vidas.*

2º Mesmo que você não apóie e/ou não participe deste tipo de coisa (campanhas entre blogs), por favor, considere postar esta campanha em seu blog eliminando os links (menos os links da 1º regra).

3º Se por acaso, alguém achar que é oportunismo de minha parte, com relação a esta campanha, não tem problema, tire meu link, mas poste-a assim mesmo.

4º Basta copiar e colar este conteúdo (texto) em seu blog e convidar seus amigos blogueiros a participar também, caso queira repassar os links apenas inclua o seu link no final da lista.

Segue a “história”, que motivou esta campanha:

Em Novembro de 2007, minha esposa (Mirian Antunes), foi internada com sérios problemas de saúde, começou com sintomas como os da dengue, na época estávamos vivendo a maior epidemia de dengue na história do Rio de Janeiro, isto viria a ser um fator negativo, pois ao confundir-se com a dengue o verdadeiro diagnostico ficaria mas distante.

A doença progrediu com diversos outros sintomas, chamando a atenção dos médicos para diversas outras doenças, mas a Mirian continuava piorando cada vez mais, o os médicos ficavam cada vez, mas “encabulados”, pois não se conseguia chegar ao diagnóstico correto e sem diagnostico correto sem tratamento correto.

Isto me levou a recorrer a internet, na esperança de encontrar baseado nos sintomas, uma luz para que pudéssemos descobrir o que estava acontecendo com minha “My”. Mas o que eu poderia descobrir, na internet, que a experiência de um médico não pudesse resolver? E no fim de dezembro de 2007, a Mirian, que era perfeitamente normal, foi para casa tetraplégica, com um quadro clínico muito confuso, e um diagnóstico equivocado, e isto quase causou seu óbito em casa.

No dia 4 de Janeiro de 2008, ficamos 4 horas na porta do hospital Universitário da Ilha do Fundão, tentando um atendimento na emergência, enquanto ela desfalecia no carro, no estado que estava ela poderia partir a qualquer momento, mas graças a Deus, após entrarmos com ela no Hospital, Deus enviou um ‘anjo’, Dr Flávio residente da neurologia, que conduziu a equipe ao verdadeiro diagnóstico, Porfiria Aguda Intermitente (PAI).

Hoje após um longo tempo no CTI, muito tratamento a Mirian está quase 100% recuperada, e assim como eu dedica parte de seu tempo a seu Blog “Criando Arte”, veja seu depoimento!

Conclusão:

*A ideia desta campanha é tornar esta, outras doenças muito raras e seus sintomas o mais conhecidas possíveis, além linkar conteúdos sobre as tais, pois no momento em que procurei por informações na internet, não cheguei as que eu precisava, isto poderia ter feito toda diferença, pois o diagnostico e tratamento precoce pode inibir o avanço da doença evitar maiores sequelas, e até mesmo a morte.

Abaixo deixarei algumas informações sobre a Porfiria, caso você conheça outras doenças raras e de difícil diagnóstico, inclua informações sobre esta e dê continuidade a campanha.

As Porfirias: Constituem um grupo de pelo menos oito doenças genéticas distintas, além de formas adquiridas, decorrentes de deficiências enzimáticas específicas na via de biossíntese do heme, que levam a superprodução e acumulação de precursores metabólicos, para cada qual correspondendo um tipo particular de porfiria.

Sintomas da (PAI): O portador da Porfiria Aguda Intermitente geralmente começa apresentando um avermelhamento da urina, que muitas vezes é confundido com infecção urinaria, este avermelhamento pode se arrastar por meses e até anos, depressão, dor de cabeça, acredita-se também ser comum entre os portadores de PAI, em fase aguda o portador apresenta dores abdominais que os exames geralmente realizados não conseguem diagnosticar, seguindo estranhos transtornos e mentais, dores e perca de movimentos do corpo, alucinações, podem haver outros sintomas causando muita confusão aos médicos, mas esses são mais comuns.

Cuidados: a Porfiria restringe o paciente um considerável número de medicamentos, isto quer dizer que enquanto esta não for diagnosticada, com certeza o paciente tomará muitos remédios que só causará o agravamento e muitas vezes a morte, muitas pessoas morrem sem que a doença seja diagnosticada, causando um dificuldade enorme em gerar estatísticas que possam ajudar aos pacientes a conseguirem junto ao governo uma atenção com relação a doença.

Tratamento: Um tratamento alternativo para a porfiria, uma vez diagnosticada, e que não é tão difícil, consiste basicamente em controlar uma dieta um pouco diferenciada, além de infusão de glicose, sódio, e outras substâncias de fácil acesso, mais a única medicação específica existente para tratar os casos agudos só pode ser encontrado nos EUA e Europa, custa U$3800,00 cada ampola, não é registrada na ANVISA, e quem não tem condições de adquiri-la deve recorrer a justiça, isto pode causar o óbito, pois na fase aguda o medicamento deve ser administrado com urgência.

Abaixo devem ser colocados os blogs participantes:

Fala Sério Brasil, Pregador da Net, Recanto do Saber, Curiosando,Criando Arte, Cantinho com Deus, La Máfia, Blog do Seu Luiz

Leia Mais ►

Mamãe, Jesus era um coelho?

Recebi por email esta história muito engraçada. Sua autoria é atribuida a Luis Fernando Veríssimo.

- Papai, o que é Páscoa?
- Ora, Páscoa é... bem... é uma festa religiosa!
- Igual ao Natal?
- É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição.
- Ressurreição?
- É, ressurreição. Marta, vem cá!
- Sim?
- Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu jornal.
- Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu?
- Mais ou menos... Mamãe, Jesus era um coelho?
- Que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge, esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Ate parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo!
- Mamãe, mas o Papai do Céu não é Deus?
- É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Você vai estudar isso no catecismo. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.
- O Espírito Santo também é Deus?
- É sim.
- E Minas Gerais?
- Sacrilégio!!!
- Por isso que a Ilha da Trindade fica perto do Espírito Santo?
- Não é o Estado do Espírito Santo que compõe a Trindade, meu filho é o Espírito Santo de Deus. É um negócio meio complicado, nem a mamãe entende direito. Mas se você perguntar no catecismo a professora explica tudinho!
- Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?
- Eu sei lá! É uma tradição. É igual a Papai Noel, só que ao invés de presente ele traz ovinhos.
- Coelho bota ovo?
- Chega! Deixa eu ir fazer o almoço que eu ganho mais!
- Papai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?
- Era.. era melhor, sim... ou então urubu.
- Papai, Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, né?
- Que dia que ele morreu?
- Isso eu sei.. na Sexta-feira Santa.
- Que dia e que mês?
- (???) Sabe que eu nunca pensei nisso? E só aprendi que ele morreu na Sexta-feira Santa e ressuscitou três dias depois, no Sábado de Aleluia.
- Um dia depois!
- Não, três dias depois.
- Então morreu na quarta-feira.
- Não, morreu na Sexta-feira=Santa... ou terá sido na Quarta-feira de Cinzas?
Ah, garoto, vê se não me confunde! Morreu na sexta mesmo e ressuscitou no sábado, três dias depois! Como? Pergunte à sua professora de catecismo!
- Papai, por que amarraram um monte de bonecos de pano lá na rua?
- É que hoje é Sábado de Aleluia, e o pessoal vai fazer a malhação do Judas.
Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.
- O Judas traiu Jesus no sábado?
- Claro que não! Se Jesus morreu na sexta!!!
- Então por que eles não malham o Judas no dia certo?
- Ui...
- Papai, qual era o sobrenome de Jesus?
- Cristo. Jesus Cristo. Jesus Cristo Salvador
- Só?
- Que eu saiba sim, por quê?
- Não sei não, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo Coelho. Só assim esse negócio de coelho da Páscoa faz sentido, não acha?
- Ai Coitada!
- Coitada de quem?
- Da sua professora de catecismo!

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há uma semana
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog