10 de janeiro de 2009

Consultoria gratuita do Sebrae para atingidos pelas enchentes

Depois do mutirão realizado no mês de dezembro, nos municípios de Itajaí, Tijucas e Blumenau, as atividades do Programa Recuperação Empreendedora continuam sendo feitas nas agências do Sebrae. Os micro e pequenos empresários das regiões atingidas pelas enchentes e deslizamentos no Vale do Itajaí podem receber consultoria gerencial e técnica gratuitas. O Sebrae está disponibilizando 60 técnicos e consultores credenciados para assessorar os empresários no levantamento das perdas e na elaboração do plano de recuperação do empreendimento. Para custear essas ações, o Sebrae disponibilizou 4,5 milhões de reais.

O objetivo do programa é a viabilização econômica, social e ambiental, o retorno da geração de renda e a retomada e garantia das oportunidades de trabalho. Na primeira etapa do Programa foram cadastrados 1345 micro e pequenos empresários, nos três mutirões realizados. As instituições financeiras, parceiras do programa, também participaram do mutirão apresentando as linhas de créditos disponíveis para financiamento. “O mutirão teve o objetivo de atender de forma ágil e concentrada as pequenas empresas que sofreram graves prejuízos materiais e financeiros com a enchente e que estavam ameaçadas de fechamento. A partir de agora o atendimento continua nas agências do Sebrae”, explica o superintendente do Sebrae/SC, Carlos Guilherme Zigelli.

De acordo com o assessor de Projetos Especiais do Sebrae/SC, Mario Gesser, o atendimento é gratuito e especializado e está disponível também àqueles que não conseguiram fazer o cadastro nos mutirões. “Muitos empresários tem procurado as agências do Sebrae para solicitar consultoria e o trabalho de acompanhamento deverá se estender até o mês de junho, quando acreditamos que as empresas já estarão restabelecidas”, comenta.

Na região mais duramente castigada – formada por 45 municípios do litoral, Vale do Itajaí, Vale do Tijucas e norte do Estado – existem 80.000 micro e pequenos empresários direta ou indiretamente afetados pelas enchentes que assolaram Santa Catarina. A água das chuvas e lama dos deslizamentos de encostas invadiram milhares de pequenos estabelecimentos, danificando ou destruindo instalações, máquinas e equipamentos.

O diretor técnico do Sebrae/Sc, Anacleto Ortigara, destaca a importância da micro e pequena empresa para o Estado catarinense. São 133.734 empresas que feram 1.333.292 empregos formais. As microempresas correspondem a 86% (115.162 estabelecimentos) e as pequenas empresas correspondem a 12% (16.138). Juntas, as micro e pequenas empresas respondem por 57,5% dos empregos formais de SC, por grande parte da economia catarinense, pela promoção social e pela geração de renda, além de ser agente de redução da desigualdade social. “Com este quadro atual de dificuldades, o pequeno empresário necessita de projetos e programas de recuperação, para readquirir o que perdeu e refazer seu negócio”, salienta Ortigara.

Marcos A. Bedin
Registro jornalista profissional MTb SC-00085-JP
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br
Av. Getúlio Vargas, 870-N, sala
89801-901 Chapecó (SC)
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 5 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog