8 de junho de 2011

Você conhece a manipueira?

É um líquido precioso e venenoso. Esse líquido contém ácido cianídrico, venenoso e nocivo à alimentação humana e animal. Devido a isso, muitos produtores despejam a manipueira de forma concentrada e em grande quantidade em céu aberto ou cursos d´água, agredindo o meio ambiente com elevada carga de matérias orgânicas e ácido cianídrico. O produtor agindo assim está poluindo e também desperdiçando um líquido precioso.

A manipueira é o liquido extraído da mandioca quando ela é prensada no processo de fabricação da farinha. Para que a manipueira deixe de ser um veneno e se transforme em um complemento alimentar seguro, basta submetê-la à fermentação anaeróbica, ou seja, deixar o líquido repousar durante 15 dias emanipueiram um tanque cercado. O ácido cianídrico, considerado venenoso, evapora e resta a manipueira pronta para servir de complemento alimentar para o gado. O produtor deve ter o cuidado de proteger o tanque, pois caso um animal venha beber o liquido durante a fermentação, pode ser fatal.

A manipueira não é só um ótimo complemento alimentar para o gado. Ela serve também para combater pragas e doenças, controlar formigas e insetos e até fabricar vinagre e sabão. Misturada com óleo de mamona, ela pode ser usada também no controle de carrapatos. Dela também se faz o conhecido tucupi, presente no tacacá e no pato ao tucupi, muito apreciados no norte do país.

Fonte: Embrapa

Leia Mais ►

7 de junho de 2011

Implantes dentários no mesmo dia. Isso é possível?

Muitos comerciais anunciam implantes com carga imediata, próteses no mesmo dia, enfim, uma variedade de atrativos com o intuito de angariar pacientes. Isso é possível? De acordo com a especialista em implantes e próteses dentárias, Iara Giovana Gallon, da Clínica Arte & Face de Chapecó, é sim. No entanto, critérios rígidos devem ser observados para reduzir a taxa de insucesso e melhorar a qualidade do trabalho executado.

    Essa decisão não é do dentista ou algo que ele possa oferecer ao paciente. As condições do caso é que determinam a possibilidade do processo. Os implantes são cilindros metálicos que se prendem ao osso, inicialmente de uma forma mecânica como um parafuso. “Mais tarde, há o aumento da intimidade do osso com o cilindro, como que apertando-o microscopicamente de forma que seja muito difícil removê-lo, isso considerando um implante saudável”, explica a especialista.Protese1

    Para que seja possível instalar um implante e imediatamente colocar a prótese, esse cilindro tem que ficar resistente a 45N de força para aparafusá-lo. Portanto, é necessário que o osso tenha quantidade e qualidade suficientes para receber o cilindro. O implante tem que ser criteriosamente selecionado e, na maioria das vezes, é necessário uma prótese provisória, que será trocada de quatro a seis meses mais tarde. “Esse teste de força é feito no momento da instalação do implante, após o seu posicionamento correto. O motor de instalação, se equipado com um torquimetro, pode fazer a medida, ou até mesmo podem ser usadas chaves manuais calibradas”, esclarece Iara. Quando um implante não atinge os 45N de torque, é preciso aguardar por no mínimo três e no máximo seis meses, dependendo da região, para que sua estabilidade se complete.

protese2

    Outros critérios como idade do paciente, região onde será instalado o implante, fase em que se encontra o tratamento e critérios estéticos podem indicar ou contra-indicar a instalação de carga imediata. Essa decisão tem que ser tomada com muita responsabilidade, pesando os ganhos e os riscos. “Uma precipitação pode custar caro, perdendo-se até mesmo parte da qualidade”, avalia a especialista.

    Para que a prótese sobre os implantes seja considerada tecnicamente imediata, ela deverá ser instalada até 48 horas após a cirurgia de colocação dos implantes. Isso só é possível com preparo prévio do caso, ensaios e seleção antecipada de componentes e materiais, além de um acordo com o laboratório que confeccionará parte do processo.

    “O resultado normalmente é estável, os índices de problemas são pequenos e a satisfação do paciente é alta, por conta da rapidez e funcionalidade do tratamento”, observa.

    Quando uma prótese imediata não pode ser instalada, poderão ser providenciados outros dispositivos estéticos, dando segurança ao paciente nessa fase de cicatrização.

    Em áreas onde o osso é pobre em qualidade ou quantidade, o tempo do tratamento aumenta e muitas vezes são necessárias mais de uma intervenção, desde enxertos ósseos até manobras gengivais, visando a correta reabilitação com implantes, devolvendo o sorriso ao paciente.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Leia Mais ►

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 3 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog