14 de dezembro de 2008

O Direito de Nascer

A trama nasceu em 1946, inspirado no texto do cubano Félix Caignet, onde no Brasil, através da PRG-2 Rádio Tupi de São Paulo e da PRE-8 Rádio Nacional do Rio de Janeiro, mantiveram grande número de famílias ao lado do rádio no início da década de 40 e 50. O personagem do médico Albertinho Limonta na Rádio Tupi foi interpretado por Walter Foster, enquanto na Rádio Nacional Paulo Gracindo fazia a voz. (à direita, cabeçalho da página inicial do resumo dos capítulo da Rádio Nacional, publicado pela Revista Rádio-Teatro (1946).

Em 1964 recebeu nova versão, em video-tape já, na TV Tupi de São Paulo. Foi o primeiro grande passo da Tupi para brigar com a teledramaturgia de uma Excelsior em ascensão. A novela foi oferecida à TV Tupi carioca, que a dispensou - deixa aproveitada pela TV Rio que também atingiu sucesso com a trama.

O último capítulo mereceu uma festa no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, e no dia seguinte, num Maracanãzinho lotado de gente, com direito a gritinhos, choro e emoção de fanzocas ardentes diante dos artistas Amílton Fernandes (Albertinho), Isaura Brum (Mamãe Dolores), Nathália Timberg (Maria Helena, a mãe verdadeira) bem como o restante do elenco.

A novela conta a história de Maria Helena , uma mãe solteira na sociedade moralista de Cuba (nas cidades de Havana e Santiago) do início do século XX. A família de Alfredo Martins, seu amante, é rival de sua família. A gravidez surge depois de muitos encontros escondidos. Alfredo tenta o aborto, mas Maria Helena não aceita. Assim, o filho do casal, que cresce na barriga de Maria Helena, é ameaçado pelo seu pai tirano, Dom Rafael Zomora de Juncal , que não aceitava a idéia de um neto bastardo. A negra Dolores, a empregada da família Juncal, foge levando a criança. Enquanto Maria Helena entra para um convento, Mamãe Dolores, em outra cidade, cria e educa Albertinho Limonta, que se forma em medicina e se apaixona pela prima Isabel Cristina.

A segunda versão televisiva também atingiu grande sucesso. Feita também pela Rede Tupi, em 1978 (quando a emissora já estava em decadência). Tendo Eva Wilma (que era considerada na época a "grande estrela da casa") como Maria Helena, Carlos Augusto Strazzer como Albertinho Limonta e Beth Goulart com Isabel Cristina.

A terceira, foi gravada em 1997 e apresentada em 2001 pelo SBT, com Guilhermina Guinle e Jorge Pontual como protagonistas.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há um dia
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog