11 de janeiro de 2009

Alagoas reduz burocracia para regularização de empresas

Para a maioria dos empresários brasileiros, legalizar o negócio é uma verdadeira “via crucis”. São tantos documentos, taxas, obrigações e uma rede burocrática que acabam por desestimular o crescimento e o desenvolvimento do País. Segundo dados do Banco Mundial, o tempo médio para se abrir uma empresa no Brasil é de 152 dias. Mas para os empreendedores alagoanos que desejam abrir e legalizar suas empresas a realidade é bem diferente.

Inaugurada em 2001, a Central de Atendimento Empresarial Fácil Maceió é referência internacional em agilidade na abertura e legalização de empresas. Em apenas três dias, o empresário tem sua empresa legalizada. “Há empresas que conseguem ser abertas em até 24 horas”, afirma a gerente da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae, Maria Izabel Vasconcelos.

Os bons resultados do Fácil Maceió motivaram a implantação, em agosto de 2007, do Fácil Arapiraca, que atende aos empresários e empreendedores de 20 municípios do agreste e sertão, incluindo Arapiraca. Nessa região, no último mês de novembro, o prazo caiu de 7 para 3 dias, atingindo a média da capital. “Com mais agilidade e menos burocracia, as pequenas empresas conseguem ampliar suas condições de sobrevivência”, afirma a diretora técnica do Sebrae, Renata Fonseca.

O Fácil Arapiraca tem como principal objetivo a racionalização e simplificação dos processos de abertura de empresa, através da parceria de órgãos reunidos e integrados em um único ambiente. A Central Fácil é resultado de uma parceria entre o Governo de Alagoas, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Receita Federal do Brasil, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Alagoas (Sebrae/AL), Conselho Regional de Contabilidade (CRC), Junta Comercial, Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas, Corpo de Bombeiros, Secretarias de Finanças, Vigilância Sanitária e de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente de Arapiraca, Prefeitura de Arapiraca e outros 19 municípios do agreste.

Agência Sebrae de Notícias
Blog Widget by LinkWithin

3 comentários:

  1. Um belo exemplo que deviria ser seguido pelos demais estados. Hoje na maioria dos estados o trabalhador abre um negócio informal devido a grande dificuldade para regularizar. A Fenacon luta pela adoção de um cadastro único para as empresas, afim de reduzir tanta burocracia.

    ResponderExcluir
  2. eu tenho certeza que nada vai mudar. nao existe interesse em reduzir a burocracia...eles vem tentando e alardeando pais afora mas na hora H a via-crucis vem em dobro.

    ResponderExcluir
  3. É necessário modernizar os serviços. Aqui em Portugal temos o denominado "Simplex" como um conjunto de medidas que têm como objectivo eliminar toda essa burocracia.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog