12 de setembro de 2009

Jogos de Cartas: Mate

O Mate é um dos poucos jogos de cartas que depende única e exclusivamente do raciocínio dos jogadores.

Em 1915, G. Capellen publicou em Hanover, na Alemanha, um pequeno livro intitulado Dois Novos Wargames. Um desses jogos era uma variante do Xadrez, e o outro o Mate. Mas, como na época a Europa e o mundo estavam mergulhados na Primeira Guerra Mundial, não havia muito interesse pelos jogos, e o livro não fez sucesso. Quando a guerra acabou, as livrarias desfizeram-se dos exemplares que tinham em estoque, e apenas um livreiro alemão, por insistência de sua mulher, conservou um volume.

Um dia, apareceu na livraria um homem que já há muito se dedicava à pesquisa de jogos, principalmente aqueles que durante algum tempo tinham estado em moda e haviam sido esquecidos. Esse arqueólogo dos jogos era Sid Sackson, que se tornou amigo do livreiro e de sua esposa, a qual lhe mostrou a obra de Capellen, insistindo para que a comprasse. Como o livro era escrito em alemão, Sackson não ficou muito animado, mas acabou comprando o livro.

Mais tarde, Sackson conseguiu traduzi-lo para o inglês e encantou-se com a engenhosidade do Mate, descobrindo que o único volume conhecido desta obra, além do seu, encontrava-se na Biblioteca Real de Haia, na Holanda. Sackson publicou o Mate em seu famoso livro A Gamut of Games, e foi assim que este brilhante jogo de cartas chegou até nós.

Do Mate participam 2 pessoas e usam-se apenas 20 cartas, que são as seguintes: Ases, Reis, Damas, 10 e 7 dos quatro naipes. Nesse grupo de cartas que é conhecido como Baralho Simples de Mate os Ases são as cartas de maior valor, seguidas dos 10, Reis, Damas e 7. Os naipes também tem valores, na seguinte ordem: Paus, Espadas, Copas e Ouros.

Escolhido o carteador, este embaralha as cartas e inicia sua distribuição começando pelo adversário e dando 10 cartas para cada um, 5 de cada vez e todas fechadas. O próprio carteador é quem inicia o jogo colocando na mesa uma carta qualquer. Em seguida seu adversário joga uma carta que deve ser do mesmo naipe ou do mesmo valor da carta inicial. A isso chama-se movimento. O vencedor de cada movimento será o jogador que descartar a carta de maior valor, considerando-se tanto a ordem de valor das cartas como dos naipes. Os jogadores são obrigados a seguir o naipe, só podendo jogar uma carta do mesmo valor se não tiverem cartas do mesmo naipe. É sempre o vencedor de um movimento que inicia o movimento seguinte com a carta que quiser.

O jogo continua dessa forma até que um dos jogadores inicie um movimento  com uma carta que seu adversário não tenha condições de seguir, nem em naipe nem em valor. Nesse caso, quem jogou a carta, deu um Mate em seu adversário, terminando a primeira mão. Caso sejam jogadas todas as cartas sem que seja dado o Mate a mão termina empatada.

Para a segunda mão os jogadores trocam suas cartas entre si. Ou seja, as cartas com que um jogador jogou a primeira mão passam para seu adversário, e vice-versa. Elimina-se assim qualquer vantagem ou desvantagem eventual na distribuição das cartas. O jogador perdedor da primeira mão é quem inicia a segunda mão descatando a carta que quiser. No caso de empate na primeira mão, a segunda será iniciada pelo jogador que não iniciou a primeira.

Pontuação

Quando ocorre o Mate os pontos são contados da seguinte forma: o valor da carta que deu o Mate é multiplicado pelo número do movimento em que o Mate foi dado. Para fins de contagem de pontos, é o seguinte o valor das cartas: Ás= 11 pontos; 10= 10 pontos; Rei= 4 pontos; Damas= 3 pontos e o 7= 7 pontos. Portanto se um jogador der o Mate com um Ás no quinto movimento, ele conta 11 X 5 = 55 pontos. Quando correr um empate na mão ninguém marca pontos. Os jogadores devem combinar antes do início da partida até quanto pontos vão jogar.

Agora que você já sabe como jogar o Mate, boas jogadas!

Fonte de pesquisa: Todos os Jogos, Editora Abril, 1978.

Leia também:

Jogos de Cartas: Gin Rummy

Jogos de Cartas: Go bum é um jogo fácil e divertido

Jogos de Cartas: Brisca

Jogos de Cartas: A Sueca

Jogos de Cartas: Conheça o Whist

Jogos de Cartas: Cálculo - Conheça as regras da mais difícil das paciências

Jogos de Cartas: Conheça o Tute

Jogos de Cartas: O baralho espanhol

Jogos de Cartas: Saiba como nasceu a paciência

Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

  1. Luiz,
    Não sou hábil jogador em qualquer tipo de jogo. Já joguei três tipos de jogo de cartas: sueca, buraco e burro. Dos jogos que joguei poucas vezes e apreciei foi o gamão. Já joguei muito o jogo de damas e dominó. Esse Mate pareceu-em interessante.
    Belo post!

    Abraço do amigo,

    Antonio

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 4 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog