6 de julho de 2009

Jogos de Cartas: Brisca

Tradicionalmente, a Brisca é jogada com um baralho espanhol, do qual se retiram os 8 e os 9, restando apenas 40 cartas, mas com sua difusão pelo mundo foi adaptado e hoje também é jogado com os baralhos comuns.

Da Brisca podem participar de 2 a 4 jogadores, sendo nesse último caso geralmente disputado por duplas que devem sentar-se alternadamente.

Como o objetivo do jogo é conquistar o maior número de pontos possível, os jogadores procuram ganhar, durante o seu desenrolar, certas cartas que valem pontos. Essas cartas especiais, com seus respectivos valores, são as seguintes:

Ás = 11 pontosbrisca140

Três = 10 pontos

Rei = 4 pontos

Cavaleiro = 3 pontos

Valete = 2 pontos

As demais cartas não contam pontos, mas têm um valor relativo durante o jogo, com as de maior valor ganhando das de menor valor e são as seguintes em ordem decrescente de valor: 7, 6, 5, 4 e 2. Tanto a distribuição das cartas como o desenvolvimento do jogo seguem o sentido anti-horário, isto é, do carteador para os jogadores à sua direita.

O carteador distribui três cartas para cada jogador, uma de cada vez. A carta imediatamente seguinte às que foram distribuídas deve ser colocada aberta na mesa e seu naipe é o trunfo. As cartas não distribuídas formam um monte, que é colocado em cima da carta de trunfo, deixando metade dela visível.

O jogo é iniciado pelo primeiro jogador à direita do carteador que descarta uma carta aberta qualquer. O jogador seguinte descarta, também, uma carta qualquer, não sendo obrigatório que seja do mesmo naipe. Depois que todos os jogadores descartaram uma carta, elas formam uma vaza. Se nenhum jogador descartar uma carta do mesmo naipe que seja maior do que a carta do mão ou nenhuma carta de trunfo, a vaza é ganha pelo mão. Caso contrário a vaza será ganha pelo jogador que descartar a maior carta do mesmo naipe da do mão ou a maior carta de trunfo. Quando a carta jogada não for do naipe da carta do mão e nem for uma carta de trunfo, ela não terá nenhum valor.

O ganhador da vaza deve recolher as cartas da vaza e guardá-las, fechadas, junto a si. Ao final do jogo ele contará a seu favor, ou da sua dupla, os pontos dessas cartas. É sempre o vencedor de uma vaza que inicia a vaza seguinte. A partir da segunda vaza o mão e os demais jogadores, devem comprar uma carta do monte, antes de fazer o descarte. Quando termina o monte, a carta que marca o trunfo ficará com o último jogador a comprar, e a partida termina quando acabam todas as cartas que os jogadores têm em suas mãos.

Após ganhar uma vaza, é permitido ao jogador trocar a carta que marca o trunfo por um 7 do mesmo naipe, isto pode ser vantajoso, caso ele tenha o 7 na mão e a carta do trunfo for maior. Posteriormente o 7 de trunfo pode ser trocado por qualquer dos jogadores, ao ganhar uma vaza, e tiver na mão o 2 de trunfo. Quando a carta de trunfo for um 2 ela não poderá ser trocada.

Terminada uma partida, os jogadores contam o total de pontos conseguidos. Esse total de pontos é obtido com as cartas especiais conquistadas, e não pelo número de vazas ganhas. Antes de iniciar o jogo, os participantes podem combinar o número de partidas que jogarão, e estabelecer um valor em pontos para cada uma.

Na Brisca é comum os parceiros combinarem um código de sinais para se comunicarem. Os mais comuns são:

Ás de trunfo: levantar as sombracelhas;

Três de trunfo: piscar um olho;

Rei de trunfo: fazer um bico com os lábios;

Cavaleiro de trunfo: torcer a boca para direita;

Sem trunfo: piscar os dois olhos ao mesmo tempo.

Variantes

Brisca ao contrário

Com as mesmas regras da Brisca normal, só que em vez de ganhar pontos, os jogadores procuram fazer o menor número de pontos possível. Para isso, tentam passar para os adversários todas as cartas especiais.

Brisca às cegas

Os jogadores não podem olhar as cartas recebidas e devem descartar também sem ver a carta antes.

O Alcaide

Jogada exclusivamente por três jogadores. Por meio do sorteio da maior carta é escolhido o Alcaide, jogador que enfrentará a dupla formada pelos outros dois adversários. O jogo segue as mesmas regras da Brisca normal, e o Alcaide vence a partida e conserva seu título, se conseguir fazer em uma partida 31 dos 120 pontos possíveis. Caso não consiga ele perde o título de Alcaide que é sorteado entre os seus dois adversários.

Leia também:

Jogos de Cartas: A Sueca

Jogos de Cartas: Conheça o Whist

Jogos de Cartas: Cálculo - Conheça as regras da mais difícil das paciências

Jogos de Cartas: Conheça o Tute

Jogos de Cartas: O baralho espanhol

Jogos de Cartas: Saiba como nasceu a paciência

Fonte de pesquisa: Todos os Jogos, Editora Abril, 1978.

Blog Widget by LinkWithin

4 comentários:

  1. Mais um jogo amado Luiz que não conhecia, esta sua série esta deixando os apaixonados por cartas cada dia mais entendedores dos mais variados estilos de jogos.
    A paz

    ResponderExcluir
  2. Mais um jogo que certamente aprenderei. Vou guardar o artigo para quando puder praticar. Parabéns, Luiz!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Saudações!
    Que Jogo Excelente!
    LISON.

    ResponderExcluir
  4. Saudações!
    Amigo,
    LUIZ ANDRE
    Excelente Post!
    Confesso que não conhecia o Jogo de Prisca, a descrição é tão perfeita que me senti jogando uma partida.
    Parabéns pelo excelente Post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 5 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog