27 de abril de 2009

Saiba como a música popular brasileira chegou no exterior

No dia 27 de novembro de 1916, Ernesto Santos, o Donga, tomou uma estranha decisão: foi até a Biblioteca Nacional e registrou, sob o número 3.295, sua composição Roceiro. Nascia, assim, de pai conhecido e com registro civil, o primeiro samba, que faria grande sucesso no carnaval de 1917 e ficaria famoso como Pelo Telefone.

A partir dessa época, o samba ainda vacilante de Donga, Sinhô (José Barbosa Filho) e Caninha (José Lins de Morais), por influência de alguns compositores do Estácio, bairro do Rio de Janeiro, como Ismael Silva, Nílton Bastos, Bide, Armando Marçal e Heitor dos Prazeres, vai ganhar um ritmo batucado, que fará dele o gênero mais popular da cidade. Em 1922, Eduardo Souto aparece com a marcha Eu só Quero é Beliscá, e Sinhô lança o samba Sete Coroas, alusão a um malandro do Morro da Favela.

Neste mesmo ano, um grupo de músicos populares, financiado pelo milionário Arnaldo Guinle, viaja ao exterior e se exibe em Paris, no Dancing Schéhérazade. São os  Oito Batutas, que abrem o espetáculo com um maxixe de 8 batutas Pixinguinha,  Nous sommes batutas. Um sucesso. Os brasileiros ficaram seis meses em cartaz e o jornal Correio da Manhã comenta o feito:

Pixinguinha com sua flauta infernal faz o diabo. China abafa com seu violão e a sua bela voz, e Donga abafa no pinho e desperta paixões.

Os Oito Batutas não só serão os primeiros a lançar a música popular brasileira no exterior, como também trarão para o Brasil Le dernier cri da moda musical na Europa: o Fox-trot, o shimmy e o ragtime. Assim influenciados pelo jazz, incluirão saxofones, clarinetas e trompetes no instrumental do grupo e utilizarão arranjos ao estilo das jazz-bands. Voltando ao Brasil, atuarão no Cabaré Assírio, na revista Voilà Paris, da companhia francesa Bataclan.

Veja uma apresentação histórica de  Pelo Telefone.

Fonte: Nosso Século, Abril Cultural, 1981.

Blog Widget by LinkWithin

3 comentários:

  1. Eu sempre adorei esse sambinha "Pelo Telefone", tem uma letra bacana e um ritmo bem gostosinho também. Já conhecia a história do Samba, mas não essa parte dos "Batutas", que levaram nossa música lá pra fora. Muito bacana também esse vídeo original, Luiz. Adorei.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Legal essa história da nossa bela música popular brasileira. Hoje a música brasileira é muito admirada no exterior e nomes como Pixiguinha são respeitados. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Mais uma excelente aula, Luiz! E o vídeo é demais! Parabéns.

    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 6 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog