12 de março de 2009

Temos que tirar o “S” da CRISE

Convicto de que todas as crises surgem para serem debeladas e dono de um otimismo incomum, o empresário Dorneles Dávi assume nesta sexta-feira, dia 13, a presidência da Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó, em solenidade festiva na qual também será comemorado o 40o aniversário de fundação da entidade. Os atos estão daviprogramados para as 20 horas, na sede campestre da CDL Chapecó.

O lojista e técnico em contabilidade Dorneles Dávi, 64 anos de idade, é casado com Neizita Edir Dávi e tem três filhos: Tatiana, Juliana e Marcelo. É proprietário do Palácio dos Esportes, segunda loja mais  antiga de Chapecó com 43 anos de atividades e do Palácio do Som, há seis anos em funcionamento. Nesta entrevista, Dorneles apresenta seus objetivos para os próximos dois anos no comando da CDL.

Quais suas metas como presidente da CDL Chapecó?

Dorneles Dávi – Estamos dando continuidade aos trabalhos em desenvolvimento. Nosso plano de ação dá prosseguimento à trajetória evolutiva da nossa entidade, que sempre contou com presidentes dinâmicos, criativos e comprometidos e, por isso, alcançou as conquistas que atualmente visualizamos. Temos dentre as metas buscar estratégias para ampliar ainda mais o quadro de associados e oferecer serviços de qualidade aos lojistas. É importante destacar que a diretoria foi quase toda renovada e conta com o apoio de um conselho consultivo, com pessoas experientes e dedicadas para dar suporte à nova gestão.

Como o Sr. avalia os serviços prestados pelo SPC local e quais as perspectivas de aumento desses serviços?

Dávi – Nosso serviço de proteção ao crédito é muito eficiente no Brasil todo, e Santa Catarina desponta como um dos melhores. O SPC foi criado para preservar o crédito e dar mais segurança às operações comerciais, prestando informações de empresas e pessoas aos seus associados, através de um banco de dados que permite a consulta para verificação da conduta comercial de consumidores.

De que forma a crise econômica mundial influenciará no comércio do oeste catarinense em 2009?

Dávi Apesar das previsões da maioria dos economistas brasileiros mostrar que o ano apresenta-se como um dos mais incertos desde a quebra da bolsa americana em 1929, o oeste catarinense se mostra preparado para enfrentar turbulências internacionais. A economia regional está fortalecida porque o oeste é celeiro nacional de produção de alimentos, centro agroindustrial da América do Sul e pólo comercial e de serviços. Nos centros urbanos do oeste, o comércio evolui e o setor de serviços passa por forte diversificação.

Para os analistas, durante um longo período, os efeitos colaterais gerados pelo sistema financeiro estarão presentes.Como o comerciante deve proceder para não afetar o consumidor e continuar com suas vendas normais?

DáviO comerciante deve promover os produtos de forma que as compras sejam facilitadas, oferecer atendimento de qualidade e buscar inovações. Mas o consumidor também precisa estar atento, realizando pesquisas, evitando endividamento e, principalmente, pagar juros mais baixos possíveis.

Qual é o papel do comércio lojista neste cenário de crise?

Dávi – Temos que tirar o S da crise e transformá-la em CRIE. O comércio lojista é um dos setores da economia que mais rapidamente reage e responde aos processos evolutivos, seja na adoção de novas metodologias de gestão, de comunicação e de trabalho; seja na aquisição de novas tecnologias; na introdução de novos produtos e serviços; na retroalimentação da indústria para aperfeiçoar e ajustar produtos às aspirações do consumidor. Enfim, o comércio lojista é um setor organizado, proativo, combativo e atuante que oxigena e dinamiza a economia regional.

Quais são as perspectivas para este ano?

Dávi – Até o fim do quadrimestre, temos confiança de que a crise não influenciará de forma agressiva nas vendas do comércio. Depois disso, existem algumas incertezas, porém as expectativas são boas, se considerarmos que Chapecó é uma cidade pólo e que os investimentos continuam sendo realizados.

De que forma a CDL contribui para o fortalecimento dos empresários do comércio em Chapecó? Quais as ações programadas para este ano?

DáviEstamos preocupados com a capacitação das equipes de trabalho das lojas associadas, por isso priorizamos ações de capacitação. Em fevereiro, oferecemos curso sobre ”Cobrança extrajudicial”, destinado a todos os profissionais do comércio. Neste mês de março é oferecida a “2a academia de gerentes”. Além disso, para garantir melhor atendimento ao segmento comercial, viabilizamos um novo auditório na sede da CDL. Dessa forma, é possível facilitar cursos, reuniões, assembléias e eventos em geral.

Por: Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br
Blog Widget by LinkWithin

2 comentários:

  1. Legal a entrevista Luiz, o Dorneles Dávi conhece do tema e sabe o que está falando. Muito boa a sacada dele também, de se tirar o s da crise, remetendo a criação de novas ideias.

    ResponderExcluir
  2. Que tudo o que foi dito seja sincero e verdadeiro. Um abraço. Drauzio Milagres.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog