6 de outubro de 2009

Um galinheiro é transformado na Holywood brasileira

Numa grande área verde em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo, a avicultura cede lugar ao sonho do cinema brasileiro.

No final de 1946, Francisco Matarazzo Sobrinho faz sua habitual visita a uma imensa área verde em São Bernardo do Campo, onde o industrial paulista possui uma próspera criação de galinhas. Nessa ocasião, o escritor José Mauro de Vasconcelos, que acompanhava-o, teria dito: “ Aqui daria um ótimo lugar para se fazer cinema no Brasil”. Três anos depois, a 4 de novembro de 1949, a avicultura cede lugar ao graveracruz200nde sonho hollywoodiano do cinema brasileiro. Franco Zampari e Cicillo Matarazzo fundam a Cia Cinematográfica Vera Cruz, com capital inicial de 7,5 milhões de cruzeiros, uma fortuna para época.

Eu estava disposto a fazer da Vera Cruz a mais perigosa experiência da minha vida. Acreditava no talento brasileiro. Eu estava disposto a perder quanto fosse necessário, nos primeiros anos. Depois, tinha certeza, a coisa melhoraria. Afinal, somos ou não somos um povo de heróis?”,  diria o engenheiro italiano, Franco Zampari.

No começo de 1950, depois de uma série de conferências sobre cinema no Museu de Arte de São Paulo, o cineasta Alberto Cavalcanti é convidado por Zampari para dirigir a recém-criada Vera Cruz. Dispondo de amplos recursos, Cavalcanti contrata técnico ingleses, italianos, diretores brasileiros e um grande elenco nacional, para iniciarem a fase do cinema brasileiro em bases industriais.

O primeiro filme com o selo da Vera Cruz foi Caiçara, com direção do italiano Adolfo Celi, e trazendo no elenco nomes como: Eliane Lage, Carlos Vergueiro e Mário Sérgio. Com muitos contratempos e acirradas brigas entre Celi e Cavalcanti, as filmagens demoraram aproximadamente seis meses, com toda a equipe sem poder sair de Ilhabela, local das filmagens.

Fonte de pesquisa: Nosso Século, Abril Cultural, 1980.

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog