15 de junho de 2010

Copa 2010: Brasil vence mas não convence

A terça-feira começou com um jogo sem graça. Em Rustemburgo, as seleções da Nova Zelândia e da Eslováquia, mostraram porque nenhuma expectativa foi criada em torno de ambas. Dentro de campo, o que se viu foi um festival de erros. Alguns deles chegaram a ser bizarros, como uma falha na saída de bola do goleiro Paston, aos 32min do primeiro tempo, que quase resultou em gol eslovaco. Aos 4min, da segunda etapa, Vittek abriu o placar para a Eslováquia em posição irregular. A Nova Zelândia chegou ao empate pelo alto depois de tanto insistir na jogada: aos 47min, Reid cabeceou para o gol e selou a igualdade.

Mesmo sem sair gol na partida, Costa do Marfim e Portugal não fizeram uma partida ruim. O que faltou para as duas seleções, foram atacantes. As duas concorrentes da seleção brasileira até que criaram boas oportunidades. Mas Liedson não aproveitou para os lusitanos enquanto um dos melhores centroavante do mundo, o marfinense Didier Drogba começou a partida no banco de reservas, pois ainda se recupera de cirurgia, após fraturar o cotovelo. O grande astro do Chelsea até saiu do banco de reserBraXCNvas, causando euforia nos torcedores com suas ensurdecedoras vuvuzelas. Mas a bola pouco chegou. Os portugueses o conhecem bem, por isso a marcação era implacável. Além disso, por questões óbvias, Drogba estava sem ritmo de jogo.

Já o Brasil não fez a estreia que os torcedores sonhavam, mas a equipe do técnico Dunga cumpriu com o seu objetivo e venceu a Coreia do Norte por 2 a 1 no primeiro compromisso na Copa do Mundo de 2010. Maicon e Elano marcaram os gols do Brasil no Ellis Park, em Joanesburgo. Yun Nam descontou para os norte-coreanos no final da partida. A seleção brasileira fechou treinos para esse jogo, mas não mostrou o que tanto escondeu. Até a defesa, porto seguro da equipe, vacilou no final e acabou vazada pelos asiáticos. No intervalo, vaias foram ouvidas entre as buzinadas das vuvuzelas.

Kaká que carrega a camisa 10 e a responsabilidade de armar, de fazer a diferença, não fez nem um, nem outro. Coube a Robinho assumir tal função. Elano ajudou, como no gol de Maicon. Mas foi muito pouco para o time pentacampeão. Muito pouco para quem busca o hexa. Já a Coreia do Norte, talvez tenha saído de campo satisfeita.

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há um dia
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog