1 de abril de 2009

Programa Jovem Aprendiz inicia nesta semana

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-AR/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), reinicia nestas quarta e quinta-feira, dias 1º e 2 de abril, o curso Cultivo da Macieira - Jovem Aprendiz Quotista, para adolescentes e jovens entre 14 e 24 anos, filhos e filhas de trabalhadores ou produtores rurais, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Fraiburgo e as empresas Fischer, Agropel, Pomifrai, Renar e Agrícola Fraiburgo.

As atividades teóricas serão desenvolvidas no Sindicato dos Produtores Rurais de Fraiburgo e as práticas profissionais nas empresas de maçã parceiras do programa.

Neste ano, serão atendidas 93 vagas, distribuídas em 3 turmas. O curso é formado por 18 módulos, compreendendo 480 horas de prática profissional e 480 de teoria. O primeiro módulo a ser desenvolvido será Relações humanas com 32 horas.

Durante os anos de 2009 e 2010 serão desenvolvidos os seguintes módulos previstos no programa: relações humanas; hnformática básica; controle interno da colheita; armazenamento; comercialização; relações de trabalho; fertilidade do solo e nutrição da macieira; poda de abertura; manejo do solo, sistema de plantio, implantação do pomar; porta-enxerto e produção de mudas; segurança, saúde e higiene; poda de frutificação; cidadania; fitossanidade; certificações de qualidade; arqueamento de ramos; raleio e colheita. “Cada conteúdo será desenvolvido de acordo com a sazonalidade da cultura da maçã”, explica a supervisora regional do meio-oeste do Senar-AR/SC, Locenir Tereza de Moura.

O superintendente do Senar-AR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, salienta que o programa tem por objetivo a realização de formação profissional rural na produção de maçã, capacitando os aprendizes para o ingresso no mercado de trabalho, dentro dos princípios da proteção integral ao adolescente. “Estes jovens recebem formação em condições especiais, sem prejudicar a escolaridade formal. As atividades são controladas, em ambiente protegido, de acordo com a legislação vigente”, complementa.

O Senar-AR/SC, coordenador do Programa, entende que esta prática profissional não é compreendida apenas como uma atividade que visa a produção no trabalho, mas sim como uma importante etapa no processo de aprendizagem. Os jovens atendidos têm os diretos trabalhistas e previdenciários garantidos através de contrato de aprendizagem com as empresas de maçã, recebendo remuneração mensal, durante a realização do curso, sendo que aqueles que obtiverem um bom aproveitamento, poderão ser contratados como funcionários das empresas, após a conclusão do curso de aprendizagem.

Marcos A. Bedin
MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Fundar uma ONG não é Complicado - Incentivar, ajudar, se doar, frequentemente faço isso. Algumas pessoas não percebem o quão fácil é agir dessa maneira, e quantos benefícios isso trás para ...
    Há 3 horas
  • - Papagaio (a) Chica - *CHICA* Oi,Chica! A história de nosso personagem começa dia *03 de janeiro de 1999*, quando o amigo *Lauro Werner* nos traz de presente um Papagaio (a) c...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 7 meses
  • -

Arquivo do Blog