28 de julho de 2010

Ombro: Diagnóstico precoce, eficácia no tratamento

Caracterizada como a perda da relação anatômica normal entre a cabeça do úmero e o ombro (cavidade glenóide), a luxação recidivante do ombro pode ser traumática ou atraumática. Especialmente entre pessoas que praticam atividades físicas, de contato, as histórias sobre ombros fora do lugar são muito comuns, assim como o desconhecimento da doença e do tratamento.

O médico ortopedista e traumatologista, Joaquim Reichmann, diretor da Clínica Reichmann de Chapecó, especializada em ortopedia, cirurgia do joelho, ombro, quadril, traumatologia dos esportes e videoartroscopia, explica que a luxação traumática ocorre após um mecanismo violento em pacientes com estrutura óssea e cápsulo-ligamentar previamente íntegros, ou seja, é a perda do contato ósseo dos 2 ossos que compõe a articulação.

Na atraumática, há alterações preexistentes que favorecem a luxação (ou subluxação) mesmo na ausência de grande trauma, o que pode levar a hipermobilidade geral em outras articulações.ombro

O diagnóstico é clínico e a história clínica e o exame físico são de fundamental importância. Também é importante determinar a etiologia (traumática ou atraumática), a direção (anterior, posterior, multidirecional), além de outras características da instabilidade. Os exames radiológicos complementam o diagnóstico e ajudam a identificar as lesões associadas, sendo importantes no planejamento do tratamento. Quando são necessárias mais informações sobre o complexo cápsulo-ligamentar pode ser indicada a artro-ressonância magnética.

Segundo Reichmann, o tratamento inicia de forma conservadora, com reforço muscular compensatório. Os músculos da cintura escapular auxiliam na estabilização dinâmica do ombro. As luxações atraumáticas (geralmente bilaterais e multidirecionais) respondem melhor ao tratamento conservador. Na maioria das luxações traumáticas e nas atraumáticas, que não respondem ao tratamento, é indicado cirurgia.

O treinamento muscular com orientação de profissional especializado pode ser eficaz em pacientes com hipermobilidade geral. É difícil prever a ocorrência de uma luxação traumática, no entanto, condicionamento físico adequado é sempre útil, especialmente em atletas. Quando ocorre uma luxação traumática, a possibilidade de tornar-se recidivante é grande, principalmente em jovens.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

  1. Olá Luiz vi seu comentário em uma pagina dizendo que você tem um duende, eu gostaria de saber se você poderia me dar algumas dicas sobre como eu posso ter um duende e como cuidar dele.
    Sei que este comentário não tem a ver com este assunto mas se puder me ajudar eu agradeço. Obrigado!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Fundar uma ONG não é Complicado - Incentivar, ajudar, se doar, frequentemente faço isso. Algumas pessoas não percebem o quão fácil é agir dessa maneira, e quantos benefícios isso trás para ...
    Há uma hora
  • - Papagaio (a) Chica - *CHICA* Oi,Chica! A história de nosso personagem começa dia *03 de janeiro de 1999*, quando o amigo *Lauro Werner* nos traz de presente um Papagaio (a) c...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 7 meses
  • -

Arquivo do Blog