30 de junho de 2010

As lesões mais comuns no futebol

O futebol está no sangue do brasileiro. Em época de Copa do Mundo então, todas as atenções estão concentradas no esporte mais popular do mundo. Para alguns o prazer está apenas em acompanhar os jogos pela televisão, no entanto para outros a prática do esporte trata-se da atividade profissional e ainda têm aqueles que o futebol do fim de tarde com os amigos é encarado como diversão e uma possibilidade de realizar atividades físicas.

Tanto para profissionais, quanto para amadores do futebol, o risco de lesões com a atividade está presente. O médico ortopedista e traumatologista, Joaquim Reichamm, observa que o esporte favorito de muitos é uma fábrica de lesões. “A exposição ao contato físico e as quedas exigem muito da musculatura do atleta, por isso a necessidade de fortalecer os músculos. Os músculos e os ligamentos são as principais estruturas de sustentação das articulações que, por serem móveis, são as mais vulneráveis a problemas. Os tornozelos e joelhos são as áreas mais sensíveis, posis são eles que amortecem a maioria dos choques durante a movimentação”, explica.

Reichmann aponta que as lesões mais comuns surgem das faltas praticadas pelos adversários. “A gravidade dos encontrões de faltas é relativamente pequena, porém as estatísticas mostram que entre 10% e 23% das faltas resultam em afastamento de treinos ou jogos”, afirma. Sobre as condições de prepkkaro físico que podem levar o atleta a sofrer lesões com mais facilidade, o médico diz que são responsáveis o excesso de treinamento, poucas horas de sono, sono sem repouso, alimentação inadequada, além do uso de anabolizantes por parte de alguns atletas.

O médico observa que as entorses do tornozelo são as lesões mais comuns do futebol, representando 17% a 20% do total. Enquanto as lesões de joelho ficam em torno de 16% de todas as lesões em homens. O que agrava nas lesões de joelho é que, quando ocorrem, exigem maiores períodos de afastamento do esporte e até cirurgias de reparação.

Isso ocorre, segundo Reichmann, porque trata-se de uma articulação plana e instável, além de superficial. “O joelho fica bem no meio entre a cintura e o solo sofrendo na maioria das vezes o trauma direto do chute ou de uma dividida. Além disso, ele ainda está sujeito a grandes forças de rotação, principal mecanismo para a lesão dos meniscos e ligamentos cruzados”. Os joelhos também não têm um envoltório muscular para protegê-los.

O médico adverte que o aquecimento e alongamento, antes do exercício, são vitais para evitar as lesões.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

3 comentários:

  1. Elucidador o artigo, nessa época de Copa então que estou mais inteirada no assunto...veio bem a calhar!

    ResponderExcluir
  2. Informações muito importantes. Como eu sou praticante de Jiu Jitsu sei da importância de um bom aquecimento e alongamento.


    Luz na mente e Paz no coração.

    ResponderExcluir
  3. O futebol castiga demais os atletas. Os joelhos e tornozelos são as partes mais afetadas. Eu jogo futebol uma vez por semana e também faço outras atividades físicas. Tenho 24 anos e meu joelho está lesionado, inflamado, e provavelmente terei que fazer uma cirurgia. Futebol é um esporte apaixonante e perigoso. Infelizmente. Abraços.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog