21 de janeiro de 2011

Chegou a vez do frango?

A avicultura está atravessando uma fase dourada devido a escassez de carne bovina, cujo criador enfrentou situações difíceis nos últimos três anos, teve que se desfazer de animais e, como consequência, hoje estamos com um déficit de abate de bovinos no Brasil. Embora os brasileiros ainda tenham preferência por comer carne bovina, a redução no abate e o preço mais alto colocaram em cena a carne de frango e a carne de suíno.

Como a carne de frango é mais barata, pois custa menos pra produzir e leva apenas 40 dias, o consumo vem aumentando consideravelmente. É considerada saudável e não tem restrição em nenhuma parte do mundo.

Também pega carona nessa fase a carne suína que nos países da Europa e Estados Unidos é a mais consumida. Mas, no Brasil, o consumo é limitado principalmente na forma de resfriados e congelados, tendo mais aceitação na forma de embutidos.

Estudiosos de vários países apontam que a partir de 2017 a carne mais consumida no Frango_1mundo será a de frango, por isso, a perspectiva para a demanda é cada vez maior. No Brasil, o consumo per capita que estava em 36 quilos/ano deve fechar 2010 com 40 quilos per capita, confirmando as previsões.

Outro fator que coloca a carne de frango como a vedete do momento é que para produzir um quilo de frango é necessário 1,6 quilo de ração enquanto que para um quilo de carne suína são necessários 3,2 quilos de ração e para cada quilo de carne bovina, precisa de 7 ou 8 quilos de ração.

O Brasil é, e deve continuar sendo, o maior exportador de carne de frango. Nossa carne já está em mais de 150 países e a tendência mundial é pelo aumento do consumo de proteína animal. Atualmente, produzimos 520 milhões de cabeças de frangos, ou seja, 20 milhões a mais do que tradicionalmente era a produção brasileira.

Mas não podemos esquecer que o aumento da produção é um grande concorrente para a demanda de milho e soja. Por isso, o país tem que se preparar para aumentar também a produção desses grãos, já que nosso clima e nossa geografia permitem, sob pena de prejudicar o abastecimento.

Vão problemas, vêm problemas. Quebram indústrias, nascem indústrias. E o mercado vai se adaptando as demandas. O que esperamos é que o Brasil esteja preparado para as mudanças e que avicultores e indústrias saibam como aproveitar esse momento dourado.

Por: Mário Lanznaster/presidente da Coopercentral Aurora

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

2 comentários:

  1. Tudo é uma questão de cultura, mas, ainda acho que ainda demora para que o frango outra carne passe a ser primeira na preferencia do brasileiro, e consequentemente o boi ainda vai reinar por muito tempo (coitado dele).

    ResponderExcluir
  2. eu acho que o boi é que manda..AINDA
    estou te seguindo,da uma forcinha e segue lá tbm.
    http://avidaemdebates.blogspot.com/
    se puder deixar um comentario agradeço..

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 5 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog