16 de janeiro de 2011

12 dicas para um sono reparador

“O excesso de sono durante o dia chama a atenção para problemas causados por privação do sono, no entanto, normalmente as pessoas não procuram um médico por não relacionarem os distúrbios à doença”. O alerta é do médico responsável pelo Centro de Diagnóstico dos Distúrbios do Sono Unimed Chapecó (CDDS), Auney Oliveira Couto.

O médico explica que as consequências mais frequentes de noites mal dormidas estão relacionadas a problemas como ansiedade, depressão, dores crônicas, bruxismo e pernas inquietas. Mas existem outras doenças, que muitos desconhecem como de apneia do sono - condição definida por paradas repetidas e temporárias da respiração enquanto a pessoa dorme. Cada pausa na respiração dura geralmente entre 10 a 20 segundos, porém, pode chegar até dois minutos.

A apneia do sono ocorre quando o ar suficiente não consegue ir até os pulmões durante o sono. Essa síndrome é caracterizada pela obstrução parcial ou total das vias aéreas enquanto a pessoa dorme, causando apneia ou hipopneia, que reduz de 30% a 50% do fluxo de ar do nariz ou da boca. Além disso, envolve uma condição de “micro despertar” que acontece sucessivas vezes durante o ato de dormir, levando a uma fragmentação do sono.

Essa fragmentação provoca cansaço, dificuldade de permanecer acordado durante atividades sedentárias, como dirigir automóvel, assistir televisão, além de provocar irritabilidade, depressão, dores de cabeça pela manhã, entre outras. “A pessoa com apneia não consegue sustentar um sono restaurador”, destaca.

As consequências da apneia do sono vão além das noites mal dormidas. Estudos apontam que a doença está associada ao aumento na incidência de pessoas com hipertensão, infartos do miocárdio, derrames cerebrais.

O diagnóstico adequado pode ser estabelecido através da polissonografia, um exame que permite testar durante o sono os potenciais elétricos da atividade cerebral, dos batimentos cardíacos, os movimentos dos olhos, a atividade muscular, o esforço respiratório, a saturação de oxigênio no sangue, o movimento das pernas, entre outros.

polissonografia

Na polissonografia, o paciente dorme no laboratório do sono e o equipamento e seus sensores registram a atividade elétrica do cérebro, coração, respiração e da oxigenação do sangue

Na polissonografia, o paciente dorme no laboratório do sono e o equipamento e seus sensores registram a atividade elétrica do cérebro, coração, respiração e da oxigenação do sangue. Da preparação do paciente ao final do exame são necessárias cerca de 8 a 9 horas.

Couto revela que a estimativa é de que seis a oito milhões de pessoas sofram de apneia do sono no Brasil e que pessoas com sonolência excessiva diurna têm probabilidade sete vezes maior de sofrer um acidente de trânsito, além de aumentar em quatro vezes as chances de acidente de trabalho. “A condição não é reconhecida pelas pessoas por não saberem que pode ser tratada, portanto, precisamos conscientizar para a necessidade do sono restaurador”, destaca o médico.

Sob suspeita de distúrbios do sono, deve-se procurar um médico especialista para que seja feita uma avaliação da necessidade de realização de exames. A Unimed Chapecó mantém o Centro de Diagnóstico dos Distúrbios do Sono, em anexo ao Hospital da cooperativa médica, com propósito de identificar uma série de distúrbios que ocorrem durante o sono e que podem interferir na qualidade de vida da pessoa.

12 DICAS PARA UM SONO RESTAURADOR

· Não ir para a cama sem estar com sono

· Procurar dormir sempre à mesma hora

· Dormir sem interrupções

· Não levar as preocupações para a cama

· Não ir para cama com fome, mas também não fazer uma refeição pesada antes da hora de dormir

· Dormir em um quarto calmo, escuro e fresco

· Acordar sempre na mesma hora, mesmo nos fins de semana ou feriados

· Não consumir bebidas alcoólicas durante o período de quatro horas antes de ir para cama;

· Não consumir cafeína no período de seis horas antes de se deitar;

· Evitar bebidas, comidas e medicações que contenham cafeína;

· Não fumar antes de dormir; fazer exercícios regularmente de preferência no fim da tarde ou de manhã;

· Evitar esforços físicos após as 18 horas

Texto e foto:MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

4 comentários:

  1. A algum tempo atraz tive problemas com meu sono, hoje graças a Deus esta superado sigo mesmo algumas dessas suas dicas. Durmo muito bem e me sinto recuperado no dia seguinte.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  2. ola guri

    bah as dicas são muito validas
    bah eu num cuido nada bem do meu sono
    acabei de ver isso em seu post

    bjim

    ResponderExcluir
  3. Cara, na boa, nunca tive problema para dormir, e olha que nem sigo a maioria das dicas, mas, tudo pode mudar, ai então ....

    ResponderExcluir
  4. Fiquei surpresa com o termo "pernas inquietas" desde pequena tenho essa mania de balançar as pernas na hora de dormir, até dormindo as pernas se movem, será que preciso de ajuda?

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 4 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog