21 de agosto de 2010

Rede empresarial permite economia de 30%

A obtenção de 30% de economia nas compras das mercadorias junto às indústrias é um dos primeiros resultados da recém-instalada Rede Agroforça de Lojas Agropecuárias que reúne –de forma consorciada e cooperativa – empresas de Santa Catarina e do Paraná. As lojas consorciadas na rede faturam cerca de 50 milhões de reais ao ano e sustentam 74 empregos diretos. Em 2011, a rede será ampliada para o Rio Grande do Sul. A instalação oficial da Agroforça ocorreu em solenidade no Clube Cultural e Recreativo Xanxerense, em Xanxerê (SC), nesta semana, na presença de 300 empresários, autoridades e convidados.

“A concorrências das grandes empresas estava afetando a competitividade das agropecuárias independentes que, em sua maioria, constituem-se em micro e pequenas empresas familiares”, expôs o presidente da Rede Agroforça e co-proprietário da Celeiro Agropecuária, de Francisco Beltrão (PR),Vilmar Bottin. Antecipa que foram fechadas “excelentes negociações” com fornecedores de produtos comprados em conjunto” e está otimista com as perspectivas de negócios. Com a rede, “as lojas da rede estão em pleno aperfeiçoamento técnico no varejo e buscam melhores condições de sobrevivência e crescimento nos mercados onde atuam”.

Os preparativos para formação de rede iniciaram em 2009, em Xanxerê, com o apoio do Sebrae que implantou o Programa Central de Negócios. No início de 2010 foi juridicamente formalizada a sociedade, que já opera nas compras conjuntas. “A assessoria e o apoio do Sebrae foram determinantes na concretização da rede”, enfatiza Bottin.

A Agroforça reúne 14 empresas e outras 20 empresas desejam ingressar, mas, a expansão será gradual e criteriosa. “Admitiremos apenas as empresas sérias e de excelente conduta comercial”, informa o presidente. A meta é admitir dez novos sócios para 2010, com base na idoneidade das empresas. “Queremos empresas idôneas para desenvolvermos grandes parcerias com nossos fornecedores”, antecipa o tesoureiro da Rede e co-proprietário da Agropecuária Polli e Borin, de Xaxim (SC), Roberto Polli.

Os primeiros resultados da rede Agroforça são animadores: já há escritório em funcionamento e área de depósito (em breve a Rede terá uma filial no Paraná). Foram obtidos descontos acima de 30% em alguns produtos comprados em conjunto, melhoria da gestão das empresas, mudanças tributárias que melhor qualificarão as empresas, e perspectiva da manutenção e ampliação dos negócios no mercado. Outras ações consistiram na contratação de um comprador e criação e aplicação de identidade visual corporativa para padronização das lojas e seus materiais.

O diretor técnico do Sebrae/SC, Anacleto Ângelo Ortigara, realça que o programa Central de Negócios que inspirou a criação da Rede Agroforça tem como fio condutor a confiança e, como tripé de sustentação, a compra conjunta, o marketing e a venda integrada. “O potencial de negócios da Rede Agroforça está concentrado em 3 importantes pilares: a idoneidade dos sócios; a vivência e o conhecimento do ramo; e o potencial de crescimento das empresas”, sublinha Ortigara.

O secretário da Agricultura de Santa Catarina, Enori Barbieri, destaca que “o Sebrae está cumprindo seu verdadeiro papel ao apoiar e viabilizar as pequenas empresas do comércio de produtos agropecuários, pois são geradoras de empregos e disseminadoras de tecnologias para o setor rural.

Quais são as lojas agropecuárias fundadoras são: Agropecuária Cadore(Faxinal dos Guedes/SC), Agropecuária Campo Nativo (Clevelândia/PR), Agropecuária Kleimpaul (Xavantina/SC), Agropecuária Polli e Borin (Xaxim/SC), Agropecuária Quatro I (Abelardo Luz/SC), Agropecuária Verde Vale (Galvão/SC), Bikaro Agropecuária (Xanxerê/SC), Celeiro Agropecuária (Francisco Beltrão/PR), Gerecel Agroveterinária (Irani/SC), Agrovema (Mariópolis/PR), Zanca Agropecuária (São Domingos/SC), MCC Agroveterinária (São João/PR), Veterinária Schimar (Coronel Vivida/PR) e Agropecuária Agroponto (Chapecó/SC).

re

Foto: Presidente da rede, Vilmar Bottin, coordenador regional do Sebrae/ SC, Enio Parmeggiani, tesoureiro da rede, Roberto Polli e o vice-presidente da rede, Antonio Carminatti

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Quando Ouvi Bob Dylan pela Primeira Vez... - Quando ouvi *Bob Dylan* pela primeira vez eu devia ter uns 16 anos, e gostei muito. Sua voz mesmo estranha para alguns, me pareceu muito suave. Não sei ing...
    Há um dia
  • - Barreira - Bandeira do time Grená O paredão do *Grêmio Esportivo Olímpico* de 1964/1966. Enquanto por aqui esteve, Barreira foi um goleiro respeitado até pelos adver...
    Há 5 dias
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 9 meses
  • -

Arquivo do Blog