5 de julho de 2010

Jogar basquete requer boa saúde dos joelhos

Criado nos Estados Unidos, o basquete tornou-se um dos esportes mais apreciados no mundo inteiro, inclusive no Brasil. Sua prática requer boa forma física e, em especial, excelentes condições dos joelhos, pois ao lado do futebol, é uma das modalidades que registra maior número de lesões.

O membro do comitê de traumatologia dos esportes, o médico ortopedista Joaquim Reichmann, explica que a pressão exercida durante uma partida de basquete requer que os músculos das pernas e coxas funcionem como amortecedores externos: devem absorver a maior parte dos impactos e pressão.

A média de atletas dessa modalidade que sofrem com o problema de lesões no joelho é alta. As lesões nos joelhos – meniscos, ligamentos e tendinites traumáticas – são muito comuns. As tendinites são mais frequentes, seguidas pelas lesões meniscais e pelas ligamentares.MEDELLIN / COLïMBIA (23/03/2010)  IX Jogos Sul-americanos 2010 em Medellin. Brasil, de amarelo, joga com o Chile no Basquete. Carina Santos, com a bola.
© Washington Alves/COB/Divulga‹o

Por isso, Reichmann recomenda que o treinador deve considerar, para decidir se deixa ou não o atleta voltar ao jogo após uma lesão, a orientação e liberação do médico que deve estar presente na quadra. Se forem comprovadas rupturas meniscais ou ligamentares, o atleta não deve voltar ao jogo. Se voltar a jogar lesionado haverá agravamento das lesões e dor severa.

Reichmann enfatiza que o responsável pela equipe deve buscar o auxílio do traumatologista desportivo para detectar eventuais lesões no joelho. Para isso, avalia-se o mecanismo da lesão. Nos entorses, por exemplo, são comuns as lesões meniscais e ligamentares. “Realizam-se os testes de “gaveta” para ver se existem “folgas” anormais que podem indicar ruptura ligamentar e palpa-se o joelho para ver se não houveram fraturas. Se for apenas uma contusão, o jogador pode voltar à partida, após medicado”.

Aquecimento e alongamento prévio e posterior, calçados adequados e quadras em bom estado ajudam a reduzir a ocorrência de lesões no joelho, argumenta o médico

O médico expõe que, no basquete, o atleta machuca-se com mais frequência porque força mais seus joelhos. Por outro lado, a boa condição muscular do atleta facilita o tratamento e a recuperação mais rápida em relação a não-atletas.

O tratamento de um atleta com lesão meniscal exige de uma a duas semanas. Lesão ligamentar exige de 3 a 6 meses dependendo do ligamento lesado. As tendinites requerem de 1 a 3 semanas de tratamento. Após a recuperação inicia-se trabalho de condicionamento específico para voltar ao esporte.

O basquete e o futebol, como esportes de contato, apresentam alta ocorrência de lesões. O índice de lesões ligamentares é maior no futebol, mas as tendinites e lesões meniscais estão presentes nos dois esportes.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

2 comentários:

  1. Olá!

    Seja parceiro da campanha de doação de sangue do Ministério da Saúde.

    Para receber todo material da campanha e saber como participar, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

    Att,
    Ministério da Saúde.

    ResponderExcluir
  2. quero saber qual o aquecimento certo para jogar basquete!Obrigado

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

Arquivo do Blog