30 de dezembro de 2008

Aos 79 brasileira lança seu primeiro livro incentivada pelo neto


Diz o ditado que há três coisas que toda pessoa não deve deixar de fazer em sua vida: plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro. Anna Moll Kovalski, agora, cumpriu os três itens. Aos 79 anos, ela lançou, em dezembro de 2008, o livro infantil “Histórias da Vovó”, entrando para o RankBrasil como a “Mais idosa a lançar um livro”.

Em 2006, incentivada pelo neto, ela começou a escrever o livro, que é composto por 25 contos, na maioria inspirados em fatos da vida da autora. A cada história contada, ela deixa uma mensagem que, segundo ela, servem de lição. “Meu pai dizia que um homem sensato aprende com o erro do outro, não precisa repetir para aprender”, ressalta.

Além dos textos, Histórias da Vovó contém figuras para as crianças colorirem, o que, segundo Anna, associada à leitura, é uma forma lúdica de complementar a criação e a interpretação das histórias.

Nascida em 1929, em Araucária, região metropolitana de Curitiba, onde vive até hoje, a recordista é a filha mais velha de uma família de cinco irmãs, descendentes de europeus. O livro foi uma realização pessoal para Anna, mais uma integrante do time de recordistas brasileiros. “Escrever este livro era um sonho que tenho desde menina e é muito gratificante ter realizado”, finaliza a escritora.

Fonte: RankBrasil - Keyla Barros
Blog Widget by LinkWithin

4 comentários:

  1. Feliz 2009 para você e sua família. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Fala Luiz. Que história legal essa ai. Serve também para eu não desistir do meu sonho de escrever um livro. Emplaquei minha tese de conclusão de curso e duas editoras se interessaram em publicar o trabalho, mas me cobraram um absurdo e não tenho condições financeiras de bancar uma impressão. Mas não vou desistir e saber da história da vovó Kovalski me anima a buscar os meus objetivos.

    ResponderExcluir
  3. A vida e tão bela! Até a morte e bela!
    Porque será que tem tantos cegos, de beleza.

    ResponderExcluir
  4. Olá Luiz, Não existe idade para se começar alguma coisa. O que é importante é ter garra e vontade para fazer bem feito. Essa senhora dá uma lição em muita gente que acha que já está velha para fazer alguma coisa.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog