26 de abril de 2010

Os benefícios da drenagem linfática na gestação

A gravidez é um momento muito especial para a mulher, que representa a geração de uma vida, uma semente para o futuro e a continuação da árvore familiar. São meses que misturam sensações diferentes como a ansiedade pela criança que virá ao mundo e preocupações relacionadas à saúde da mamãe e do bebê. É um período marcado por mudanças físicas e sistemáticas no corpo da mulher.

Durante a gestação há um aumento na produção hormonal, responsável por várias modificações estruturais e musculares. Alguns dos hormônios essenciais na gravidez são responsáveis pela tendência de reabsorver sódio causando a retenção de líquido na gestante, principalmente nas mãos, pés e pernas.

A fisioterapeuta da Clínica Reichmann, Fabíola K. Jung, explica que a drenagem linfática é o tratamento estético mais indicado para a gestante, a partir do terceiro mês de gestação. É uma massagem suave e lenta, que ajuda a reduzir a retenção de líquido e diminuir os inchaços comuns da gravidez, que aparecem principalmente no primeiro e no último trimestre.drenagem_linfatica

“A drenagem linfática trata as complicações decorrentes da gestação, auxiliando no alívio de problemas circulatórios e musculares, bem como de outros problemas relacionados às mudanças hormonais, tais como enxaqueca, insônia, constipação intestinal e cansaço, além de proporcionar relaxamento à gestante”, argumenta Fabíola.

A técnica estimula a circulação venosa e linfática, reduzindo a retenção de líquido e diminuindo os inchaços típicos da gravidez, além de estimular a lactação e a dessensibilização das mamas, preparando-as para a amamentação; previne e combate às varizes e sensação de pernas cansadas, combate à celulite e às estrias; alivia tensões e reduz dores musculares. Além disso, a fisioterapeuta explica também que durante o tratamento, as grávidas passam a se conhecer mais e aceitam melhor a nova identidade corporal. Desta forma, a mulher passa a ter aumento do bem-estar emocional, fortalecendo ainda mais o vínculo mãe-bebê.

A fisioterapeuta, alerta que a drenagem linfática é contraindicada para grávidas com hipertensão não controlada, insuficiência renal, trombose venosa profunda, infecções de pele e erupções cutâneas. “É importante ressaltar que a drenagem linfática deve ser feita por fisioterapeutas, pois a técnica mal executada pode estimular as contrações uterinas e causar até a precipitação do parto a partir do sexto mês de gestação. Podendo também comprometer a circulação e causar hematomas”, adverte Fabíola.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog