23 de setembro de 2009

Motociclistas: vítimas das dores nas costas

Depois das dores lombares, as dores nos ombros também são frequentes nesses profissionais.

Cerca de 50% dos motociclistas da região oeste catarinense sofrem de dores lombares. O aumento no número de motocicletas em circulação também tem elevado a procura destes pacientes pelas clínicas de ortopedia. A constatação é do médico ortopedista e traumatologista, Joaquim Reichmann, e tem por base estatística informal do atendimento clínico.

Reichmann adverte que permanecer muito tempo em cima da moto pode provocar dores lombares, especialmente em motociclistas que não estejam em boa forma física ou que mantenham hábitos de posição incorreta sobre a moto. Por isso, o médico orienta uma parada de pelo menos cinco minutos a cada hora para relaxamento e alongamento. “Esse procedimento é vital, especialmente para os motoboys que permanecem durante todo o dia pilotando” alerta.

Depois das dores lombares, as dores nos ombros também são frequentes nesses profissionais. Essa situação decorre, geralmente, dos impactos absorvidos pelo guidom da motocicleta. “Para evitar esse desconforto deve-se fazer exercícios regulares de alongamento”, adverte Reichmann.

Quem utiliza o serviço de moto-táxi com frequência, também está exposto a riscos de complicações e dores nas costas. “O carona da motocicleta não vê os buracos no chão e não pode proteger sua coluna, elevando-se sobre as pernas para aliviar os impactos na coluna vertebral. Portanto, está mais suscetível ao problema e também precisa estar bem alongado”, enfatiza.

As dores na coluna e ombros podem causar também alterações no estado psicológico do motociclista, tornando-o irritado e menos atento. “Sempre que sentir essas alterações, a pessoa deve reavaliar sua condição física, seu alongamento e sua postura para continuar a pilotar”. Joaquim Reichmann lembra que os acidentes com moto geralmente resultam em sérios ferimentos, razão pela qual o motociclista deve estar sempre em boas condições físicas e emocionais para evitá-los.


Fonte: Marcos A. Bedin

MB Comunicação
Assessoria de Imprensa
(49) 3323-4244, (49) 9967-4244
mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

2 comentários:

  1. É o mal do esforço repetitivo.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  2. dor na coluna é um problema sério eu que diga é necessário muito exercício mas, a vida sedentário nos leva a isto,gostei do post

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 5 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog