10 de maio de 2011

Cada vez mais perfeitos e acessíveis

Os implantes dentários são a garantia de saúde, bem-estar e inserção social para aqueles que perderam dentes por traumas, doenças ou outras causas. Cada vez mais seguros, perfeitos e acessíveis, é possível a reabilitação com implantes localizados ou de toda a boca.

A especialista em implantes e próteses dentárias, Iara Giovana Gallon, da Clínica Arte & Face, de Chapecó, realça que o avanço tecnológico, aliado ao acesso ao crédito e a melhora do poder de compra da população, abre uma banda mais larga de possibilidades de tratamento.

Considerando as indicações clínicas, atualmente é extremamente raro o fato de um paciente não poder ser tratado com implantes dentários. “Doenças de ordem geral podem ser compensadas, pequenas alterações de saúde medicadas e a cirurgia realizada”, acrescenta.

O tempo de tratamento varia de apenas uma semana até três anos. De acordo com a especialista, mesmo nessa última hipótese, é considerado um tratamento rápido. “Basta compreender que a maioria dos dentes foi perdido dos 12 aos 20 anos e que a maioria dos pacientes procura o tratamento entre os 40 e 60 anos de idade, para que possamos ver como a reversão de uma severa perda de qualidade mastigatória pode ser revertida num prazo curto”, salienta.sorriso

Iara observa que os casos mais longos são aqueles que requerem quatro etapas, incluindo a confecção de enxertos ósseos inicialmente, seguido de implantes dentários que fazem um papel semelhante às raízes dentárias, mais adiante a instalação de próteses e, por fim, uma última cirurgia para coordenar as arcadas dentárias adequadamente.

A precisão dos tratamentos aumentou muito em poucos anos. “Agora, é possível confeccionar uma réplica fiel dos ossos do paciente e fazer todo o estudo como se estivéssemos com os ossos na mão, avaliando sob todos os ângulos e medidas. Planejamentos totalmente computadorizados, cirurgias minimamente invasivas, enfim, há uma verdadeira caixa de ferramentas de alta tecnologia à disposição dos tratamentos de casos difíceis”, diz a especialista.

Os benefícios do implante vão desde a melhora da autoestima, passando pela capacidade de poder mastigar novamente, processar o bolo alimentar, permitir a boa digestão e, por consequência, a nutrição até a correção de apneias obstrutivas do sono, além da melhora no nível de atenção no pique cotidiano e na harmonia estética facial.

“Ao envelhecermos, vamos perdendo capacidade muscular, como fator de um processo normal. Partes do nosso corpo ficam flácidas, entre elas estão as gengivas, lábios e bochechas. Nesses casos, a capacidade de manter uma prótese total, como uma dentadura, estável na boca, se reduz muito, levando muitas vezes ao desuso de uma ou ambas as próteses, com todas as consequências que isso traz”, afirma Iara.

Não há limite de idade para as reabilitações, o que se faz necessário são a adequada avaliação de saúde, equilíbrio das funções vitais e planejamento bem conduzido. “Dessa forma, os riscos de insucesso se reduzem a menos de 4% e normalmente os problemas que eventualmente surgem durante o tratamento alteram pouco o tempo do processo, mas sem modificar o resultado final”, comenta.

A odontóloga enfatiza que o paciente deve estar atento na hora de escolher o plano de tratamento. “Seja crítico, avalie o plano, a formação profissional, a estrutura e a explanação sobre o que você passará durante o seu tratamento. Isto feito, trate, pois a situação mudará muito pra melhor”, avalia.

Natural de Erechim (RS), Iara Gallon tem especialização em implantes dentários pela APCD de São Paulo e especialização em prótese dentária pelo Centro de Estudos Odontológico Meridional (CEOM) do Rio Grande do Sul. Essas duas especialidades se complementam e possibilitam ao paciente iniciar e concluir o tratamento com o mesmo profissional.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 4 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog