9 de fevereiro de 2010

Volta às aulas e o peso das mochilas

As aulas começam e um velho problema está de volta: o excesso de peso nas mochilas escolares e seus conhecidos malefícios. O sobrepeso induz a má postura e pode redundar em sérias doenças da coluna. O alerta é do médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann, diretor da Clínica Reichmann, de Chapecó, especializada em ortopedia e traumatologia, videoartroscopia de ombro, joelho e quadril. “A responsabilidade não é apenas da família, mas também da escola”.

Os pais devem orientar os filhos e fornecer mochilas com rodinhas, sempre que possível. As escolas, por sua vez, devem proporcionar armários, diminuir o máximo possível o peso das mochilas, criando um sistema tal que os livros pesados fiquem nas próprias salas de aula. O excesso de peso em mochilas afeta a coluna vertebral, provoca dores nas costas e induz a má postura e agravamento dos desvios da coluna, que podem ser do tipo cifose, lordose ou escoliose.mochila

Reichmann assinala que a prática clínica permite constatar que 40% dos estudantes reclamam do excesso de peso e padecem de dores nas costas e nos ombros. Explica que o peso da mochila não deve superar a 8% do peso corporal do aluno.

Alguns estudantes, principalmente crianças, colocam a mochila nas costas e passam grande parte do tempo com ela, muitas vezes até depois do turno da aula, em brincadeiras. Essa prática é prejudicial à saúde. O médico orienta que deve-se permanecer o menor tempo possível com a mochila e sempre retirá-la quando encerrar a jornada. “Jamais deve-se brincar com ela, pois sobrecarrega a coluna vertebral e a mochila deve ser usada sempre no alto das costas e não no meio ou embaixo” explica Reichmann.

Os problemas causados pelo excesso não afetam somente jovens estudantes, mas adultos e idosos também podem sofrer com mochilas pesadas demais. Nesses casos, as dores e tendinites nos ombros acompanham as dores nas costas. As mochilas tipo carteiro, que os estudantes usam somente num lado do ombro, são mais prejudiciais ainda, pois, desequilibram a musculatura de um lado do corpo em relação ao outro.

Enfim, a solução passa por várias providências: diminuir o peso dentro da mochila, ginástica especializada para corrigir má postura, mochilas com rodinhas, armários escolares para colocar materiais volumosos e pesados, etc.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

  1. O ideial é o colégio ter armários para os alunos poderem deixar os livros lá. O problema é que as escolas públicas não tem suporte e condições para isso. Abraços.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 6 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog