21 de fevereiro de 2009

Presidente eleito no dia de carnaval não assume

No dia 1º de março, primeiro dia de carnaval, foram realizadas as eleições de 1930. Apuradas as urnas, vence o candidato governista Júlio Prestes com mais de um milhão de votos, contra 737 mil para Getúlio Vargas. A Aliança Liberal estava derrotada. O slogan "O programa é mais do povo que do candidato" não conseguiu desbancar a máquina eleitoral montada pelo governo em 17 estados. A fraude dominou o pleito de parte a parte.

Com a derrota nas urnas, restava a Aliança Liberal apenas um caminho para chegar ao poder: a Revolução. Porém, não são todos que querem palmilhar as trilhas conspiratórias. Falsa ou verdadeira a frase atribuída a João Pessoa é um exemplo disso: "Nunca contarão comigo para um movimento armado. Prefiro 10 Júlio Prestes a uma revolução". Entretanto, líderes políticos de Minas Gerais, Antonio Carlos, do Rio Grande do Sul, Getúlio Vargas, os tenentes revolucionários da Coluna Prestes e outros chefes dos levantes de 1922 e 1924, como Juarez Távora, João Alberto, Siqueira Campos e Cordeiro de Farias já conspiravam contra o governo federal. O ideal dos tenentes era a moralização do aparelho de Estado e o fim da política dos governadores.

Luis Carlos Prestes, ex líder dos tenentes, foi convidado a assumir o comando das fileiras revolucionárias da Aliança Liberal, mas recusou-se a um compromisso com os aliancistas. Havia deixado para trás as vagas aspirações do tenentismo e suas preocupações sociais se cristalizavam no marxismo. O chefe da Coluna Prestes desconfiava de seus aliados liberais de 1920, pois estes congregavam velhos inimigos dos tenentes como os oligarcas Artur Bernardes e Epitácio Pessoa adeptos do velho sistema dos governadores. Mas enquanto Prestes se recusava a aderir à revolução outros setores militares aderiram ao movimento, entre eles, Góis Monteiro e Juarez Távora.

Em Minas Gerais, no Nordeste e no Sul, sucedem-se reuniões de militares descontentes coma velhice carcomida do regime, a maioria são simpatizantes da Aliança Liberal. Conspira-se em quartéis e assembléias. Apesar de eleito presidente, o paulista Júlio Prestes tem poucas chances de governar o país.

Fonte de Pesquisa: Nosso Século, Abril Cultural, 1980.

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 3 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há 2 semanas
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog