27 de dezembro de 2008

Presidente faz balanço do Brasil

Nas palavras do presidente da República o Brasil melhorou muito, em todos os setores, desde a proclamação da independência. Neste balanço ele também mostra números surpreendentes do nosso desenvolvimento e do crescimento da economia brasilera.


"Os congressos scientíficos, históricos, artísticos e económicos a que ides assistir, do mesmo modo que a Exposição, em que procuramos resumir alguns aspectos da nossa cultura intelectual e da producção das nossas terras e fábricas, bastarão para convencer-vos de que alguma cousa temos feito e muito poderemos ainda realizar para o futuro, depois deste passo tão difficil do primeiro centenário de vida emancipada.

Em um século passamos de 3 a 30 milhões de habitantes; o valor da nossa balança commercial cresceu na proporção de 20.000 para 1 milhão e hoje se expressa em 4 milhões de contos; a extensão das nossas linhas férreas é de 30.000 km; excede de 50 milhões a tonelagem dos navios que sulcam as águas dos nossos portos; contamos perto de 60.000 km de linhas telephonicas, 1.5000 km de carris urbanos, talvez mais de 1 milhão de objectos de correspondência postal, cerca de 50.000 km de linhas telegraphicas; o valor dos nossos estabelecimentos ruraes excede de 10 milhões e 500 mil contos; na pecuária occupamos o terceiro ou quarto logar no mundo; para a renda geral de 4.000 contos em 1823, temos agora a receita de quasi 1 milhão de contos de réis, só para a União, sem incluir a dos estados; da instrucção temos cuidado com o possível desvelo: de 1907 a 1920, o augmento dos cursos elevou-se de 72% e o de alumnos de 85%, o que revela o esforço do paiz, nos últimos annos, pelo incremento da sua instrucção.

Contamos cerca de 2.400 jornaes e revistas, 650 associações scientíficas, literárias e artísticas, 1.400 estabelecimentos de assitência, muito milhares de sociedades de auxílio mútuo e caridade, e que a nossa última organização sanitária, talhada nos moldes mais adeantados, prepara a olhos vistos o fortalecimento da raça e augmento da sua capacidade productora.

Do Rio de Janeiro de 1822 fizemos, durante o império e principalmente na república, a cidade moderna que actualmente se honra de hospedar-vos, sem as epidemias dizimadoras, que eram com razão o terror do estrangeiro."

Discurso do presidente da República, Epitácio Pessoa em 8 de setembro de 1922.

Fonte: Enciclopédia Nosso Século, 1981.

Blog Widget by LinkWithin

4 comentários:

  1. vcs acreditam que este balanço e verdadeiro, no meu entender esta muito floriados.

    ResponderExcluir
  2. Os números oficiais sempre são um pouco diferentes dos números reais. quem está no topo do poder não tem condições de fiscalizar todos os números que lhe chegam e quem sabe de alguma inverdade geralmente não tem como contestar os números oficiais.
    Se compararmos o discurso de Epitássio com os de Lula, veremos que são exatamente iguais, apenas atualizando os números.

    ResponderExcluir
  3. A política é sempe a mesma coisa. Deve haver um manual para todos que são eleitos. Impressionante como esse papo político é antigo...

    ResponderExcluir
  4. Os políticos, de todas as épocas, gostam de falar dos seus feitos mesmo que as mazelas sejam grandes vêem coisas boas em suas ações.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog