28 de fevereiro de 2011

Qual é a maior vilã das dores na coluna?

Somente quem teve problemas na coluna sabe explicar como é difícil suportar a dor. Não dá para caminhar, ficar em pé e deitar também causa incômodo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 85% da população mundial já sentiu, sente ou sentirá dores nas costas. Esse índice é alarmante e preocupa as autoridades e médicos de todo o mundo.

Mas, no entanto, é possível de ser reduzido se cada pessoa cuidar um pouco mais do seu corpo, praticando exercícios físicos e, principalmente, corrigindo a postura no dia a dia. O médico ortopedista Joaquim Reichmann, da Clínica Reichmann de Chapecó, especializada em ortopedia e traumatologia, cirurgia do joelho, ombro e quadril e videoartroscopia, explica que muitos pacientes sofrem com dores no corpo, principalmente nas costas e, somente depois de algum tempo percebem que a postura estava errada. “Cuidar da postura no trabalho, no lazer e em casa, fazer caminhadas e alongamentos são atitudes fundamentais para a saúde e para evitar lesões na coluna”, defende.dorcol200

Existem vários tipos de trabalho que obrigam o profissional a manter a mesma posição durante determinado período, o que pode contribuir para o surgimento de problemas posturais. Atividades desenvolvidas por digitadores, dentistas e estivadores são alguns exemplos das inúmeras profissões consideradas de risco para a postura. Reichmann afirma que todas as funções necessitam de uma ergonomia correta para prevenir defeitos na postura.

Dentre as doenças relacionadas à má postura podem ser incluídos três desvios na coluna: a escoliose, a cifose e a lordose, que podem ser congênitos ou adquiridos através de postura incorreta. São problemas físicos que podem ser tratados com fisioterapia ou, quando o caso requer, com tratamento cirúrgico. “A má postura leva inicialmente a dor e depois a uma deformidade que pode tornar-se irreversível”, alerta Reichmann.

Conforme o médico, para evitar problemas posturais é necessário praticar exercícios físicos regularmente, fazer alongamentos e corrigir a própria postura nas atividades domésticas e/ou no trabalho, mantendo a coluna ereta sempre.

Outra preocupação dos especialistas atualmente está relacionada à infância. Com maior responsabilidade na escola e opções de entretenimento envolvendo televisão, jogos eletrônicos e internet, as crianças estão cada vez mais propensas aos problemas posturais. O médico afirma que pais ou responsáveis devem alertar os filhos sobre postura correta ao sentar para estudar, assistir televisão, usar o computador, entre outras atividades. “Também devem estimular a prática de atividades físicas o mais cedo possível, pois atitudes corretas na infância contribuem para evitar problemas na idade adulta”, justifica.

Para dormir orienta-se evitar a posição de bruços, de preferência deitar de lado com travesseiro da altura do ombro na cabeça e outro entre os joelhos. De barriga para cima devemos utilizar um travesseiro baixo para que o pescoço não fique flexionado. O colchão deve ser firme, porém não duro, respeitando-se a equação densidade por peso ou utilizando colchão de espuma em multicamadas de diferentes densidades. O colchão de mola não é recomendado para quem sente dor nas costas.

Fonte: MARCOS A. BEDIN

MB Comunicação Empresarial/Organizacional

mb@mbcomunicacao.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado.

Recomendo

  • Projeto Valença Troca Livros - Aguardem! Em novembro! Vem aí o *"Projeto Valença Troca Livros"* Sem custo algum, apenas doação, amor. Já tenho alguns livros *livros* para serem trocados...
    Há 2 dias
  • - Cheiro de Goiaba - Mais uma participação da escritora, historiadora *Urda Alice Klueger, *Comentando o seu primeiro dia de aula, na Rua da Glória antiga Escola São José, e q...
    Há uma semana
  • - Noite da Família no Clã! No sábado a noite (13/05) foi realizado uma noite super especial com todas as Mães e familiares do Clã, onde rolou bolos e salgad...
    Há 5 meses
  • -

Arquivo do Blog